Ao contrário de Seedorf, Kaká diz que Ganso se adaptaria ao futebol europeu

Com a chegada de Kaká ao São Paulo, a impressão inicial era de que Ganso iria para o banco. Na estreia do meia, contra o Goiás, porém, Muricy mudou o esquema tático para o 4-4-2 e os dois jogaram juntos. Os jogadores tiveram dificuldade para criar e o brilho individual de Kaká se sobrepôs ao meio de campo tricolor. No treino da última quinta-feira, os dois mostraram mais entrosamento. Kaká rasgou elogios ao colega de posição. Se Ganso se declarou fã do meia quando seu retorno foi anunciado, Kaká disse que hoje também tem o jogador como referência.

– Estamos buscando esse entrosamento, treino e jogos, jogo contra o Goiás foi legal à respeito, tudo aquilo que passou em organização tática, troco com ele de lado, começo do esquerdo, ele do direito, a gente tem trocado de posição, cada um voltando, se reorganizando, esse entrosamento estamos conseguindo aos poucos. Não é difícil, o Ganso é muito inteligente, não está sendo e não vai ser difícil. Agora já é recíproco, tenho ele como referência. É um jogador fora de série, talento incrível, admiro muito. Estou feliz de jogar ao lado dele – disse Kaká

Kaká discordou de Seerdof que no ano passado disse que Ganso não teria chance no futebol europeu por falta de dinâmica. Segundo o meia do São Paulo, Ganso se adaptaria ao esquema do Velho Continente.

– Em relação ao Ganso, muitos diziam que eu não ia dar certo com Rivaldo e Rui Costa, acho que o Ganso tem muito talento e se adaptaria na Europa.

Contra o Vitória, Muricy Ramalho deverá repetir o esquema 4-4-2. No treino da última quinta-feira, o técnico escalou o time com: Rogério Ceni, Douglas, Rafael Toloi, Antonio Carlos e Alvaro Pereira; Denilson, Souza, Ganso e Kaká; Pato e Alan Kardec.

Fonte: Lance

Um comentário em “Ao contrário de Seedorf, Kaká diz que Ganso se adaptaria ao futebol europeu

  1. Se confirmada a escalação, este é, a meu ver, o que temos de melhor dentro do elenco são-paulino. Infelizmente, por opção do técnico, esta formação vai ter que se entrosar jogando, já que o Murici faz poucos coletivos com a formação completa: talvez para tentar “enganar” os adversários. Não sei. O que sei é que, mesmo podendo não ser brilhante no próximo domingo – que ao menos vença – esta deveria ser a equipe para o resto da temporada, sem ficar sofrendo modificações de tino experimental, pois, se mantidos os jogadores, o entrosamento virá e o SPFC voltará a ter um TIME.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*