Que 2018 seja muito diferente do que foi 2017

Amigo são-paulino, leitor do Tricolornaweb, nem o mais afastado torcedor do nosso time gostaria que 2018 repetisse 2017. Um ano de sofrimento, ridicularizações, chacotas, ano em que não conquistamos nada e nosso único troféu foi fugir do rebaixamento. Foi sofrimento demais e não quero isso para o próximo ano.

Podem me chamar de inocente, mas já vejo grande avanço no fechamento deste ano e abertura do próximo. Com a real profissionalização do futebol, carro-chefe do nosso clube, o cenário passa a ficar mais claro, decente e quem é do ramo cuida do que sabe.

Desde o momento em que o nome de Raí foi anunciado como novo diretor-executivo de Futebol, banquei meu apoio e entendi que esse era o caminho. O departamento não poderia mais ser gerido por amigos do rei, por quitação de dívidas políticas ou algo semelhante. E percebam que nem acho que a passagem de Vinicius Pinotti pelo Futebol tenha sido só negativa. O balanço é ruim, mas temos que lembrar que foi ele quem trouxe Hernanes, Petros, Arboleda e Marcos Guilherme, todos titulares absolutos. Entretanto vendeu promessas como Luiz Araujo e David Neres muito antes do tempo. Vejam o que está jogando Neres no Ajax e quanto vale hoje se passe. Ele não sabia falar a língua dos boleiros.

Raí chegou com carta branca. Ao menos foi isso o que apurei. Tanto que a gerência de futebol, a princípio, poderia ficar com algum “conselheiro diretor” ou Lugano. Ricardo Rocha nunca foi um nome falado pelos corredores do Morumbi. Mas chegou falando a língua de Raí. O trabalho vai visar, em primeiríssimo lugar, devolver ao São Paulo seu estilo tradicional de jogo. Definido isso, o elenco começa a ser composto. E o técnico, seja o que está no momento, seja o que vier no futuro, vai ter que manter essa linha de jogo. É a devolução da identidade são-paulina de jogar futebol. Isso me anima muito.

Jogadores como Denis, Renan, Buffarini, Denilson, Marcinho, entre outros, eram tidos como atletas que não poderiam continuar no São Paulo e deveriam ser defenestrados. Já saíram. Há outros, ainda, no elenco, que não podem e nem devem continuar. Também deverão sair. Jucilei foi contratado em definitivo. Era desejo da imensa maioria da torcida. Jean foi comprado. Não sei se o negócio foi bom. Não tenho condição de avaliar pois não vi Jean jogar. O tempo dará essa resposta.

Mais do que ficarmos insultando a diretoria por qualquer atitude que tome, temos que reconhecer que, finalmente, as mentes foram arejadas e temos, hoje , um comando no futebol de quem entende do assunto, de quem não deixará a política entrar e contaminar o ambiente do CT da Barra Funda.

Com as contratações que certamente serão feitas, com a estrutura que temos, com essa corrente que Raí e Ricardo Rocha farão em torno do elenco, com a torcida nota um milhão que tivemos este ano, tenho certeza que 2018 nos trará alegrias e o São Paulo será recolocado no patamar de onde nunca deveria ter sido tirado.

Que o ano que chega seja repleto de conquistas, é também o que desejamos a todos os nosso amados leitores, são-paulinos queridos.

28 comentários em “Que 2018 seja muito diferente do que foi 2017

  1. INFERNO!!!
    Esta semana está sendo a pior dos ultimos tempos !
    Hernanes vai embora/Prato está ameaçado de ir/Diego, não resolve vir/
    Maidana não aceita ficar/ Cueva se preocupa com filmagem/Rai não está ajudando em nada! PORRA , eu como torcedor sampaulino estou ficando de SACO CHEIO
    pela inoperancia do Leco e Cia.
    So o São Paulo está na mesma do ano passado. Realmente agora vamos para a segundona!!!

  2. Um ano novo de muitas alegrias, paz muito sucesso, saude a todos Sao Paulinos.
    Apesar do sao paulo ser o clube da fé eu nao acredito que esse time melhore sem contratacoes pontuais jogadores que venham para resolver, Rai e Ricardo Rocha foi uma boa pois sao Sao Paulinos de verdade, mas o que farao se o sao paulo nao tem dinheiro e nao consegue manter nem seus principais jogadores, vai contratar como, hj leva quem tem grana sabe negociar, entao apesar do otimismo de muitos, para mim 2017=2018 e pode ser pior se nao conseguir manter pelo menos Hernanes.

