O Tricolornaweb é um portal, não um blog, e exige respeito

Amigo são-paulino, leitor do  Tricolornaweb, há tempos estamos passando certos constrangimentos, que não são públicos e notórios pelo zelo que Juca Pacheco, o principal assessor de imprensa do São Paulo, na área do futebol, tem em conversar comigo, e pelo respeito mútuo que há entre nós e que vem de sua geração anterior, pois fui colega de trabalho e cultivei grande carinho e respeito pelo seu pai, João Prado, de quem me orgulho de ser amigo.

O fato é que desde que decidimos implantar as mudanças no Tricolornaweb, que nuca foi blog, sempre foi site – aos que não sabem a diferença, quando quiserem, posso explicar -, temos enfrentado grandes dificuldades, que chegam mesmo, como disse no início, aos constrangimento. De início nos foi colocado – e eu disse aqui e no Jornal Tricolornaweb – que nós não teríamos direito a fazer entrevistas exclusivas com qualquer membro do departamento de futebol, passando aí por diretoria, comissão técnica e jogadores. Que seria difícil liberar o Tricolornaweb, que é um site segmentado, para fazer esse tipo de trabalho e não dar o mesmo espaço para os “demais blogs”.

O assunto ficou para ser discutido em nível de diretoria, com o diretor de Comunicação, Guilherme Palenzuela, com quem mantenho uma relação estritamente profissional, e que também é de respeito, ao menos de minha parte. Mas até agora nada se decidiu.

Num dos últimos treinos antes da parada para a Copa do Mundo, fiz uma transmissão ao vivo, pelo nosso canal do YouTube. Também fiz pelo Instagram, Facebook e Twitter. Pouco tempo depois da transmissão no ar recebo uma ligação me pedindo para suspender a transmissão, pois eu não estava autorizado a fazer isso. A autorização que me fora concedida era para acompanhar o treino, junto com a imprensa, mas sem transmissões ao vivo, pois os “outros blogs” estavam reclamando e pedindo equidade. Parei a transmissão.

Nas entrevistas coletivas pós-jogo, consigo transmitir – não sei até quando – ao vivo, mas sou impedido de fazer perguntas. Ou seja: me transformo num mero espectador. E sou cobrado por meus leitores por não fazer determinadas perguntas. Me cobram com razão, mas sou impossibilitado disso.

Nesta quarta-feira, lembrando do que me fora dito lá atrás, fui ao CT da Barra Funda, como iria a Cotia, e passei a fazer uma série de fotos do treino. Em tempo real ia colocando informações da atividade no Tricolornaweb e nas redes sociais do nosso portal (Face, Twitter e Instagram). Pouco depois do início da segunda parte do treino, quando o time titular já estava em campo, fui procurado mais uma vez pela assessoria de imprensa do São Paulo pedindo para não mais fazer essa cobertura ao vivo, pois os “outros blogs” estavam ligando para o clube, questionando minha presença lá e a ausência deles. E que semana que vem – há pelo menos quatro meses essa semana que vem não chega – haveria uma reunião na diretoria de Comunicação para decidir como proceder em relação aos “blogs” segmentados.

Apesar de lidar com o problema, até hoje não firmei posição em editorial, pois esperava uma solução. Mas, nesse momento, firmo nossa posição:

  • Não somos blog. Não somos mais site. Somos um portal, que tem texto, áudio e vídeo. Que é editado por um jornalista profissional, com 36 anos de carreira, modéstia à parte muito ética e vitoriosa, e que não vai aceitar ser comparado a pessoas folclóricas e serviçais de algumas pessoas influentes no clube para cumprir com o papel a que se propôs, que é informar seu público leitor, cem por cento formado por são-paulinos, e que sabe que aqui recebe a notícia como ela é, não como alguns querem que ela seja.

Não sou de bajular presidente ou diretor para exercer meu trabalho. Não faço a crítica positiva ou negativa de acordo com a benesse que me dão, até porque nunca, vou repetir, NUNCA, recebi qualquer centavo do São Paulo FC. Fosse esse meu objetivo, estaria fazendo com Leco o que fiz com Carlos Miguel Aidar. Ou teria feito o que fiz com CMA com Juvenal Juvêncio. Ou Marcelo Portugal Gouvea.

Não, amigos, esse não é o meu papel. O Tricolornaweb é o portal que está com o São Paulo. Em seus 14 anos de existência sempre se pautou pela ética e correção, além do aspecto profissional.

Mais uma vez vou respeitar a imposição do  Departamento de Comunicação do São Paulo FC. Mas com prazo determinado. Se me foi falado que até semana que vem haverá uma solução, esse será o prazo. Não irei ao treino desta quinta-feira, o que não quer dizer que não vou noticiar. Mas meu leitor não será privado de saber que, se a cobertura do Tricolornaweb falhar, não será por incompetência ou negligência de nossa equipe, mas por impedimento forçado por essa diretoria de Comunicação.

Reitero: o Tricolornaweb não tem patrono. Ele tem dono. Não tem incentivador. Tem leitor. Não é folclórico. É profissional. Não tem grupo político. Tem o  São Paulo FC.

