Empate desastroso que coloca chance de título em risco

Amigo são-paulino, leitor do Tricolornaweb, nem o mais pessimista do torcedor esperaria que o São Paulo não vencesse o fraco América-MG neste sábado, dentro do Morumbi. O placar de 1 a 0 no primeiro tempo, com gol marcado aos 46 minutos, seria uma mostra do que teríamos no final da partida. O empate castigou a má atuação do time, que vem em decadência desde o ínicio do segundo turno.

Aguirre surpreendeu novamente com a escalação. Ao optar por fazer de Rodrigo Caio um Militão – algo que não deu certo com Arboleda no último domingo – conseguiu extrair desse jogador mais segurança defensiva, mas acabou com o ataque.

Aliás, o time foi uma verdadeira bagunça. Do lado esquerdo estavam Reinaldo e Liziero. Só que Liziero jogou como segundo volante e Reinaldo raramente descia para o ataque. Era Nenê quem ocupava em alguns momentos aquela posição.

Em determinado momento veio a ordem para que Liziero fosse para a lateral e Reinaldo para o ataque, mas pouca coisa mudou. Ou melhor: foi numa jogada de Reinaldo com Nenê pela esquerda, em cobrança de falta, que saiu o gol de Diego Souza. Foi o alívio, pois o time fazia um primeiro tempo horrível, sem dar um chute a gol.

No segundo tempo o América saiu da retranca absoluta – entrou em campo com quatro zagueiros, quatro volantes, um meia e um atacante – e passou a se lançar no ataque. O São Paulo teve, então, o jogo que queria. E os contra-ataques estavam à nossa disposição.

Aguirre colocou Trellez e Regis para deixar o time mais rápido na saída de contra-ataque, tirando Everton Felipe e Liziero. Realmente isso passou a acontecer. E coube a Diego Souza dar as assistências necessárias par Nenê começar a desperdiçar oportunidades claras de gol. Uma delas foi com Regis que colocou a bola para Nenê e Reinaldo e os dois se atrapalharam na frente do goleiro.

O América dominava e o São Paulo perdia gols no contra-ataque. Até que o América marcou, empatou, o São Paulo perdeu o contra-ataque e voltou ter o domínio da bola. Aí não soube o que fazer com ela, pois o sistema nervoso falou mais alto e erros grotescos começaram a acontecer.

Aguirre foi muito infeliz na escalação e na montagem do time. Temos que considerar que estávamos sem três titulares absolutos: Bruno Peres, Rojas e Everton. Isso pesa muito, até porque fica cada vez mais claro a limitação do nosso elenco. Mas dava para fazer coisa melhor.

Esse empate coloca efetivamente em risco nossa chance de título. Ganhando hoje – vitória sempre obrigatória no Morumbi – abriríamos quatro pontos do Internacional, seis do Palmeiras e oito do Flamengo. Dependendo dos resultados deste domingo, poderíamos ter disparado na liderança. Ou, na pior das hipóteses, mantido a mesma situação, mas faltando uma rodada a menos para terminar o Brasileiro.

Mas não. Agora, dependendo do que acontecer, poderemos ficar um ponto atrás do líder, apenas um ponto na frente do terceiro colocado e três na frente do quarto. A luz amarela acendeu no fim do túnel. Eu diria mais: a luz vermelha acendeu bem ali à nossa frente. Vamos acordar, enquanto é tempo. Se é que ainda é tempo.

19 comentários em “Empate desastroso que coloca chance de título em risco

  1. Até o primeiro gol, nosso time não havia chutado a gol, já o América sim.

    Haja boa vontade com o Condomínio Caio, que além de não ajudar no ataque, o gol do América saiu pelo seu setor ou seja, falhou em ambas funções.

    Mas quem está afundando o time não é o camisa 12, nem o garoto de condomínio, e sim o técnico que pretende morrer abraçado na praia com ambos e suas pardalzices.