    • ???? E quem tem grana ????
      Somente os Ptetralhas de brasilia,
      um montao, pero todo PTetralhado de nosotros.
      Ainda acredito, nao em papel noel,
      mas numa reconstrucao,
      estamos no caminho certo,
      hermano,
      felicidades a todos e um 2018 mejor.

  3. Meus caros, o nosso São Paulo foi destruído pelo Sr. Carlos Miguel Haidar. Estamos em um processo de reconstrução. Montamos um time médio para o segundo turno do brasileiro, mas temos dificuldades pra mantê-lo. Tivemos que comprar o Jucilei e estamos lutando para manter o Hernanes e o Pratto. Ou seja, mesmo pra manter o nível do segundo turno do brasileiro, está difícil. Temos que continuar apoiando porque o processo de reconstrução será desafiador para a nova direção de futebol e muito provavelmente não será concluído em 2018. Nosso papel é ir ao estádio e mostrar toda semana que o São Paulo é grande. Com esse apoio, em 2018 ou, mais provavelmente em 2019, voltaremos a conquistar títulos.

        • Você não representa a torcida do São Paulo, ninguém cai nessa conversa fiada.

          O fato de pessoas como você postar essas bobagens, mostra que realmente o São Paulo é mal administrado, e que o Presidente busca usar os ídolos do clube como escudo, como ele fez com Rogério Ceni o quanto pode, e fará com Raí e Ricardo Rocha.

          • My God, por eso tenemos esa mierda por todos os lados.
            Ai, esta la democracia,
            la democracia es para eso.
            Lo problema nao e’s quem hace la mierda,
            e’s quien la piza.
            Dios mio, quantos travekos por aka.
            O Beto ao menos era mais divertido e otimista.

    • Não sei que desgraça de reconstrução é essa que vende 2 jovens promissores do ataque e passa o resto do ano contratando 4, 5, 6 tranqueiras de times menores que obviamente não tem condições de suprir saídas, gastam mais com salário e luvas e NÃO REPÕEM A PERDA TÉCNICA! Se estamos em reconstrução que enxotem o Leco e coloquem alguém com o mínimo de capacidade lá, porque para mim, continua o processo de destruição do São Paulo. Abrir mão do Breno e manter Aderlan no clube? Que bela reconstrução!

  4. Renovação, profissionalização, oxigenação… e já estamos atrás da contratação de MARINHO. Não mudou NADA. Nunca muda e nunca vai mudar. Em 2018 continuaremos sendo os caras que vão passar raiva com Edimar e Tiririca na lateral, vamos ver o clube vender R. Caio e recompor com Aderlan… não mudou NADA.

  5. Bom dia tricolores!!
    Que todos tenham em particular um feliz 2018 e que nosso time tenha mais sucesso, que volte a ser a referência que sempre foi e que tenha conquistas dentro de campo, enganam-se aqueles que teremos um início de ano calmo e tranquilo, a
    os que acham que os times que estão na libertadores terão problemas vale lembrar que a competição agora é distribuída ao longo do ano diferente do São Paulo que terá decisões da copa do Brasil logo no início do ano além da Sul americana então, mais uma vez, precisaremos ter paciência e dar apoio se quisermos ter um time competitivo no restante do ano pois se iniciarmos o ano com cobranças pesadas, poderemos desestabilizar o início do trabalho que sabemos, é crucial para o restante do ano, dito isso, espero sim uma equipe mais competitiva, equilibrada e que consiga ao menos 3 coisas:
    1° que dispute e ganhe ao menos 1 título importante.
    2° que vençam os porcos e os gambás na casa deles
    3° que nos dê um ano calmo e sem sobressaltos.

