Postura do time em BH mantém nossa esperança em título

Amigo são-paulino, leitor do Tricolornaweb, a rodada do meio de semana foi trágica para nós. O Internacional e o Palmeiras ganharam e nós perdemos. Ou seja: o Inter encostou, agora é líder por um gol de saldo de diferença e o Palmeiras está a três pontos do São Paulo.

Mas a derrota para o Atlético-MG faz parte daqueles jogos “perdíveis”. O que temos a lamentar foi o empate (não pelas circunstâncias do jogo) com o Fluminense, no Morumbi, e, talvez, o empate com o Paraná, em Curitiba.

O que me conforta é que o time não jogou mal. E o resultado foi muito, mas muito injusto. A derrota pode ser atribuída a dois únicos fatores: nós temos Sidão e eles tem Vitor; e Anderson Daronko, que não marcou um pênalti escandaloso cometido por Leonardo Silva. Aliás, esse Daronko, que acha que seu porte físico é suficiente para fazer o que quer em campo, foi o mesmo que marcou um pênalti contra o São Paulo, para o Coritiba, quando quem colocou a mão na bola foi o jogador paranaense. Então é reincidente em nos prejudicar.

Seria normal sofrer pressão do Atlético-MG nos primeiros minutos. Mas o São Paulo equilibrou o jogo e a partida equilibrada. Sofrer o gol aos nove minutos, após falha de Sidão e infelicidade de Régis, poderia ter desmontado o time. Mas o jogo continuou equilibrado e o São Paulo foi crescendo aos poucos.

A alteração feita por Aguirre o intervalo surtiu efeito. Liziero entrou no lugar de Edimar e, mesmo tendo errado muito nos primeiros minutos, fez com que o São Paulo crescesse e partisse para cima dos mineiros. Foi um verdadeiro massacre. E  Vitor apareceu muito bem

O volume de jogo do São Paulo me impressionou. Volto a repetir, não fosse Daronko, tudo teria sido diferente. Ele ditou o resultado ao não marcar o pênalti. E estou citando apenas o de Leonardo  Silva, que meteu o braço na bola. Nem estou falando no cometido sobre Rojas. E foi esta postura, sempre com muita entrega, que me animou e deixou esperançoso de que vamos lutar pelo título até o fim.

Aliás, mais uma vez me pergunto: para que serve aquele árbitro de linha de fundo? Nunca faz absolutamente nada. A coisa está na cara dele e ele não faz nada. Pior é ouvir o comentário na Globorinthians (ou Globomengo) tentando justificar que a bola foi rápida, que pegou de surpresa o zagueiro, e blá blá blá blá blá blá. Foi pênalti e não se discute.

Outra coisa: até quando vamos ter que aguentar Sidão no gol? Por que não Jean? Ou melhor: por que não dar chance a Lucas Perri? Chega de sofrermos de tomarmos Isordil ou Rivotril antes de cada jogo por causa deste goleiro. Não dá mais. O Sidão está colocando em risco nossa possibilidade de título brasileiro.

 

11 comentários em “Postura do time em BH mantém nossa esperança em título

  1. Boa noite tricolores!!
    Não assisti ao jogo mas pelos trechos que vi jogamos muito bem e perdemos porque faz parte, tenho dito aqui que o nosso time é médio para baixo, não temos reservas à altura dos titulares, não temos um goleiro confiável, não temos um centroavante goleador e se estamos na ponta da tabela creio ser graças ao bom trabalho do treinador e equipe técnica então, temos chances de título porém se não vier, paciência. Não é conformismo é viver a realidade, torcer é paixão, acreditar é razão, por enquanto estou firme nos 2 mas logo terei que escolher entre acreditar ou apenas torcer.

    • Putz: espera “eu moiá o bico”!!!
      Culpa tem quem indicou e quem escala um goleiro de série C para defender nossa meta!
      Então vamos cobrar o cara certo: Oh, Aguirre! Que tu tem com o Sidão, meu???

  2. Não podemos entrar na onda de pôr o resultado de ontem na conta da arbitragem pelo pênalti claro não marcado. Domingo muitos já reclamaram da “expulsão injusta”, inclusive o Aguirre, para justificar o empate.
    Perdemos 5 pontos devido a 2 “GOLS CONTRA”.
    Insegurança de Sidão atrapalha o desempenho dos defensores. Time nervoso joga pior.
    Ontem em BH criamos chances e não fomos competentes para marcar o gol de empate.
    É preciso acordar. Nesta rodada Inter e Palmeiras tem clássicos e o nosso jogo é contra o Bahia.

  3. Eu venho insistindo a muito tempo, esse Sidão eh o calcanhar de Aquiles do SPFC, eatranho o Aguirre mantê-lo de titular, qual a razão Aguirre? Quer morrer abraçado com esse medíocre goleiro? Será que o empresário dele eh influente na diretoria?
    Aguirre, técnico sábio muda quando não dá certo e ganha campeonatos, técnico teimoso morre abraçado com seus pernetas, quer ser campeão ou quer ser lembrado como o Dorival e tantos outros técnicos que passaram no clube e não ganharam nada?

  4. Com certeza temos esperança do titulo, mas nao podemos mais perder pontos bobos, pontos que sao possiveis de ganhar e ainda pior por causa de um goleiro ruim d+.
    Amigo abaixo escreveu Lucas Perri, ja deveria ter entrado é nossa cria impossivel que ele seja pior que Sidao e Jean, alias o dinheiro jogado fora com esse Jean, para que gastar 10 milhoes em um goleiro que o nivel do Sidao e pior nao joga.
    SE Aguirre nao acertar esse problema com o sidao ele vai morrer abraçado com ele, e vai por em risco todo belo trabalho que vem fazendo ate agora.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*