Partida contra o Inter mostra que quando quer, o time faz

Amigo são-paulino, leitor do Tricolornaweb, a vitória do São Paulo sobre o Internacional foi de fundamental importância para o ano de 2020. O fato de entrarmos já na fase de grupos nos permite fazer uma boa pré-temporada, esquentar o motor no Paulista para chegar tinindo na Libertadores.

Mais do que isso, o jogo mostrou que quando o time quer, é capaz de fazer uma baita partida. Não tenho receio em afirmar que foi o melhor primeiro tempo que fizemos nas mãos de Fernando Diniz. E só caímos no segundo tempo após sofrermos o gol. Ainda assim porque Marcio Araujo encheu o time de volantes para segurar o resultado, o que nos colocou em risco.

Mas foi possível ver Daniel Alves correndo – e jogando – muito mais que muitos garotos, Igor Gomes sendo um verdadeiro meia, Antony um verdadeiro jogador de definição, contra-ataque preciso, Tchê Tchê primoroso na condução da bola da defesa para o ataque, Arboleda ganhando todas em cia e em em baixo, Bruno Alves anulando Guerreiro. Enfim: vimos um time.

Mas por que não jogamos sempre assim? Essa é a grande pergunta cuja resposta não aparece.

Eu disse aqui no Tricolornaweb na terça-feira que, caso vencesse o Inter na quarta, Diniz seria mantido no cargo. E aconteceu. Não é o técnico dos meus sonhos. Aliás, passa longe disso. Mas entre ele e Mano Menezes, que era o nome mais próximo do Morumbi, fico com ele Até porque, perder por perder pode ser com os dois. Então que perca jogando para a frente, bonito, não retrancado, de forma medrosa,

Outra coisa: a torcida está pegando muito no pé do Pablo. Ele está abaixo, fato. Mas quero lembrar que ele ficou quase a metade do ano parado, com muitas contusões, e continua sendo o artilheiro do time no ano. Será que vamos queimar mais um?

Como sempre digo, eu prefiro olhar o meio copo cheio de água do que o meio copo vazio. Por isso continuo acreditando no time. Enquanto alguns que se dizem são-paulinos torcem contra para aproveitarem e encherem de críticas a diretoria, eu nunca torcerei contra e se tiver que elogiar a diretoria vou elogiar.

Então, sigamos, mesmo não sendo do nosso gosto, mas torcendo pelo sucesso.

19 comentários em “Partida contra o Inter mostra que quando quer, o time faz

  1. Eu to de saco cheio de ver o copo meio cheio….já fazem 11 anos desse papinho.
    Ganhar do Inter no Morumbi valendo uma vaga para a Libertadores é obrigação, se tivessem ganho do Goiás e do Fluminense podíamos perder por 500 a zero do Inter que já estaríamos classificados.
    O time foi ridículo. Chegamos na libertadores porque realmente o brasileiro esta lamentável. E nem com todos esses times ruins o tricolor consegue algo maior.
    Até concordo que o que o Flamengo fez esse ano é bem fora da curva ! Os caras já tem 90 pontos !!! recorde absoluto !!! Tem que tirar o chapéu, dar os parabéns, ter uma inveja boa e gostaria que essa inveja boa mexesse com os mandatários para que eles tentassem algo igual.
    Quando o tricolor ganhou 3 brasileiros seguidos éramos o time mais bem organizado e planejado do Brasil, ganhávamos os pontos corridos pelo elenco, trabalho e planejamento.
    O que os adversarios fizeram ? Aprenderam e fizeram o mesmo, resultado, passaram a ganhar também.
    O que o tricolor faz ? Nada ? Senta na soberba, no soberano, na história, no fato de ter sido tri mundial, nunca caiu, etc e tal, e acha que somos bons.
    Somos ridículos !!! Tem que assumir isso. Tem que falar: do jeito que está somos ridículos, esta tudo errado, vamos mudar, vamos estudar o que o Flamengo fez e vamos iniciar um projeto para daqui 3 anos estarmos mandando de novo no futebol brasileiro.
    Para isso primeiro vamos contratar um treinador com currículo, moderno e atualizado e, junto com ele, vamos fazer esse planejamento de longo prazo.
    Não !!! Pra que isso !!!! Somos o soberano !!! Renova com o Rai e com o Diniz, esse treinador é o cara !!!!
    Meu Deus, nada contra esse moço, mas o Diniz não tem envergadura para treinar um gigante desse. Nunca sairemos da onde estamos com essa diretoria e esse treinador. Olha o que ele fez no Atletico e no Fluminense.
    Olha os jogadores que ele indica. Não tem condição.
    Temos que montar um elenco forte mas tem que ter um técnico maior que o elenco, senão nunca vai dar certo.
    Uma pena, mas seremos alvo de chacota de novo em 2020.
    Quem viver verá

