Aidar exalta novo CEO por trabalho de contenção de despesas e dívidas

O São Paulo, enfim, fez o anúncio oficial da chegada de Paulo Ricardo de Oliveira como novo CEO do clube. Em comunicado enviado à imprensa na tarde desta sexta-feira, o executivo que substituirá Alexandre Bourgeois, e que é apontado como torcedor do Tricolor, falou pela primeira vez sobre as expectativas do trabalho que fará no conturbado ambiente do Morumbi.

– Fiquei extremamente feliz com o convite e acredito que, com minha experiência corporativa e o apoio de todos os vice-presidentes, diretores e conselheiros, possa contribuir para o sucesso do projeto e fazer do clube um “benchmark” (referência) no meio esportivo. Mas que, acima de tudo, possa contribuir na gestão do presidente (Carlos Miguel) Aidar para que o São Paulo tenha excelentes resultados em campo, para atender às expectativas de nossa torcida apaixonada – disse.

Aos 52 anos, Paulo Ricardo já esteve à frente de projetos importantes em empresas como Drogaria Onofre (onde foi o responsável pela M&A – sigla em inglês para fusões e aquisições – com a rede americana de farmácias CVS Caremark), Teleperformance, New Holland Tratores, Pirelli e Eucatex. A última empreitada do executivo foi no Grupo Cambuci, responsável pela fornecedora de material esportivo Penalty, parceira do São Paulo de 2013 a 2015.

A maioria dos projetos comandados pelo novo CEO do Tricolor nessas empresas englobava processos de reestruturação financeira e operacional, justamente o que atraiu o interesse de Carlos Miguel Aidar.

– Paulo Ricardo implementou controles orçamentários, buscou novas fontes de receita, reduziu despesas, otimizou o capital de giro e reestruturou endividamentos. Acredita no investimento e desenvolvimento das pessoas e políticas de meritocracia como forma de remuneração. É o perfil de profissional que procurávamos – ressaltou o presidente.

Fonte: Lance

Um comentário em “Aidar exalta novo CEO por trabalho de contenção de despesas e dívidas

  1. Se não acabar com este monte de vices presidentes que não tem condição nenhuma de administrar seus setores, só gastam, não trazem nada de positivo, não tem condições de arranjarem um patrocínio sequer veja ai nossa camisa limpa, cadê o patrocínio Master que o vice de marketing tanto fala que vai sair , cadê ps patrocínios para a área social, querem apenas os holofotes, aparecerem em fotos e revistas igual a do Portão 7 tem mais fotos de diretor que outra coisa, pois é se esta farra continuar não tem CEO que aguente pode trazer até o da Igreja Universal que não controla as contas, vamos cada vez mais para o Buraco.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*