Rogerio Ceni estuda alternativas para substituir Thiago Mendes no clássico

Uma ressonância magnética vai determinar qual o tamanho da dificuldade que Rogério Ceni terá para armar a equipe do São Paulo nas próximas partidas. O treinador corre o risco de perder para o restante da temporada o volante Thiago Mendes, que torceu o joelho direito durante a vitória por 2 a 0 sobre o Avaí, no Morumbi. O jogador fará o exame na manhã desta terça-feira. Caso seja detectada lesão ligamentar, ele poderá ficar fora de ação por até seis meses.

O sinal de alerta já foi ligado na comissão técnica, de olho no clássico contra o Palmeiras, no próximo sábado (27), no Morumbi. Questionado a respeito do assunto na entrevista coletiva após a partida, o comandante são-paulino já demonstrava preocupação em perder um de seus atletas mais versáteis.

– Torço para que não seja nada grave. Ele falou que estalou o joelho. Com o Morato, foi muito parecido num jogo-treino que fizemos. O Thiago é de utilidade multifuncional pra mim, tem energia muito grande no campo. Não tenho outro jogador no elenco que possa substituí-lo com as mesmas características. Por isso, vou torcer pra que o exame não aponte nada grave, para que ele possa enfrentar o Palmeiras ou logo estar à disposição – afirmou o treinador.

Analisando o elenco do São Paulo, o jogador de características mais parecidas com as de Thiago Mendes é Wesley. No entanto, ele ainda está se recuperando de uma lesão muscular na coxa direita. O outro homem de marcação é João Schmidt, que vai embora no mês que vem e tem sido menos utilizado por Ceni – diante do Avaí, o jogador entrou no lugar de Cueva, já aos 35 do segundo tempo. O garoto Araruna, a exemplo de Wesley, segue em recuperação – e, segundo o técnico são-paulino, não tem o mesmo poder ofensivo de Thiago. Jucilei é titular absoluto, mas joga como primeiro volante, mais recuado. Além deles, há Eder Militão (acabou de subir para o profissional) e Wellington (não vem sendo relacionado pela comissão técnica).

Uma outra alternativa para Ceni, no Choque-Rei, seria adiantar Rodrigo Caio e escalá-lo como volante, função que o defensor desempenhou no São Paulo por bastante tempo. Neste caso, Maicon – deixado no banco pelo treinador, contra o Avaí -, Lugano e Lucão brigariam pelas duas posições na zaga tricolor.

A diretoria também está no mercado e tenta acertar a contratação de Fernando Bob, volante que foi um dos destaques da Ponte Preta no último Campeonato Paulista.

Os números mostram a importância de Thiago Mendes, que esteve presente no time titular de Ceni em 25 das 28 partidas disputadas até agora na temporada. Somente Júnior Tavares (26 jogos) jogou mais do que o camisa 23, autor de cinco gols na temporada. Um dos trunfos para a assiduidade de Thiago é a sua versatilidade. Ele costuma atuar como volante aberto pelo lado direito, mas já foi meia, na vaga de Cueva, e também ala-direito, quando a comissão técnica optou pelo esquema com três zagueiros.

Contratado no fim de 2014, o meio-campista já disputou 144 partidas com a camisa tricolor e marcou 12 gols. Seu desempenho neste ano vinha agradando tanto à diretoria que ele foi chamado para antecipar a renovação de contrato. O vínculo, que terminava em 2019, foi prorrogado por mais duas temporadas, até 2021.

Fonte: Globo Esporte

Um comentário em “Rogerio Ceni estuda alternativas para substituir Thiago Mendes no clássico

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*