Primeiro tempo foi tenebroso. Segundo tempo deu para o gasto.

Amigo são-paulino, leitor do Tricolornaweb, o São Paulo venceu o Botafogo, no Morumbi, mas poderia ter saído com uma derrota, tal a fragilidade e o desentrosamento que demonstrou no primeiro tempo. Coloquei nas redes sociais, de onde eu assistia ao jogo, no Morumbi, que o São Paulo teve algumas tentativas e o Botafogo duas bolas na trave.

Dorival entrou com o mesmo esquema tático que vinha adotando. Apenas mudou o lateral, colocando Reinaldo, muito mais ofensivo que Edimar, e Nenê, mesmo sem entrosamento, muito mais útil do que Shaylon. Mas esse desentrosamento custou caro, porque as jogadas não saíram, a bola não chegou ao ataque, Marcos Guilherme e Brenner não receberam os lançamentos necessários, enfim, o meio de campo foi uma verdadeira bagunça.

É nítido que Petros é um segundo volante, não um meia de armação. Ele não tem técnica para isso. Seu lugar é ao lado de Jucilei, ajudando na marcação e alternando subidas ao ataque. Como meia ele não acerta um lançamento, não tem chegada forte na área e chuta mal. Conclusão, acaba prejudicando o principal setor de um time de futebol, que é o meio de campo, além de sobrecarregar Jucilei.

No segundo tempo Dorival mexeu no time, demonstrando que essa deverá ser a nossa melhor formação. Ao colocar Cueva e retirar Brenner, deixou o time no 4-4-2, recuando Petros, deixando a armação para Cueva e Nene. Diego Souza passou a receber mais bolas, Marcos Guilherme começou a aparecer no jogo, o time cresceu e acabou encontrando o gol. O lado esquerdo, que poderia ficar debilitado sem Brenner, acabou dando espaço para Reinaldo aparecer na frente. E foi numa jogada rápida que ele fez ótimo cruzamento, uma verdadeira assistência, para o gol de Diego Souza.

Cueva entrou bem, deu velocidade ao time. O meio de campo se encorpou e o São Paulo passou a comandar as ações. O segundo gol saiu de forma natural, pois antes dele o time já havia perdido algumas chances por desatenção do ataque pego em impedimento.

Verdade que Sidão fez duas grandes defesas, mas ele continua não me passando confiança alguma dentro do gol.

O time tem muito o que melhorar. Não sei como Dorival vai montar essa estrutura, com a chegada de Valdivia, mas é fato que o 4-4-2 é o sistema tático que me parece será o mais eficaz para o time do São Paulo, principalmente com Cueva e Nenê jogando juntos.  E acho que dará liga.

6 comentários em “Primeiro tempo foi tenebroso. Segundo tempo deu para o gasto.

  1. Dorival não é o técnico que o SPFC precisa no momento. Ele não sabe fazer ensaios e o time entra como barata tonta no jogo. Não é nem treinador.

    Cuca já!!!

  2. Fico impressionado como o nosso técnico demora para enxergar o óbvio. Insiste com jogadores que antecipadamente, todos sabem que não dará certo, e agora deixa no banco os que devem entrar.Lucas Fernandes e Shailon são exemplos que não adianta insistir.

  3. durivar nao tem condicoes de montar nenhuma extrutura.Como nao existe justica no futebol
    e em parte nenhuma por aqui
    entao,
    avaliem por si mesmo,
    com esse trenero so’ mesmo o imponderavel
    para resolver.
    Infelizmente nao e’ o trenero que coloca o time dentro do que treina.
    ??? Alias, treina ????
    Para apresentar sempre os mesmos problemas,
    as mesmices e desculpas de sempre,
    essse nao e’ um DT e’ um enganador,
    nem distribuidor de camisas e’.

  4. mais um editorial tenebroso .

    continue assim afundando o soberano com esse editoriais

    quanto a noticia que o senhor falou que era boato que eu vir no twitrter , não coloco mais aqui, eu peço desculpas

  5. É muita invencionice para o meu gosto.
    Pô, arma a defesa, coloca um volante na proteção da zaga, um segundo volante que sai um pouco para o jogo, dois meias para fechar o meio e fazer as jogadas e dois atacantes.
    Acabou aí.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*