Empate ruím, mas comemorado. Liderança mantida, faltando uma rodada a menos.

Amigo são-paulino, leitor do Tricolornaweb, o São Paulo foi visivelmente prejudicado pela arbitragem neste domingo, no Morumbi. Eu estava no estádio, como sempre, e não tinha como bancar uma afirmação de que houve mais simulação do que propriamente agressão de Diego Souza. Mas via a revolta de Diego Aguirre no banco, insistindo para que o bandeirinha e o quatro árbitro avisassem o árbitro de que nada tinha acontecido. Eles não fizeram isso. Puxei em meu celular o lance e pude afirmar: o juiz foi, no mínimo, rigoroso demais, para não falar outra coisa.

O São Paulo não vinha jogando bem até a expulsão, é fato. Mas que perder um jogador com 30 minutos do primeiro tempo desmonta qualquer esquema tático ou o que se preparou para o jogo, isso não há dúvida.

Shaylon, que já não vinha rendendo nada como meia, rendeu menos ainda como centro avante. Aguirre formou as famosas linhas de quatro, deixando Shaylon avançado entre os zagueiros. Ele não tem nem cacoete, nem porte físico para isso. O Fluminense, que já era mais time em campo, cresceu e passou a dominar completamente a partida. Bruno Peres não conseguia render pela direita, Reinaldo virou meia e Rojas era o único que se destacava. Mas suas jogadas acabavam em nada, porque não havia ninguém na área para receber o lançamento.

Pensei que Aguirre fosse mudar logo no intervalo, mas ele preferiu voltar igual. Só que constatou que Shaylon era uma calamidade como centro-avante. Então tirou o garoto e colocou Trellez. Logo depois colocou Regis no lugar de Edimar, recuando  Reinaldo, passando Rojas para a esquerda, mas não avançou Bruno Peres. Foi Regis quem entrou mais adiantado.

Com isso o São Paulo equilibrou o jogo e começou a crescer. Faltas eram cometidas pelo Fluminense em seu campo de defesa para diminuir o ritmo que o São Paulo vinha empregando.

Até que Regis fez uma jogada de cinema, dando um chapéu no adversário, perdendo a bola, recuperando perto da lateral, indo na linha de fundo e cruzando com extrema perfeição para Trellez, que deu uma cabeceada clássica, marcando um golaço.

O Fluminense ainda chutaria uma bola na trave, assim como o São Paulo ainda teve chance em contra-ataque. Mas o empate, que na conta pura da aritmética foi ruim por ser no Morumbi, acabou sendo bom pelas circunstâncias da partida. Ainda mais que o Flamengo perdeu do Ceará em pleno Maracanã, o Internacional empatou com o Cruzeiro, o que significa dizer que avançamos mais uma rodada e a nossa diferença aumentou para o Flamengo, permaneceu igual para o Internacional e agora falta uma rodada a menos para acabar o Brasileiro.

Sinceramente, depois de tudo que aconteceu no Morumbi, Diego Souza expulso aos 30 minutos do primeiro tempo, time jogando sem Nenê, Jucilei e Everton, Anderson Martins faz um gol contra, e ainda conseguimos empatar o jogo, vendo nossos mais diretos adversários patinando também, passo a confiar cada vez mais que o título não nos vai escapar. Então, segue o líder!

 

12 comentários em “Empate ruím, mas comemorado. Liderança mantida, faltando uma rodada a menos.

  1. Comentário na espn do Tirone pro Juca Kfouri que estava a favor da expulsão… “o cotovelo bateu no peito do jogador do Fluminense? Sim. Mas com essa intensidade…, não provocaria nem uma tosse em você! “

  2. Minha opinião… a expulsão foi encomendada, não é possível ele ter visto uma agressão nessa velocidade. A cotovelada só aparece em câmera lenta… o Cara do Fluminense foi encoxar no Diego e ele só fez o apoio pro cara nao encostar , e o fdp foi lá e simulou um encontrão…

    Sinto falta do Petros nessas horas… ele teria causado.

