Após 29 horas, São Paulo chega a Valera; desgaste preocupa Bauza

Após 29 horas de viagem, incluindo uma parada em Maracaibo para dormir, a delegação do São Paulo desembarcou em Valera, na Venezuela, palco da partida desta quarta-feira, contra o Trujillanos, pela fase de grupos da Taça Libertadores da América. Só que os problemas estão longe de acabar. A delegação  corre o risco de não treinar no estádio José Alberto Perez na noite desta terça-feira, como estava programado. Tudo porque os uniformes seguiram em outro voo, que saiu mais tarde.

Para viajar de Maracaibo a Valera, a delegação tricolor foi dividida em dois voos. No primeiro, que chegou mais cedo, vieram os jogadores, seguranças, o técnico Edgardo Bauza, o auxiliar José Di Leo, o preparador físico Bruno Militano e o médico Auro Rayel. Assim que todos desceram, o avião levantou voo e voltou a Maracaibo para pegar o restante da comitiva, que inclui os dirigentes, conselheiros e assessores de imprensa.

– A situação é muito difícil, o cansaço preocupa e não conseguiremos treinar porque a rouparia ainda não chegou. Deveremos ir até o estádio apenas para caminhar, fazer alguns exercícios e conhecer o gramado. Não é o ideal, mas é o que dá para fazer no momento. Depois, os atletas tentarão descansar o máximo possível – afirmou o técnico Edgardo Bauza, visivelmente preocupado com situação.

Lugano, zagueiro do São Paulo (Foto: Marcelo Prado)Lugano fala sobre desgaste da viagem do São Paulo (Foto: Marcelo Prado)

Experiente, o zagueiro Diego Lugano disse que os jogadores terão de ser muito fortes mentalmente para superar todas as adversidades que o time está enfrentando.

– Temos a maratona de jogos, não estamos conseguindo nem treinar, é tudo feito na base da conversa para corrigir alguns erros e já vamos para os jogos. O elenco é forte, tem capacidade e amanhã será uma partida onde o aspecto mental terá muito mais importância que o aspecto físico – analisou o defensor uruguaio.

O também zagueiro Maicon seguiu a mesma linha de raciocínio do companheiro de zaga e pediu superação aos jogadores.

– Hoje (terça-feira) todo mundo está cansado, o que é normal. Mas amanhã (quarta-feira) é outra coisa, teremos tempo para descansar e será o momento de todo mundo se doar os 100% porque precisamos da vitória para manter a chance de classificação – ressaltou.

Fonte: Globo Esporte

Um comentário em “Após 29 horas, São Paulo chega a Valera; desgaste preocupa Bauza

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*