  6. O primeiro passo foi dado para a profissionalização do futebol, o sistema começa a ser oxigenado em substituição ao ar saturado e viciado em que futebol o São Paulo vive.
    Torço para que seja um caminho sem volta, para que a administração do futebol, um dia, seja completamente independente.
    Quanto ao início de trabalho, concordo com Paulo Ponte, há que se formatar um estilo de jogo, para que as contratações, no futuro, tanto de técnicos quanto de jogadores, sejam direcionadas àqueles que se encaixem no sistema e tenham maior probabilidade de exito, inclusive para melhor aproveitamento da base.
    Não como se vem fazendo, com aquisições e vendas de ocasião ou por interesses escusos de diretores e conselheiros, sem qualquer transparência.
    Creio que o caminho será longo, mas se os torcedores continuarem a prestigiar o time e a cobrar civilizadamente a diretoria, receberá em troca o resgate do time vencedor.
    Sugiro a criação de uma agenda de reuniões semestrais entre uma comissão de torcedores e a diretoria (como as duas ocorridas recentemente), afinal é a torcida a maior interessada e deve democraticamente ser mais participativa.
    Que 2018 seja um marco nesta recuperação, sem grandes expectativas, mas já mostrando que estamos no caminho certo, fazendo com que o time inicie sua evolução começando a brigar novamente por um posicionamento melhor nas competições em que participe.
    Temos que voltar a ser protagonistas e não meros espectadores.
    Feliz 2018 a toda nação tricolor.

  7. Concordo totalmente com seu editorial. Estamos iniciando melhor do que em 2017 e logo no início de Abril já saberemos o que esperar do ano.
    Minha opinião entretanto é que devemos “exigir” do comando do SPFC a conquista do Campeonato Paulista, pois ainda teremos Hernanes e Cueva, além de podermos dar prioridade ao torneio pois não jogaremos a Libertadores.
    O moral com que entraremos no Brasileiro dependerá muito do desempenho no primeiro trimestre. Manter o treinador pelo ano todo também deveria ser um compromisso de Raí e Ricardo Rocha para garantir estabilidade no ambiente.

  8. Sem contratações não vejo muito futuro para esse time!!!

    Paulo Pontes, o que aconteceu com a contratação do Equatoriano Ibarra que era rida como certa??

  9. Faz anos que passamos a ser apenas motivo de chakotas na praca,
    devido a democracia pseudo q se instalou por todos os lados.
    Quem foi modelo em tudo atraindo admiracao de adversarios
    e copias de administracao ,nao pode relaxar ao ponto de sermos ridicularizados.
    Vi quase tudo de conquistas no nosso SAMPA,
    jamais imaginava a partir de 1957 qdo conquistamos
    um titulo paulista em cima das travekas
    que chegariamos no apice superando o peixe do Pele’.
    Foram conquistas memoraveis e por isso nao admito
    em momento algum passar por vexames apos vexames
    por falta de competencia ou mesmo falta de amor ao clube
    que tem o nome do maior estado em potencial e cidade do Brasil e o honrou de maneira
    gloriosa, mesmo com alguns tropecos persistentes de agora.
    Faco votos que retomem os rumos do grande SAOPAULO
    e continuem conquitando titulos e nao amargando
    ingloriamente a busca de degraus inferiores.
    Somos gigantes mas com administracoes pifias
    seguramente iremos sim para baixo como estamos caminhando.
    Nao somos torcedores de segunda por maior que seja nossa paixao.
    SOMOS O TRIMUNDIAL COM MUITO ORGULHO E TRABALHO.
    Da lle SAMPA, minha paixao e amor, sempre.

  10. Para mim começamos 2018 muito mal, precisamos de novos jogadores de gabarito, que possam reverter quadro péssimo de 2017, colocando o clube no devido lugar que sempre ocupou
    É com jogadores, e não com ex ídolos que vamos mudar.m

    • Amigo a casa começa a ser arrumada na direção. Como você espera que os jogadores certos sejam contratados se você não tem uma pessoa competente escolhendo onde investir a grana. Você pode ter todo o orçamento do mundo, mas se não tiver um cara competente para gasta-lo não vai adiantar de nada. Veja o caso do Manchester United que torrou uma fortuna mas está vários pontos de distância do City no campeonato inglês. O Palmeiras também pra mim é um bom exemplo de elenco mal formado, se tivesse mais critério nas escolhas seria campeão de tudo aqui na América do Sul pela grana que tem, mas falta alguém melhor pra montar o elenco.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*