    Sobre o jogo. Nota 10 pro Aguirre, entendo que ele voltou sem alterações porque queria ver como o Fluminense voltaria posicionado depois do intervalo. Depois de observar, soltou as alterações e equilibrou o jogo com um a menos.

    Mas repito, SP e Inter tem que ficar muito espertos, pq a Globo e CBF estão loucos pra ter o Flamengo campeão…

  3. O S.Paulo já deu um jeito de se desfazer do Lucas Fernandes: tá na hora de fazer a mesma coisa com o tal Shaylon! Agora, o clube se vangloriou de ter contratado o tal do Everton pernambucano; disse que não sei quem fez proposta; não sei quem procurou para melar o negócio com o S.Paulo…na hora que precisa de um atacante, cadê o cara? Aguirre: cadê o cara? Pelo jeito voltamos às contratações ridículas!!!

  4. Olha o Diego Souza e’ muito tecnico, e isso e aquilo, ja disse outro dia, masss
    nao fosse ele ter sido expulso o pontinho ja era. Um grosso corre, da trombada, agita e busca e foi novamente o que aconteceu. Shaylon kkkkk??? E o garoto que veio do nordeste ??? Juizao, e por que o 9 se irritar daquela forma, futebol e’ isso, buscou levou. Facilitamos e muito a comecar da escalacao, infeliz.

  5. Bom dia nacao tricolor, pode comemorar o empate pq estavamos com muitos desfalques e a expulsao do Diego Souza tb achei injusta, pq foi mais simulacao do que propriamente dito falta ja que o cotovelo foi na altura do pescoço e nao no rosto como o ator do Fluminense fez, infelizmente fomos prejudicados, apesar de que as vezes nao vejo o diego focado, parece uma estrela que so quer brilhar, bom enfim, nao podemos perder ponto em casa e fora de casa contra times pequenos tem que ganhar, se continuar assim logo perderemos a liderança, outros times estao crescendo no 2o turno, abra o olho sao paulo e seu Aguirre.

  6. Preocupação eh com esse goleiro, como venho dizendo, o calcanhar de Aquiles do SPFC!!!
    A insistência do Aguirre com ele não faz sentido, qualquer goleiro ruim em.outro time eh sacado rapidamente, no SPFC fica até quando quiser.

    Belo legado deixado pelo R.Ceni, que além de postergar sua aposentadoria, ainda trouxe esse frangueiro amador pro SPFC, nem com os pés consegue jogar, desculpa que foi pra trazê-lo.

  7. Diego Souza foi infantil e irresponsável ao levantar o cotovelo.
    Culpa do gol desta vez não foi do Sidão.
    O time tem padrão de jogo: Shaylon e Reinaldo executaram exatamente as funções táticas de Nenê e Everton com muita precisão. Faltou qualidade técnica.
    Aguirre mostrou mais uma vez que sabe o que faz.
    Um ponto hoje não foi ruim. Fluminense teve melhores oportunidades e poderia ter vencido.
    Jogaremos no Morumbi contra Palmeiras, Flamengo e Grêmio.
    Temos motivos para aumentar o otimismo.

  8. Nossos adversários não são Flamengo e Inter…

    Grêmio e as Peppas pode se animar vendo a diferença cair a cada rodada…

    Espero que no proximo jogo tenhamos mais sorte!!!!!

  9. Vamos precisar vencer o Atlético MG jogando fora de casa pra recuperar estes dois empates que tivemos diante de Paraná e Inter.

    Vencendo o Atlético MG ficaríamos na boa , lembrando que Inter x Flamengo se enfrentam na próxima rodada no Beira Rio. Um empate no Beira Rio , e uma vitória do São Paulo no Horto seria espetacular.

    Palmeiras e Grêmio estão encostando também.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*