Empate em casa com time pequeno: retrato do nosso momento

Amigo são-paulino, leitor do Tricolornaweb, semana passada, após perdermos do Corinthians, escrevi em meu comentário que a derrota era normal e que estávamos nos acostumando a perder. Afirmei que somos, hoje, a quarta força do Estado, atrás de Corinthians, Palmeiras e Santos. Que estávamos nos tornando um time pequeno. Pois hoje posso afirmar com todas as letras que conseguimos um bom resultado empatando com o Red Bull no Morumbi. Esse é o retrato do nosso momento.

Ah, vamos falar, jogamos com dez desde os 18 minutos do primeiro tempo; o Reinaldo, uma grande opção de ala, sofreu contusão e saiu antes disso, com 12 minutos; teve um impedimento pessimamente marcado do Antony, numa jogada que poderia redundar em gol; o Igor Vinicius perdeu um gol. Tem mais algum lance que eu esqueci? Se tiver, me lembrem, por favor.

Por outro lado, Thiago Volpi fez três defesas excepcionais, e mais algumas normais. O Red Bull terminou a partida com mais de 65% de posse de bola. Nós terminamos o jogo acuados, sendo pressionados e nos segurando para não tomar o gol. Comemoramos o empate.

Apesar de ser dos tempos antigos, que acha que um time não pode jogar sem um meia de criação, aceitei a escalação do Mancini, mais pelo rejuvenescimento do time do que pelas funções táticas em si. Em campo foi possível perceber que os três zagueiros tinha Luan à frente e a ideia era liberar os laterais/alas. Com Igor e Reinaldo descendo bastante, Antony e Helinho trabalhariam por dentro, com  Pablo e Gonzalo Carneiro se revezando na função de homem referência. Mas Reinaldo saiu com 12 minutos, Gonzalo foi expulso aos 18 e tudo foi por água abaixo.

Entretanto, não se pode conceber que, mesmo com garotos e jogando com dez a maior parte do jogo, não se consiga a vitória contra o RB Brasil. Não é nenhum clássico, nem time grande do Rio, ou de Minas, ou do Rio Grande do Sul. É o RB Brasil, um time que tem como único objetivo permanecer na primeira divisão do Paulista, por mais que esteja bem classificado.

Ah, mas ele ganhou do Corinthians, empatou com o Palmeiras. Isso, para mim, não quer dizer nada. É claro que não vou usar como parâmetro esse jogo para falar que estamos mortos ou vivos. Mas é um resultado que aprofunda ainda mais a crise que estamos vivendo. Se ganhasse, não teria feito nada mais que a obrigação. Não ganhar significa fracasso. E isso, já sabemos, é parte constante do nosso vocabulário.

Talvez consigamos, nos próximos quatro jogos, fazer alguma coisa e nos livrar da vergonha incomensurável de sermos eliminados na primeira fase do Paulista. Talvez. Mas já é uma coisa com a qual não conto. Assim segue a nossa sina.

Obrigado por tudo, Leco e diretoria!

9 comentários em “Empate em casa com time pequeno: retrato do nosso momento

  1. Não sei porque, mas começo a desconfiar que “beto” é codinome do Carlos A. B. e Silva ou do Raí Oliveira. Não consigo imaginar outra pessoa que possa defender a atual gestão de nosso futebol 😉

  2. Hoje o SPFC jogou como time pequeno e foi engolido pelo Red Bull. Devemos agradecer a Thiago Volpi não só o ponto conquistado mas escaparmos de uma goleada histórica.
    O 3-5-2 de Mancini foi claramente improvisado e, sem nenhum meia de criação, mesmo com 11 jogadores não conseguíamos nos impor. Para jogar em 3-5-2 durante a temporada é necessário ter pelo menos 4 zagueiros de alto nível no elenco pois ocorrem as contusões e suspensões. Helinho e Antony não tem a característica de armadores para organizar a ofensiva. Estava muito claro desde a confirmação da escalação que não funcionaria. Com Nenê começando o jogo na vaga de Helinho teríamos mais chance de um bom desempenho.
    O presidente deve achar que nosso futebol está ótimo, pois contratou um técnico que virá só em Abril – se tudo der certo. Estão brincando com a paixão do tordedor.

  3. não é assim que vamos ajudar o soberano .

    o jardine foi escolhido em 2018 e ninguém fez nada ,alias nem um critica pelo contrario 95% bateu palmas para o jardine .portanto é preciso ter calma para reverter isso .

    vivemos novos tempos com o MESTRE CUCA , AGORA termos um treinado com “T” MAIÚSCULO.

    O SOBERANO ESTÁ PRECISANDO DE DE TRANQUILIDADE E NÃO CRITICAS

    o soberano ainda vai ser campeão de alguma coisa esse ano .

    o soberano precisa de PAZ para trabalhar

    #OGIGANTESOBERANOVAIACORDAR

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*


Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.