14 comentários em “O Tricolornaweb é um portal, não um blog, e exige respeito

  1. Eu creio que a diretoria de comunicação poderia criar alguns critérios objetivos para classificar e qualificar os meios de comunicação (TV, rádio, jornal, portais, sites e blogs) definindo uma regra clara com limites claros de atuação – se pode acompanhar treino, jogos, entrevistas, participar com perguntas em coletivas, ter direito a entrevistas exclusivas…
    Alguns desses critérios poderiam ser relacionados a audiência do veículo (pontos IBOPE, circulação, assinantes, número de acessos,…), outros ao relacionamento com o SPFC (número de matérias veiculadas ou artigos publicados, tempo de cobertura ou % de conteúdo relacionado ao tricolor,…) e ainda uma parte relacionada a capacitação dos profissionais / equipe alocada na cobertura e estrutura do veículo.
    Se criarem critérios objetivos e equilibrados eliminarão a subjetividade das autorizações e acabarão com as reclamações sobre possível favorecimento.

  2. Infelizmente o SPFC que conhecíamos politicamente já morreu e alguns cadáveres putrefados ainda insistem em botar o dedo podre tal qual zumbis contra quem ama e faz algo de bom para os torcedores.
    O SPFC é uma instituição apodrecida por inúmeros golpes e maracutaias praticadas por presidentes e dirigentes em geral.
    Esses vermes envergonham o SPFC como dirigentes.

  3. Prezado P. Pontes,
    Já vaguei por alguns sites do nosso tricolor nesses meus 17/18 anos de internet, buscando sempre informações atualizadas e honestas. Alguns deles se mostraram frágeis e outros até fecharam. O TRICOLOR NA WEB tem recebido a minha atenção há já alguns anos, inclusive com várias opiniões que vez ou outra manifesto aqui. Aconselho-o a continuar seu trabalho, lutando dia a dia para, com transparência, nos escrever e falar sobre o que acontece no nosso time do coração. Competência e honra você tem de sobra.
    Quanto à Diretoria atual, presidida pelo jocoso “mosquito de balcão LECO-LECO” nada se pode esperar de melhor, pois, desde a saída do saudoso Dr. Marcelo Portugal Gouveia, o SPFC tem sido dirigido, com raras excessões, por um bando de incompetentes e oportunistas, sempre liderados pelo não saudoso J. Juvêncio.
    Não há mal que sempre dure. Acredite!

  4. Paulo podemos fazer um abaixo assinado pedindo para a diretoria do São Paulo liberar o acesso do tricolor ser, que nos representa, para ter acesso ilimitado ao São Paulo??? Todos assinaremos milhares, milhões.

  5. Paulo Pontes

    Por esse tipo de posicionamento que admiro e sigo o Tricolornaweb.
    O senhor, na minha opinião, faz uma cobertura fantástica.

    Não me surpreende as atitudes do setor de comunicação, pois parece ser a tônica do São Paulo FC como um todo.
    Ano passado visitei o Morumbi pela primeira vez. Moro no interior de MG, então fui fazer o Morumbi Tour.A satisfação de conhecer o templo sagrado foi enorme, apesar da decepção com a recepção. É um tanto de “não toque aqui”, “não tire foto daqui”, “não pode pisar aqui”, “não pode, não pode, não pode”…..
    Um tratamento frio para algo que mexe muito com os sentimentos.

    Enfim, parece que não tem nada a ver, mas ao ler o editorial, me lembrei dessa experiência que tive ano passado.

    Parabéns pelo ótimo trabalho.
    Abrs

  6. Infelizmente, esperar qualquer tipo de profissionalismo do São Paulo é esperar demais. A verdade é que o clube está infestado de gente que não sabe o que está fazendo, sem preparo ou vontade de desempenhar um bom trabalho no cargo que ocupa.
    O Tricolornaweb é mais uma vítima desses caras, e isso evidencia como são as atitudes dentro do clube e vc começa a entender por que no Brasil os clubes são tão medíocres.

  7. Por que o Tricolornaweb não recebe os mesmo tratamento dos demais veículos de Imprensa? Há uma abissal diferença entre Paulo Pontes, com seus quase quarenta anos de jornalismo, e os “aventureiros”.

    O ideal seria que todos tivessem acesso. Mas, obviamente, por questões práticas, é inviável contemplar a todos. Em qualquer circunstância, o espaço do Tricolornaweb é mais do que merecido, por seu caráter democrático e independente – apesar de ter suas preferências, o que é normal.

  8. Caro Paulo Pontes, desconheço completamente os termos técnicos que você utilizou, sou apenas um torcedor e, se posso dizer assim, um consumidor do produto Tricolornaweb, que desde que conheci nunca mais abandonei, é o que existe de melhor em termo de informação, lisura e respeito pelo clube e principalmente pelos leitores, tens o meu apoio e admiração, eu sei que a disputa por espaço de informação é terrível e, nem sempre honesto, por isso continue com sua determinação, nós agradecemos.

  9. Problema maior de dirigentes amadores,
    estes sim deveriam serem criticados pelos que corneteiam Rai & Cia.
    Dor de cotovelo tambem dos blogs e jornais por saberem que apoiamos e vivemos
    seu Portal, e’ onde buscamos noticias do tricolor,
    nao vou em qqr jornal ou qqr tv, so’ distorcem o que busco.
    Nosso tricolor ainda tem muito que melhorar,
    e’ mesmo como o tratamento dispensado a seus torcedores
    nas acomodacoes do Morumbi, conforme relatado por Danilo Brida.
    Ta tudo esculhambando legal.

  10. Paulo Pontes, apesar de ter em algumas vezes opiniões divergentes, uma coisa que não se pode negar é a transparência e respeito que o tricolornaweb tem com todos, internautas, profissionais do futebol e principalmente com o SPFC.
    Parabéns e continue na mesma toada.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*