Alvo de vaias, Carlinhos nega provocação à torcida: “Não falei nada demais”

Depois de dar assistência para o gol do São Paulo na derrota para o Juventude, o lateral Carlinhos se dirigiu para a torcida e pediu apoio. O gesto irritou os torcedores, que passaram a vaiar o jogador durante todo o duelo, que acabou em vitória gaúcha por 2 a 1, pelas oitavas de final da Copa do Brasil.

“Hoje não fizemos uma boa partida e isso reflete na arquibancada. Foi uma reação que eu pedi mais apoio, não falei nada demais com o torcedor. Na hora, você está com a cabeça quente e pode até falar alguma coisa que pode atingir alguém, mas não é essa intenção”, justificou à “Globo”.

Depois da derrota para o Juventude, a torcida voltou a protestar contra Carlinhos. Durante o duelo, o gerente de futebol, Gustavo Vieira de Oliveira, também já havia sido alvo dos torcedores presentes no Morumbi.

2 comentários em “Alvo de vaias, Carlinhos nega provocação à torcida: “Não falei nada demais”

  1. Carlinhos Pé-na-cova, o gerente do REFIS… obrigado Muricy por esse presente de grego que vc deu para o seu São Paulo. Esse cara é PIOR que o Reinaldo Tiririca. E o treineiro ainda o escala… Pelo amor de Deus, quanto mais rezo mais me deparo com esse tipo de assombração. Fora Pé-na-cova, vc não merece vestir a camisa do meu time!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*