Com time de vôlei, presidente do São Paulo já projeta jogo no Morumbi

A parceria entre o São Paulo e o time masculino de vôlei de Taubaté já faz com que o presidente do clube paulistano, Carlos Miguel Aidar, projete uma partida da equipe no estádio do Morumbi. O mandatário sonhava em quebrar o recorde mundial de público para um jogo da modalidade, mas desistiu ao saber que mais de 95 mil pessoas acompanharam ao duelo da Seleção Brasileira com a União Soviética, no Maracanã em 1979.

São Paulo e Taubaté assinaram uma parceria para a próxima temporada nacional do vôlei. A equipe do Vale do Paraíba, terceira colocada da última Superliga, jogará com o uniforme e o escudo do clube do Morumbi, que auxilia na captação de patrocinadores e terá sua marca exposta.

“Esse time de vôlei ganhou 17 milhões de torcedores, os do São Paulo Futebol Clube, que vão apoiá-lo. Não sei se haverá ginásio capaz de abrigar todos eles, mas tenho certeza que muito em breve encontrarão uma maneira de fazer um jogo de vôlei aqui nesse gramado. Montaremos uma quadra e faremos um grande espetáculo”, disse Aidar, no Morumbi.

O uniforme do Funvic Taubaté/São Paulo, nome oficial da equipe, ainda não está pronto. Por isso, a diretoria do clube tricolor deu camisas do time de futebol ao levantador Rapha e o ponteiro Lipe, presentes na cerimônia que oficializou a parceria. Só que as peças foram confeccionadas pela Penalty, empresa que tem contrato de fornecimento de material esportivo apenas até esta quinta-feira.

Sergio Barzaghi/Gazeta Press

São Paulo entrou de parceiro em time vôlei e quer fazer partida de exibição no Morumbi

Primeiro, Ricardo Navajas, superintendente técnico da equipe de vôlei, utilizou fitas de esparadrapo para cobrir o nome da fornecedora das camisas que os atletas vestiam. Depois, decidiu-se que Lipe e Rapha deveriam tirar as peças e utilizar camisas polo de Taubaté para a cerimônia.

Os uniformes do Taubaté/São Paulo serão confeccionados pela Pulse, já que o contrato com a Under Armour, fornecedora de material esportivo do clube do Morumbi a partir desta sexta-feira, prevê participação apenas no futebol em 2015.

“Algumas empresas que têm interesse em usar a marca do São Paulo não podem porque no futebol os valores são altos. Com o vôlei, o custo é muito menor e ele entra na marca, está patrocinando o clube de coração e tem sua empresa junto ao São Paulo, que tem 17 milhões de torcedores”, analisou Navajas.

O Taubaté/São Paulo, campeão do Paulista e da Copa Brasil na última temporada, continuará mandando seus jogos no ginásio do Abaeté, no Vale do Paraíba. O clube já acertou a chegada do ponteiro Lucarelli, titular da Seleção Brasileira, e do central Riad. Ambos deixam o Sesi, vice-campeão da última Superliga.

O canadense Gavin Schmitt, que estava no vôlei russo, e o central Otávio também foram contratados. Do elenco da temporada passada, ficaram o levantador Rapha, o ponteiro Lipe (Chupita) e o líbero Felipe, todos convocados por Bernardinho para a temporada de competições da Seleção Brasileira. O técnico Cezar Douglas também permanece.

 

Fonte: Gazeta Esportiva

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*