Aguirre tenta evitar pressão em meio à maratona de mata-matas

O São Paulo está em vias de disputar o seu sétimo jogo consecutivo de mata-mata na temporada, o sexto com Diego Aguirre no comando. Tentando evitar uma pressão logo neste início de trabalho, o treinador uruguaio confia em uma resposta positiva da equipe em suas próximas decisões.

“Estou acostumado a mata-matas. É um momento difícil, mas temos que enfrentar e estar preparados. Sinceramente, sinto que o São Paulo vai melhorar, ter rendimentos mais altos a cada jogo. Estamos em um momento de dificuldades, mas estamos treinando bem, trabalhando muito”, analisou, após a derrota para o Atlético-PR, na última quarta-feira.

“Sou muito otimista que vamos encontrar o caminho certo para a torcida ficar feliz com o time. Sinto que os jogadores estão mentalizados, querendo sair de uma situação difícil”, acrescentou.

A maratona de partidas decisivas com Aguirre na beira do campo começou com os duelos diante do São Caetano, pelas quartas de final do Campeonato Paulista. Após perder o primeiro jogo por 1 a 0, o time do Morumbi conquistou a virada com uma vitória por 2 a 0, em casa.

Em seguida, contudo, veio a traumática queda nas semifinais para o rival Corinthians. Depois de largar na frente, no Morumbi, o São Paulo perdeu o jogo de volta a dois minutos do fim e acabou eliminado nos pênaltis, em Itaquera.

O revés para o Atlético-PR ligou o sinal de alerta na equipe dirigida por Aguirre. Com o resultado, para não cair na quarta fase da Copa do Brasil pelo segundo ano seguido, o Tricolor precisa de uma vitória por dois gols de diferença em 19 de abril, no Morumbi.

Para piorar, antes do duelo de volta, o treinador são-paulino terá de se preocupar com outro mata-mata: o primeiro embate com o Rosario Central-ARG, no dia 12, na Argentina, pela estreia na Sul-Americana. Apesar do desafio neste início de trajetória como técnico do Tricolor, Aguirre prefere não lamentar a dura sequência.

“É uma situação que não deveria ser assim, mas é assim”, resignou-se. “Temos que pensar somente em tentar ganhar em todas as competições. Agora teremos um jogo muito importante de mata-mata, na Argentina. É tentar fazer um grande jogo, passar de fases na Sul-Americana e Copa do Brasil”, projetou.

Em meio aos mata-matas, os comandados de Aguirre têm a disputa do Campeonato Brasileiro. A estreia está marcada para o dia 16, frente ao Paraná, no Morumbi. “Estamos no caminho de melhorar o time, vamos ver o que acontece nos jogos decisivos que temos pela frente. Precisamos mentalizar para conseguir os objetivos que sinto que são muito possíveis”, finalizou.

 

Fonte: Gazeta Esportiva

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*