A caminho do São Paulo, Negueba deixa o Fla para trás: ‘Malas prontas’

Negueba tem pela frente pouco menos de uma semana de Flamengo. A partir de janeiro, o atacante vai jogar no São Paulo por empréstimo. Ele foi envolvido no negócio entre os clubes para que o Rubro-Negro contratasse o meia Cleber Santana. Antes, quase foi emprestado ao Avaí, mas se recusou a ir. O jogador de 20 anos tem treinado normalmente, mas nem figura entre os reservas. Tem sido assim desde a derrota por 2 a 0 para o Santos, na 24ª rodada do Brasileiro.

Perto de sair, Negueba mostra que ao poucos começa a deixar o Flamengo para trás. A partir de 2 de janeiro, ele vai defender o Tricolor Paulista, comandado por Ney Franco. O jogador trabalhou com o técnico nas categorias de base da seleção brasileira.

– Já estou de malas prontas (para o São Paulo). Já conversei com meu empresário e vou para o São Paulo em janeiro. Vou trabalhar com o professor Ney Franco, que já me conhece, e eu conheço ele. Vai ser um prazer voltar a trabalhar com ele e espero que dê tudo certo – disse, em entrevista à “Rádio Brasil”.

O atacante vai jogar no clube do Morumbi por empréstimo de um ano com preço fixado em 3,5 milhões de euros (R$ 9,1 milhões, equivalente a 70% dos direitos econômicos). Os outros 30% ficarão com o Flamengo em caso de uma futura venda. O contrato de Negueba com o Fla vai até 2015.

De xodó a reserva

A vida de Negueba mudou drasticamente nos últimos meses. Queridinho dos treinadores Vanderlei Luxemburgo, Joel Santana e Dorival Júnior, o jogador era um trunfo, o sangue jovem do time carioca. Mas, após uma atuação ruim contra o Peixe, em setembro, o atleta foi esquecido na equipe da Gávea (assista ao vídeo).

– Perdi duas bolas e o Santos fez o gol, e depois desse jogo fui perdendo espaço e acabou que aconteceram várias coisas. Tentaram me emprestar ao Avaí, eu não quis, surgiu a proposta do São Paulo e estou muito feliz.

Em julho, Negueba recebeu uma proposta do Sporting, de Portugal. Mas decidiu ficar com chegada de Dorival. Se arrependeu. Agora, aposta tudo na ida para o São Paulo. Em 2013, tem Libertadores.

– Estou acompanhando todos os jogos do São Paulo e estou vendo que a forma deles jogarem encaixa com o meu futebol. Estou preparado para mais cobranças. No Flamengo a cobrança é muito maior e no São Paulo vai ser mais tranquilo. A Libertadores é uma responsabilidade muito grande. Vai ser uma pressão grande para o São Paulo e espero chegar lá para somar.

Negueba é uma espécie de retrato de uma promissora geração da base rubro-negra que ainda não conseguiu explodir, principalmente porque o ano de 2012 foi de péssimos resultados e repleto de polêmicas. O jogador acredita que a próxima temporada será positiva para os garotos e tem suas apostas.

– Adryan vive um momento bom, o próprio Thomás acho que vai dar a volta por cima. O Frauches, o Marllon. Vão ajudar muito a equipe do Flamengo. No juniores, tem o Samir, zagueiro, o Pedrinho, meia, e outros. A base do Flamengo está muito boa e há vários jogadores que podem despontar para o profissional.

Neste domingo, os juniores do Flamengo fecharam o ano com um título. Depois de vencer por 3 a 2 o Botafogo no tempo normal, o time Rubro-Negro sagrou-se bicampeão do Torneio Octávio Pinto Guimarães ao levar a melhor na disputa de pênaltis. O triunfo por 5 a 4, no Engenhão, alçou a equipe ao posto de maior vencedor da competição, com sete títulos, desempatando com o Vasco.

 

Fonte: Globo Esporte

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*