  2. Dani Alves :
    “Sim, o São Paulo é um sentimento que nunca morrerá, sobretudo para aqueles que de verdade sentem essa sensação! Imaginem para uma criança que morava na roça, hoje poder sentir que realizou mais um sonho na sua vida”
    “Muitos dirão: não conseguiu ganhar nada (risos) e eu replicarei: sim conseguir, sim conseguir realizar um sonho de criança e isso vale mais que qualquer título”

  3. Fui no estádio e realmente a quantidade de torcedores que vaiavam o Pablo a cada erro dele era enorme. Parece que a própria torcida fica esperando o cara errar só pra poder xingar. Parece que é uma forma de desestressar. Que “torcedores” mais chatos. Espera o jogo terminar pra daí reclamar.

    • Alguém já falou isso aqui. Ao vaiar, a torcida só contribui para desestabilizar o jogador e o time. Torcida tem o seu papel que é o de incentivar principalmente os mais jovens.

    • A torcida precisa parar com essa mania de pegar no pé de jogador. O único que realmente mereceu até hoje foi o Michel Bastos que tinha um caráter nível Thiago Neves, mas fora ele não se justifica vaiar jogador do seu time durante o jogo.

  4. Paulo Pontes, lembra quando o Leco assumiu, quando você disse que só avaliaria e criticaria a diretoria após 6 meses?

    Lá se vão 4 anos, e continua a mesma merda, única mudança foram os seus 6 meses para 4 anos.

  5. Esse time se toma um gol perde o jogo como aconteceu contra o Grêmio, não tem poder de reação e eh facilmente dominado quando está atrás do marcador.
    2020 será mais um ano de fracassos e vexames, bem a cara do Lecú e sua corja que o apóia.

  6. Antony só jogou pq já deve tá vendido… Está querendo do mostrar serviço.
    Infelizmente final de semana vai ter um artigo falando de mais um vexame e será contra o rebaixado css

  7. primeiro quero dizer o beto acertou de novo , não tem jeito e sempre assim 95% de acerto e 10% de erro .

    fica DINIZ é tudo que se diz a pois o jogo de inter eleito por alguns como o melhor primeiro tempo do SPFC no ano o que não é verdade , mas tudo bem se querem se engana com o futebol de ontem que assim seja .

    as perguntas que valeram títulos em 2020

    2020 qual sera o objetivo ? qual titulo sera obrigação ganhar? qual sera o estilo de jogo ? quais jogadores ficaram e quais chegaram ?

    os jogadores terão metas e objetivos e principalmente serão cobrados por isso ?

    qual é o objetivo do DINIZ? qual é o objetivo do SPFC em 2020 ?

    essas são as perguntas mais importante para o diretor responde

  8. Olá Paulo, leitores,
    Fizemos o gol na nossa primeira finalização, aos 15 minutos de jogo. Esse gol abriu a porta para uma ótima exibição, que durou até o momento do gol do Inter, aos 25 minutos do segundo tempo.

