Mais um fiasco. De humilhação em humilhação, seguimos rumo ao G4

Amigo são-paulino, leitor do Tricolornaweb, sei que vocês devem estar pensando que estou maluco, pois jogo um título que começa com o abismo e termina com as alturas.

Mas é fácil entender. O número de humilhações que passamos nesse Brasileiro é absurdo. Continuamos sem ganhar clássicos nas arenas, tomamos goleada aqui e acolá, perdemos de times próximos do rebaixamento no Morumbi, e mesmo assim estamos a uma simples vitória contra o Internacional, em casa, para nos garantirmos no G4, até porque no G6, graças a Rogério Ceni, já estamos.

Evidentemente o São Paulo só alcançará esse patamar pela absoluta inércia dos adversários, que conseguiram ser piores ainda. Mas quando olhamos para a frente, precisamos pegar um binóculo para enxergar o campeão, Flamengo, que fez 30 pontos a mais do que nós. Sabem o que é isso? É mais do que a Chapecoense fez no Brasileiro. Portanto eu poderia dizer que estamos a uma Chapecoense de distância do Flamengo; o Santos, virtual vice-campeão, está 14 pontos à nossa frente.

É bom que se note que estamos em sexto no campeonato e só vamos para o G$ (se conseguirmos)graças ao fato de Flamengo e Athletico-PR já estarem na Libertadores (lembrando que um ganhou Libertadores e Brasileiro e o outro ganhou Copa do Brasil e Sul-Americana).

Não sobrou ninguém do lado de trás. Tirando Inter e Corinthians, que estão na briga conosco pelo G4, sobram Fortaleza, Bahia, Goiás e outras coisas do mesmo nível. Ou seja: vamos por inércia, apesar das constantes humilhações.

Em Porto Alegre vi um jogo horrível no primeiro tempo, digno de série B. No segundo tempo, por incrível que pareça, o São Paulo começou melhor. Em quatro minutos, duas chances de gol não convertidas. Depois entre os 10 e os 15 minutos o Grêmio teve três chances de gol, convertidas.

Essa a nossa diferença. Nós até criamos, mas não fazemos. Foi assim contra o Fluminense, o Athletico-PR, o Ceará, o Santos, o Grêmio, e assim sucessivamente. E os fiascos se repetem.

Raí garantiu Fernando Diniz, mas até a página 2. Disse que não está totalmente contente com o trabalho. De imediato afirmo: fui e continuo radicalmente contra a demissão agora. Se ganharmos do Inter quarta-feira, aí pode demitir, porque o objetivo (mínimo obrigatório) foi atingido. Apesar que o banco será ocupado por Marcio Araújo, já que Fernando Diniz está suspenso.

E podemos começar a pensar 2020 com rigor. Talvez fosse providencial a mudança em todo o departamento de futebol, não só em Diniz. Mas isso já é assunto para outro editorial.

13 comentários em “Mais um fiasco. De humilhação em humilhação, seguimos rumo ao G4

  1. Nada de anormal na situação atual de nosso tricolor.
    Como há anos venho afirmando aqui, o time que se apequenou nas mãos dos idiotas com grife que há muito manipulam e se locupletam do clube, não poderia fazer diferente – chega-se ao fim de mais uma temporada e a ladainha é sempre a mesma:
    desmanche do time que termina e contratação de mais um grupo de veteranos para a temporada que se avizinha; e o ciclo se repetindo ano após ano (até quando?).
    No ano passado foi aquele horror classificando para a fase pré-libertadores. E neste ano: será que vamos repetir a dose? O ano passado foi a “guerra” contra os gauchos do Grêmio, que ficou com a vaga. Neste ano a “guerra” será contra os gauchos do Inter: quem se habilita a cravar um G4 (G6 depurado)?
    Eu vou esperar a quarta feira com o coração nas mãos e a razão insistindo que gauchos e libertadores não andam bem pro nosso lado.
    As cores vão ser diferentes; espero que o resultado também o seja, mas não vou apostar todas as fichas.
    Também, não deverá fazer muita diferença, já que, o que podemos esperar como resultado desse time na fase de grupos da Liberta???

  2. Discordo totalmente de Osório, e um técnico que impõe revezamento total de jogadores sem análise do que tem na mão, o principal é o revasamento. Não fez nada no São Paulo e só aparece na imprensa porque é diferente com bilhetes e outros. Deixou o clube a ver navios com pouco tempo de permanência. Só pensa no ataque, e não monta a defesa. Com o elenco que temos seria mais um desastre a amargar. O Levo faria mais um grande erro. Se não tem estrangeiro possível, e melhor o Luxemburgo para técnico de campo

  3. VERDADE SOBRE O SÃO PAULO;

    1= Se o presidente Leco entendesse de futebol teria no lugar do Raí, um profissional
    que não importa tenha sido idolo ou não, mas que ENTENDESSE DE GESTÃO
    de futebol(o Flamengo achou este cara!!)
    2=Raí é tão ruim que compra jogadores caros(e na moda) que não dão fruto nenhum
    ao time !!!!!
    3=Este é o resumo das cagadas do São Paulo!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!
    4=ERROS BARBAROS; a=Pato nunca/b=Pablo só é caro e não joga nada no SP/
    Hernanes ;foi-se o tempo/d=Ainda não temos substituto do centro avante/
    E ainda muitos e muitos erros elementares e primarios!!!!

    • Vamos lá, vou falar o que acho que vai acontecer, não o que eu quero que aconteça: se o São Paulo ganhar do Inter amanhã e garantir G4 o Diniz fica para 2020. Se cair para o G¨, o Diniz sai segunda-feira; não se anime tanto com a possível substituição de Diniz. O nome do momento é Mano Menezes. Repito: é o que acho (e um pouco que sei), não o que quero.

  4. O comportamento neurótico obsessivo de Diniz é realmente digno de análise. Mas mais ainda é o daqueles que o suportam – e a imprensa está repleta deles. Diniz insiste em algo que não tem dado certo há tempos e espera outro resultado. Não é só burrice, é loucura mesmo. Tem mais dois jogos em um clube da grandeza do São Paulo, depois pode se retirar do futebol.

    No ataque o São Paulo afunila 90% da jogadas. Inexistem jogadas de linha de fundo. Parece que tentam preservar a posse de bola querendo entrar tabelando pelo meio. Obviamente, quase nunca dá certo.

    Antony na direita é um cemitério de jogadas. Como atacante TITULAR, seus números são inferiores aos do Reinaldo. Tem menos gols e assistências até que o Osvaldo, do fortaleza. Mas como é prioridade ele ser vendido, o moleque e o time são sacrificados. Se não está pronto, é preciso cuidar do atleta. O pior é querem fazer o mesmo com o Gabriel Sara.

  5. Perfeito Paulo.
    Esse ano foi o fiasco visto nos últimos anos.
    Contratações pomposas e resultados pífios.
    Chegou a hora de uma total reformulação.
    Pena que não dá para tirar o Leco.
    Então, vamos com ele, mas o resto, poderia tirar todos.
    Raí, Lugano, Fernando Diniz, alguns medalhões, alguns de Cotia..
    O DM tbm deveria ser inteiramente modificado.
    Quem sabe assim vai…

  6. Olha o nivel do futebol brasileiro, esta mesmo uma Z4,
    nao G4, acabado, nocauteado, humilhado, lixo.
    O nosso entao … chama o confie em mim
    ele entende de ong, entao esta no lugar certo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*


Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.