    Se continuar com essas cagadas seguidas do Aguirre, o Campeão de 2018 será o Palmeiras. Doa a quem doer.

  2. Com 36 pontos a disputar, ainda é cedo para se cravar qualquer prognóstico. Mas já está evidente que, com seu elenco limitado e reduzido, o São Paulo é o mais frágil dos 4 que brigam pelo título. Na verdade, todos nós sabíamos que estávamos além das possibilidades reais. Se fizermos uma análise de tendência, estamos em queda acentuada, o Inter em queda leve e o Palmeiras em ascensão forte. Pode ser que o time verde seja atrapalhado pelo excesso de jogos, mas tem elenco para suportar o ritmo. Essa é a realidade. Provavelmente não seremos campeões. Uma vaga na Libertadores já será motivo de grande comemoração. Aguirre faz um trabalho estupendo ao levar tão longe essa equipe. Não adianta pressionar, pedir raça, cornetar um ou outro. O time já vem dando o máximo e se mantendo na ponta da tabela. Duvido que tenhamos algum jogador descomprometido ou que não se importe de ser campeão. Dessa vez, não falta raça ou vontade. Só que existem equipes melhores…

    • Muito boa sua colocação! Realmente de fato as ausências estão sendo sentidas e muito, principalmente a do Everton. Não podemos cobrar mais desse elenco, logico que eu queria ser campeão, mas lá no inicio do campeonato alguém imaginava que chegaríamos na 26 roda lideres do campeonato brasileiro? Vamos continuar torcendo!

    • Logico que reconheço que o time limitado que temos estao fazendo ate alem do que imaginariamos, Aguirre tb esta fazendo um trabalho bom com o que tem nas maos, mas falta aquele algo a mais, falta aquele jogador que desequilibra ou jogadores que fazem essa funcao e nao temos, e com certeza nosso elenco é o mais fraco dos que estao entre os 4 ou 5 na tabela, sera de grande comemoracao se conseguirmos uma libertadores direto sem disputar mata mata, campeao vai ser por acaso, ate pq teremos 2 confrontos diretos com Inter e Palmeiras ai definira se o sao paulo vai brigar pelo titulo ou vai ficar so com uma vaguinha na libertadores.

  3. Sao Paulo pode ate ser campeao esse ano mas nao sera por seu futebol, mas pelo tropeços dos seus concorrentes direto e uma grande mas grande sorte, pq depois desse empate em casa contra o America_MG, nao foi desastroso, foi a pior coisa que podia acontecer, pq ja tinha perdido pontos em casa para Fluminense e perdido para o Laterna, a gordura que poderiamos ter foi jogado no lixo, e de quem a culpa.
    Primeiro do seu Aguirre que apesar de estar tirando leite de pedra, tem umas teimosias que esta matando o sao paulo, SEgundo, nao temos elenco, temos no maximo 6 bons jogadores do time titular o resto do time titular é no maximo reserva.
    E culpa tem a diretoria tb de nao montar um time de verdade, ter um elenco qualificado.
    E se nao ganhar do botafogo mesmo fora de casa pode ate cair para 3o ou 4o lugar e ai meus amigos ja era corre risco ate uma libertadores facil de classificar ficarmos comprometido nela tb, que alias com esse time e elenco na libertadores nao passa da primeira fase, e no mata-mata o time morre-morre.
    Fizemos um otimo 1o turno e 2o turno ate agora de time do 10o para baixo, dos ultimos 5 jogos e 15 pontos possiveis conquistou 6.
    Enfim o sao paulo esta mostrando a sua realidade, de anos atras, o que aconteceu no 1o turno nao esta passando de um devaneio de uma chuva de verao.

