Vitória sofrida de um time que jogou como pequeno

Amigo são-paulino, leitor do Tricolornaweb, o São Paulo quebrou o jejum sem vencer há vários jogos e bateu o Vitória, em Salvador, por 1 a 0. Mas seri desnecessário sofrer o tanto que sofremos se o time tivesse um pouco mais de ousadia ofensiva.

Aguirre, teimosamente, repetiu o time que vinha escalando e não estava dando certo. Reinaldo fez uma ótima partida contra o Corinthians jogando por esse setor, e só. O meio de campo acéfalo, pois o lógico seria termos Diego Souza como meia. Mas ele se revezava com Gonzalo no meio da área.

A formatação tática do time, de fato, era um 4-4-4, sendo que os quatro que formavam a linha de meio eram Hudson, Luan, Rojas e Reinaldo. Mas os dois últimos jogando abertos deixavam o “pensamento” do time por conta de Hudson – horrível no passe – e Luan, muito jovem para assumir essa responsabilidade.

Achamos um gol, essa é a verdade. Ouvi Bruno Alves falar, depois do jogo, que era uma jogada treinada por Aguirre. Mas por que não treinar esse tipo de jogada, de finalização, com um atacante ou meia? Certamente a precisão do chute será melhor do que a de um zagueiro.

Mas vamos lá, que tenha sido ensaiada – que bom que temos algo assim -, mas inexplicavelmente o time puxou o freio de mão, se desligou do jogo. O Vitória, time que está na zona de rebaixamento, que sofreu 52 nos neste Brasileiro, passou a mandar na partida e pressionar o São Paulo. Arboleda e Bruno Alves foram dois gigantes.

No segundo tempo ele colocou Trellez no lugar de Gonzalo e a coisa piorou. O uruguaio ainda puxava alguns ataques, ganhava algumas jogadas. O colombiano praticamente não pegou na bola. Depois colocou Nenê, que deu toquinho de calcanhar na primeira jogada, mas também voltou a jogar mal.

O lado positivo é que encontramos um jogador que funciona como segundo volante, dá velocidade e qualidade na saída de bola: Luan. Prova que um trabalho bem feito na base pode gerar ótimos resultados.

Mas vamos lá: ganhamos o jogo. Está certo. Só que, ao contrário de outras partidas onde ganhávamos de 1 a 0 e víamos uma entrega total do time, dando a certeza de suas união e força, desta vez não. Ganhamos porque o adversário era realmente muito fraco e está fadado ao rebaixamento.

Continuamos no G4, o que já será um prêmio para a qualidade do nosso elenco se chegarmos assim até o fim do Brasileiro.

11 comentários em “Vitória sofrida de um time que jogou como pequeno

  1. Para o São Paulo FC voltar a ser um time de ponta tem que começar pela base e com o Jardine de tecnico, até pq ele tem total conhecimento da base.
    Eu penso que quando demitiram o RC deveriam ter começado essa reformulação, contrataram só jogador meia boca e quase fomos para a serie B.

  2. Vitória importante em um jogo sem futebol.

    Sou contra a improvisação do Reinaldo, mas quando vejo o futebol entregue pelo Éverton Felipe, acabo concordando com o Aguirre.

    Faltam opções do meio pra frente. E sem a Rojas e Éverton, como o Aguirre vai armar o time? Muito complicado esse final de campeonato sem elenco…

      • Também critico o Aguirre pois poderia ter usado mais a base. Agora na reta final fica mais difícil pela pressão dos jogos.

        Mas ele lançou Liziero e Luan que hoje já são realidade como profissionais. E deu muitas oportunidades para Araruna, Shaylon e Lucas Fernandes. Inclusive eu teria apostado no Lucas para substituir o Éverton (mudando um pouco a forma de jogar). Outro que poderia ter ficado é o Jr Tavares, mas Dorival preferiu o Edimar.

  3. As atuações de Luan nos dois últimos jogos foram a única boa notícia desde o início do segundo turno.
    Sem Everton e agora sem Rojas nosso potencial ofensivo é praticamente nulo.
    Jean parecia começar a se firmar quando foi imaturo. E lá vamos nós aguentar Sidão de novo.

    Eu sou São Paulino e não torço para outros brasileiros ganharem a Libertadores. Com o desempenho que estamos apresentando no segundo turno ficaremos felizes com a vaga na pré Libertadores.

    Muito pouco para quem chegou a sonhar com título.

  4. Que técnico medíocre, meu Deus, como eh limitado, igual.ao caminhão de treineiros que o SPFC vem contratando desde a saída do Muricy, tirando o Osório que ainda tentava algo diferente é o Autuori que pegou uma bucha e o mandaram embora em menos de 3 meses, o resto eh tudo do mesmo naipe, covardes, limitados e pau mandados da diretoria safada.

    Não vamos a lugar algum com esse medíocre técnico amiguinho do Raí e do Lugano.

    Competência passa longe do SPFC dessa década!!!

  5. E triste mais está e a nossa atual realidade é porque a Guirre é teimoso. Tem que dá um cha de ânimo o próximo jogo vai ser o flamengo não podemos perde .

  6. Se o nosso tricolor se classificar para a a taça libertadores da América…primeiro passo é trocar esse treinador ruim com ele o São Paulo não passa a primeira fase da taça libertadores da América…o jogo de ontem foi um jogo de times de série B.venceu o menos ruim.o Reinaldo o Diego Souza o Hudson o Trellis jogaram nada sem falar nesse tal de Everton Felipe o muito ruim.o São Paulo precisa se reforçar e muito para o ano que vem. Começando pelo o treinador…gostei muito do Gonzalo Carneiro nos dois jogos que vc ele começou como titular…mais esse treinador filho de uma puta só pensa em substituir o cara.ai coloca esse tal de Trellis que chega a feder de ruim.fora Aguirre.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*