Alguém me disse

Lucas Moura está de mudança de ares, saindo da bela Paris para ir a Manchester, defender o United. O valor da venda pode chegar a 40 milhões de euros, e o São Paulo receberia uma parte desta grana por ser o clube formador. O que “alguém me disse” é que há dois meses houve um contato da diretoria do Tricolor com Lucas. Ele disse que não é hora de voltar ao Brasil, que deseja ficar mais três ou quatro anos na Europa. Depois, o caminho natural será sua volta ao São Paulo.

 

Paulo Pontes

6 comentários em “Alguém me disse

  1. Lucas finalmente pode estar fazendo o que devia ter feito desde o começo: jogar no futebol inglês.
    O futebol francês não era na época o futebol ideal para ele que estava começando a ganhar notoriedade na Europa. Futebol sem competitividade e exposição na mídia como o inglês. Ficou escondido por lá, jogando na sombra do Ibrahimovic em partidas modorrentas do campeonato francês.
    Felipão covarde ainda ‘ajudou’, o tirando da Copa com medo da pressão da torcida que poderia pedir pelo nome de Lucas no jogos. Preferiu morrer com seu esquema antiquado a ter Lucas explodindo pelas pontas empurrado pela torcida na Copa. Nem a desculpa de que Lucas era reserva a maior parte do tempo no PSG colava, pois Paulinho nem reserva do Tottenham era e mesmo assim foi para a Copa.
    E acredito que o ato final dele no PSG se deu naquela derrota de 6 a 1 contra o Barcelona pela Champions no ano passado. Mas ninguém vai lembrar que o PSG foi prejudicado pela arbitragem, ou que o técnico do PSG armou o time errado, ou que Lucas saiu quando o jogo ainda estava 3 a 0…

      • Sim. Penso que ele se acomodou bastante mesmo estando numa situação adversa. Mas no começo fazia partidas muito boas, mas ia para a reserva no jogo seguinte, ou não era relacionado para jogos importantes da Champions por conta de opção tática. Sei que isso é comum por lá, mas acredito que desanima muito o profissional. E diferente de Gabriel Jesus, que foi Guardiola quem o escolheu, Lucas foi comprado por opção da diretoria, no caso o ex-jogador Leonardo, que não estava mais lá quando ele chegou.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*