Aguirre blinda Nenê por mau desempenho

Nenê chegou a dividir a artilharia da equipe com Diego Souza por algum tempo. O camisa 10 caiu nas graças da torcida, seu chute de chapa se transformou em sua principal marca e sua postura incansável em campo chegou a ser motivo de debates esportivos por conta de sua idade avançada. Agora, porém, a situação é completamente diferente, e o meia já começa a ser cobrado por parte dos torcedores são-paulinos.

No último sábado, na derrota para o Palmeiras por 2 a 0 no Morumbi, Nenê foi substituído no intervalo, dando lugar a Gonzalo Carneiro. O meia não rendeu o esperado, assim como nas últimas rodadas, e ao final da partida foi um dos mais criticados pela imprensa e pela torcida. O técnico Diego Aguirre, no entanto, prefere não expor seu atleta e garante que os problemas serão tratados internamente.

“Não vou falar de individualidades, porque seria culpar um ou outro jogador. Estamos juntos e é um problema interno que vamos tentar resolver. Só isso”, disse o treinador do São Paulo, tentando minimizar a questão.

“Quando você me pergunta de rendimentos individuais ou coletivos, uma coisa vai pela outra, não é algo separado. Seguramente um desempenho particular repercute no time. A realidade é que não estamos encontrando esse futebol que queremos, o que esse time pode fazer e já mostrou”, prosseguiu.

Agora, o São Paulo terá a difícil missão de recuperar os pontos perdidos em casa diante do Internacional, no próximo domingo, em Porto Alegre. Tendo de lidar com mais um confronto direto pelo título brasileiro, Aguirre terá mais uma semana cheia de trabalho para corrigir o que não vem funcionando há algum tempo. A grande dúvida é se, enfim, esse time vai reagir e voltar a se impor na competição.

“Temos que nos preparar para voltarmos a jogar um bom futebol e ganhar os próximos jogos. Falei no começo, sei que foi uma derrota dura, mas isso não acabou. Nós ainda estamos nas primeiras posições, o time mostrou reação em situações difíceis. Há coisas boas, vamos tentar fazer com que essas coisas boas possam se repetir. Estamos preocupados e tristes, mas temos que trabalhar e olhar para frente”, concluiu Aguirre.

 

Fonte:  Gazeta Esportiva

4 comentários em “Aguirre blinda Nenê por mau desempenho

  1. Concordo e assino embaixo Pedro e Waldir, e digo mais se formos para 2019 com esse elenco vamos dar vexame em todos os torneios que entrarmos, e pior nao vejo reacao da diretoria, seu Leco que sumiu, Rai e sua trupe, onde estao e o que estao fazendo para que 2019 nao seja um desastre, pq esse ano ja deu, ou alguem acredita que esse elenco e esse time e com esse treinador o time vá fazer algo diferente nos 10 jogos restantes, mesmo sendo o clube da fé, pois haja fé, pq vai ser de matar(xavão do desafio sobre fogo, no History).
    Como se diz que a esperança é a ultima que morre, pq é o que resta.

  2. o que mais me preocupa
    1) não vejo em nosso elenco (médio) poder de reação para brigar para ganhar esse titulo mesmo porque, a verdade é dura mas é. As pepas tem um (dois ou três) grande time, com reservas vão de vento em popa, dificilmente vão perder pontos como nós ainda podemos perder. Outra, se completo nosso time é “médio”, se um faltar…não temos a principio reserva a altura. Temos um “bom” time de 11 contados no dedo. Se um machucar (Everton) ou sair, não temos reposição e isso me preocupa no outro comentário abaixo….continuidade.

    2) Qual a herança desse time para 2019? Vou repetir os mesmos e acrescentar alguns….Nene, Diego(1 ano mais velhos) Cidão, Reinaldo , Anderson Martins, Bruno Peres emprestado, Trelles, acho que o Nutella vendem, NÃO TEMOS UM PADRÃO NOVAMENTE….ESSES SÃO O FUTURO DO TRICOLOR? SÃO NESSES CARAS QUE VAMOS BRIGAR 2019? A BASE, NINGUÉM PRESTA MESMO? SÓ EDER MILITÃO E ASSIM COMO DAVID NERES FOI VENDIDO RAPIDINHO PARA FAZER DINHEIRO? TEMOS UMA CREFISA PARA CONTRATAR EVERTON FELIPE, TRELLES, JEAN, SOMOS EXCELENTES COMPRADORES….Salvem o tricolor paulista…. muito, muito, muito triste……

  3. O Nenê tem 37 anos. Alguém esperava que ele mantivesse uma produção em alto nível durante todo o campeonato? Claro que não. É fisicamente impossível, mesmo para um cara como ele, dedicado e sem contusões graves durante a carreira. Mas seu RG não mente: ele é um atleta que tem 37 anos…portanto, que já está no limite com vista ao encerramento da sua carreira. Ainda mais atuando na posição em joga. Fosse um zagueiro ou goleiro, ainda poderia dar mais caldo. Mas jogando como “enganche” é difícil. É só analisar a performance de outros carques que atuam em sua posição. Dalessandro, por exemplo, mal aguenta uma partida inteira. É a lei da vida senhores!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*