Após 15h e com Kaká assediado, São Paulo chega a Guayaquil

O São Paulo segue sua maratona de voos nesta reta final de Campeonato Brasileiro e Copa Sul-Americana. Após voltar de Criciúma, o Tricolor desembarcou em Guayaquil, por volta das 2h desta terça-feira, 5h no horário brasileiro, agora para o duelo que vale vaga às semifinais da competição continental.

Foram cerca de 15h de voo desde a saída do CT da Barra Funda até a chegada ao hotel em que a delegação está hospedada para enfrentar o Emelec, quarta, 22h (de Brasília), pelas quartas de final do torneio internacional.

São Paulo chegada Guayaquil (Foto: Carlos augusto Ferrari)Muricy e os jogadores do São Paulo desembarcaram com tranquilidade no Equador (Foto: Carlos augusto Ferrari)

– Foi uma viagem longa, mas faz parte. Agora precisamos descansar para o jogo – disse Alan Kardec

O grupo deixou a capital paulista com duas horas de atraso devido às fortes chuvas que caíram sobre a cidade no fim da tarde. Por isso, o tempo da conexão de Quito para Guayaquil foi reduzido.

O horário atrapalhou o assédio dos fãs aos jogadores no desembarque. Tanto que somente um pequeno esquema de segurança foi montado para a chegada do time ao hotel. Estiveram no local alguns jornalistas e cerca de dez torcedores, que escolheram Kaká como alvo de maior procura, suplantando Rogério Ceni.

A vitória por 4 a 2, no Morumbi, dá a vaga ao Tricolor mesmo com derrota por uma gol de diferença. Se for batido por dois gols, precisa marcar no mínimo três para avançar diretamente. O vencedor pega Atlético Nacional, da Colômbia, ou Cesar Vallejo, do Peru.

 

Fonte: Globo Esporte

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*