  4. O time precisa voltar a treinar e jogar sério. Chega de dois a três dias de folga toda semana. Chega de tanta gravação de reportagem. Vamos nos concentrar porque acabou a folga. Vai ter que ganhar do Palmeiras em casa, do Inter lá, do Flamengo e do Grêmio aqui, do Corinthians lá e do Cruzeiro aqui. Não vai poder empatar. Vai ter que ganhar todos. Então vamos treinar e concentrar. Amanhã o time time todo já deveria fazer treinamento físico forte.

  5. Eu só queria entender que segurança defensiva é essa que o Rodrigo Caio deu que tomamos o gol pelo lado de um time e não atacava…

    Que segurança defensiva foi essa???

    O lado esquerdo foi uma bagunça mas o gol nosso nasceu por aquele setor…

    Como é isso????

    Eu estou assistindo outro jogo não é possível!!!!!

  6. Fazer conta de pontos perdidos hoje serem recuperados, não é correto. Perdidos hoje já foram. Conquistar os pontos que restam em disputa deve ser o objetivo, lógico, mas os perdidos poderão fazer falta no final; e nisto, Aguirre e Cia tem se especializado neste returno. Se uma “volta ao passado recente” não for conseguida rapidamente, temo até pelo sexto lugar na tabela. Com os péssimos resultados alcançados nas últimas muitas rodadas, o time vem perdendo confiança. Com as invencionices do treinador, jogadores vêm se tornando cada vez mais inseguros e com medo de tentarem jogadas: por não serem da posição, ou por não quererem errar e sumirem de novas convocações para jogos. Parece que o treinador se mantém fiel a um certo número de atletas e se cega quanto ao que realmente produzem em campo. Isto é muito ruim para o ambiente do grupo. Seria bom o Rai e parceiros pensarem nisto e alertarem o treinador quanto ao que está parecendo acontecer!!!

  7. A luz vermelha acendeu a partir do segundo turno,
    e’ so’ verificarmos nossa tabela so’ no segundo turno.
    Nao temos elenco, fato, nao temos goleiro, fato,
    nem sair jogando sabe, tipico goleiro de segunda, da B,
    fazedor de cera,
    enfim, ate’ agora estamos em vantagem em relacao
    a campeonatos passados, que nao vamos chegar em
    primeiro, e’ fato. E esta’ de bom tamanho. Temos que ter elenco
    com qualidade, nao temos, somos dependentes em todas
    as posicoes.

  8. Concordo com tudo o que você disse porém, creio eu que, com certeza o elenco não foi dos melhores mas, Anderson Martins toda partida sempre deixa uma marca desastrosa….

  9. O time tem que treinar mais e resenhar menos.
    À esta altura do campeonato,trabalho árduo, concentração , preparação física e psicológica são necessários para manter o foco no jogo e na busca pelo título.
    Um “presta atenção” nos jogadores e principalmente nos líderes do elenco pode ser útil .
    Vamos recuperar esses pontos contra o Botafogo.
    Vamos SPFC !!!

  10. Aguirre foi o grande responsável pela decepção de hoje. Tínhamos a vitória nas mãos até ele realizar as substituições.

    Liziero, Reinaldo, Jucilei, Hudson e Rodrigo Caio formavam um paredão intransponível para o adversário. A bola chegava ao meio campo e voltava. Era só manter a formação e depois comemorar os três pontos. Mas não. Aguirre resolveu inventar, colocou Trellez, com a saída de Liziero.

    Mexeu no que estava dando certo, e assim perdemos o controle total do meio campo. Com a entrada de atacantes, eles começaram a aparecer no jogo, e numa falha do Anderson Martins empataram.

  11. Sem alarmismos. Ainda há tempo. Os dois pontos desperdiçados hoje tem que ser recuperados domingo no RJ. Depois teremos os enfrentamentos contra os adversários diretos do topo da tabela. Jogaremos fora contra o Internacional. Enfrentaremos Palmeiras, Grêmio e Flamengo no Morumbi. Com a volta dos titulares cresceremos de produção. Sem pessimismo. Somos os líderes. Vamos continuar apoiando.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*