    Ao tomarmos o gol o comando se desesperou. Tiramos dois avantes para colocar dois volantes, paramos de criar e atraímos o adversário para a frente da nossa área. Foram 25 minutos de sufoco e tensão até o apito final.

    Um time como o SPFC não pode se desesperar como aconteceu ontem. Falta confiança à comissão técnica e aos próprios jogadores. Isso tem que ser corrigido.

  9. Caro Paulo Pontes.
    Por motivos pessoais, por alguns meses deixei de colocar minhas opiniões no Tricolornaweb.
    E por incrível que pareça não consegui a resposta para minha maior dúvida dos últimos três anos.
    ”Quem é o melhor nome para substituir o LECO?”
    Na medida do possível, continuei acompanhando as postagens e informações do site, mas até aqui não encontrei a resposta, que pese o número imenso de críticas ao atual dirigente.
    Muitos criticam, com razão, o LECO, por sinal, nenhum clube de primeira grandeza merece um presidente com o apelido de LECO, mas vá lá, talvez uma tia carinhosamente o tratava desta forma, devo respeitar, mas que é ridículo é.
    Assim, uma vez o LECO fora da presidência, o quadro associativo terá de fornecer o substituto.
    Particularmente, não conheço ninguém, sou torcedor e não associado..
    Desta forma, peço aos confrades são paulinos associados que indiquem nomes, para a função.
    Minha maior preocupação está no fato de que este nome surja dentre os 50% de associados não são paulinos, que assinaram um documento, sem o serem.
    Assim, por mais um período seriamos dirigidos por um corintiano, ou um palmeirense, ou um santista, ou alguém que detesta futebol, alguém realmente tem certeza que JJ foi são paulino e que o LECO gosta de futebol?
    Com a palavra os associados do clube, responsáveis diretos pela situação em que o clube se encontra a 10 anos.
    Sou a favor do voto direto do associado e com a participação do sócio torcedor.

    • A participação do sócio-torcedor é vital !
      O sócio-torcedor é 100% sãopaulino, e ao contrário, entre os associados a quantidade de ” puro sangue ” fica beeeem longe disso ! E entre os conselheiros o que tem de galinhas ou porcos é um assombro !

      • Os sócios do clube que torcem para outros times querem um time de futebol profissional forte ou uma piscina bem cuidada, uma sauna bem quentinha ou mesas de sinuca novinhas ?
        Alguém tem dúvida ?
        rsrsrs

    • Fernandes,
      Sou sócio do Clube e posso te assegurar que no Conselho Deliberativo a maioria é de São-paulinos fanáticos e pessoas honradas. Os raros não São-paulinos do Conselho não tem chance de se eleger para a presidência.

      O que o SPFC necessita não é de um salvador da pátria. Necessitamos de algumas reformas pontuais no Estatuto, entre as quais a composição do Conselho de Administração e a inclusão de regras de Governança, e de um presidente que respeite esse Estatuto.
      Eu particularmente gostaria de ter a eleição direta pelos Sócios, entre candidatos aprovados previamente pelo Conselho Deliberativo para afastar aventureiros. A participação do Sócio Torcedor também deveria ser considerada, desde que sejam aplicadas regras para coibir abusos de poder econômico.

  10. O futebol apresentado no primeiro tempo serve como exemplo… O time foi dedicado na marcação e na recomposição, e objetivo com a bola. E sim tivemos menos posse de bola… ou seja…
    Posse de bola: 43% x 57%
    Chance real de gol: 4 x 1

    Diniz cometeu muitos erros no comando técnico do time… em vários jogos foi covarde ao se defender e abrir mão de qq tentativa de contra ataque. E outros jogos foi ingênuo e caiu na armadilha de Palmeiras e a Grêmio que deixavam o SP tocar bola no campo de ataque pra roubar e definir o jogo com contra ataques. Pelo relacionamento que tem com os jogadores seria o perfeito coordenador técnico, mas falta malícia e estratégia pra ele ser treinador. Vamos torcer mas me parece um erro manter ele, como foi com o Jardine.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*


Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.