Ceni dá receita para São Paulo igualar diferença financeira no clássico

O técnico Rogério Ceni, do São Paulo, reconhece a diferença financeira do seu clube para o Palmeiras, rival do clássico de sábado, no Morumbi. O adversário da terceira rodada do Brasileirão investiu mais dinheiro em contratações do que o Tricolor, motivo para o comandante falar em superação para igualar o jogo.

Ceni também pediu a presença da torcida no estádio e disse entender o público de 12.427 pessoas na vitória por 2 a 0 sobre o Avaí, pois lembrou de tropeços da equipe na temporada.

– Decepcionamos o torcedor no Morumbi algumas vezes. E o torcedor fica ressentido, com um pé atrás. Mas o trabalho é feito com muita dedicação, horas e horas analisando adversários pelo melhor do clube (…) espero o torcedor presente, apoie e entenda as diferenças entre os cubes. Na alma, coração e superação vamos tentar igualar a diferença financeira entre os clubes. Mas convoco, sim, por gentileza: torcedor, venha! Ficarei muito feliz – disse.

Ceni fala em superação do São Paulo para igualar diferença financeira com rival (Foto: Érico Leonan/saopaulofc.net)

Ceni fala em superação do São Paulo para igualar diferença financeira com rival (Foto: Érico Leonan/saopaulofc.net)

Questionado sobre a derrota por 3 a 0 na casa do rival, pelo Paulistão, Ceni disse esperar fazer história diferente no duelo do próximo sábado, no Morumbi. O Tricolor não perde para o Palmeiras no seu estádio desde 2002.

– É um clássico. Uma vitória num clássico seria fundamental, especialmente contra um time com tanto dinheiro, novas opções e novo treinador. Mesmo sem o poder de contratação do Palmeiras. Será um bom jogo, pegado. O jogo na casa do Palmeiras (3 a 0) foi bem equilibrado no primeiro tempo. Levamos o gol em um lance fora da realidade do futebol. Aí no segundo tempo fizeram o segundo e o terceiro quando tentamos atacar. Espero que seja diferente. Espero sem ter o mesmo poder aquisitivo fazer um jogo de igual para igual com o Palmeiras.

Veja o que jogadores do São Paulo esperam do Choque-Rei:

Jucilei
– Acredito que será um jogo decidido nos detalhes. Nós respeitamos muito o Palmeiras, assim como tenho certeza de que eles nos respeitam também. Clássico é decidido nos detalhes. Tem que dar tudo para buscar o resultado. Acho que o futebol do primeiro tempo tem de servir de análise de como devemos nos comportar. Marcamos bem, criamos, tivemos chances. No segundo tempo caímos um pouco de rendimento.

Luiz Araújo
– Tem de colocar nosso foco total no Palmeiras. Nosso time mostrou hoje (segunda, contra o Avaí) que tem condições de enfrentar qualquer adversário.

Renan Ribeiro
– Nossa equipe sabe que precisa melhorar de rendimento. Mas fico feliz pela entrega de todos. Contra o Avaí crescemos. Todos deram um pouco a mais.

Fonte: Globo Esporte

3 comentários em “Ceni dá receita para São Paulo igualar diferença financeira no clássico

  1. Boa noite tricolores!! Temos sim um elenco mediano como todos os times do futebol brasileiro, está desequilibrado, não temos dois meias armadores, não temos dois atacantes decisivos, isto faz diferença, mas o pior é que não temos um time, falta agrupamento, somos um bando em campo, nossos gols saem em lances fortuitos e se sofremos um gol então Deus me livre o desespero acomete à todos isto, a meu ver, é falta de preparo, falta de treino, o treinador não define um time e nem a forma de jogar contra o Cruzeiro foi 3 5 2, contra o Avaí outro time, não há continuidade não haverá entrosamento, contra o Palmeiras será outro time e outra forma podemos até vencer pois o futebol é assim mas convencer com certeza não.
    Todos têm técnico, só nós temos Rogério Ceni.

  2. Treinador que começa a dar desculpa antes de uma partida, nao sei nao, ja começo a ver que vai ser derrota na certa, se inferioridade de grana fosse um fator determinante, entao nao teriamos que ter perdido jogos e eliminados contra ponte, esse tal de defensa que nunca tinha jogado fora um time modesto, enfim tantas humilhacoes que nem merecem serem lembrados, temos condicoes de ganhar se for bem treinado, escalado, temos um elenco inferior as Pepas mas se eles vierem com um time meio reserva as nossas chances serao maiores, mas nao acredito que ganhemos, no maximo um empate ou ate uma derrota por placar minimo ja estaria bom, agora podemos sim sofrer outra goleada.

  3. Se diferenças financeiras ganhassem jogos, como o Rogério Ceni explicaria perder para o Defensa; a Ponte ter chegado às finais do paulistinha; o São Paulo ter tomado de 4 do Audax, e assim por diante.
    O que transparece na fala do treinador é um início de justificativa para a derrota que, no seu ver, parece certa. Foi assim também no jogo do paulistinha: o time vinha tomando gols mas voando no ataque; o medo do treinador fez mudar o comportamento da equipe e tomamos três mas não fizemos nenhum. Se ele continuar com a mesma impressão, a de que o SPaulo não pode ganhar do Palmeiras porque o Palmeiras contratou mais, vai ser outro vexame. Afinal, dentro de campo são onze contra onze e os nossos onze também ganham muuuito bem…

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*