Alvaro Pereira destaca atuação de Douglas contra o Botafogo: “Jogão”

O São Paulo teve em Alexandre Pato e Douglas as suas figuras mais importantes na vitória por 3 a 0 sobre o Botafogo, no último domingo, pela estreia do Campeonato Brasileiro. O lateral-esquerdo Alvaro Pereira admite a importância dos dois no resultado, mas enaltece também o sentido coletivo da equipe.

– Fazer o coletivo forte. Temos jogadores fortes individualmente, como o Pato, o Ganso, o Luis Fabiano. Mas quero destacar o jogão que fez o Douglas, que vinha sendo muito criticado. Para mim, ele foi o melhor do jogo. E isso é bom porque mostra que coletivamente o time está crescendo. E eu sou partidário de que individualmente você pode ganhar dois ou três jogos, mas coletivamente você ganha campeonatos. É isso que eu penso e o que quero transmitir ao grupo. O importante é do número um ao número 30 (do elenco). Porque o importante é levantar a taça. Então, crescendo coletivamente, vamos ganhar mais jogos do que individualmente – afirmou o jogador.

São Paulo Comemoração (Foto: Rodrigo Gazzanel/Futura Press)Para Alvaro Pereira, atuação de Pato fez São Paulo crescer (Foto: Rodrigo Gazzanel/Futura Press)

De fato, coletivamente o São Paulo foi muito forte. A tática imposta por Muricy Ramalho de pressionar a saída de bola do adversário rendeu não só jogadas ofensivas, mas fez com que meio-campistas e atacantes se destacassem na marcação. Das 16 faltas cometidas no jogo, 10 foram feitas pelo sexteto formado por Souza, Maicon, Ganso, Boschillia, Pato e Luis Fabiano.

Sobre Alexandre Pato, que deu uma assistência para Douglas marcar e participou ativamente do gol de Luis Fabiano, Alvaro Pereira diz que o jogador soube se portar como a partida exigia.

– Acho que pelas características dele e pelo sistema de jogo que aplicamos, ele percebeu o movimento do time, até pela ausência do Osvaldo, que tinha que cair mais pelos lados e deixar o Luis Fabiano mais centralizado. Ele, individualmente, desequilibra e acrescenta muito ao time. E é isso que queremos, que ele como jogador siga crescendo.

A respeito do placar, o lateral uruguaio disse que o São Paulo soube explorar as deficiências da equipe carioca, com muita movimentação e troca de passes constantes.

– Temos jogadores que mantém a posse de bola, casos do Paulo Henrique Ganso e do Boschillia. E ainda teve a movimentação do Maicon e do Souza, para girar a bola e dar mais profundidade ao Douglas e me deixar mais preso. Acho fomos inteligentes e aproveitamos.

 

Fonte: Globo Esporte

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*