O São Paulo está respirando novos ares

Amigo são-paulino, leitor do  Tricolornaweb, é fato que o São Paulo está respirando novos ares. Desde a saída de Carlos Miguel Aidar, de nefasta passagem pelo clube, e a posse de Carlos Augusto de Barros e Silva, senti uma grande diferença em todos os aspectos. Andando pelo clube, quando antes respirávamos o ar da corrupção, hoje respiramos o ar da concórdia e da preocupação com o bem da instituição e dos sócios.

No futebol, não poderíamos estar vivendo melhor momento. Ainda que o trabalho de Edgardo Bauza não tenha gerado a concordância de todos – e eu sou um que tenho algumas restrições -, teve o mérito de unir os jogadores e fazer com que o elenco comprasse suas ideias e as assumisse em campo.

Pesam alguns outros fatores para esse crescimento do time: a saída de Ataíde Gil Guerreiro e entrada de Luiz Cunha, e a chegada de Pintado, um cara que tem o linguajar dos boleiros, foram fundamentais para esse crescimento. Não tive o prazer de conversar, ainda, com Luiz Cunha. Vou marcar uma entrevista com ele para o Tricolornaweb. Mas, à distância, vejo nele muita seriedade e transparência.

Transparência que tem sido a marca, ao menos até esse momento, de toda a diretoria. Aliás, algo que cobramos lá atrás: essa diretoria, mais do que ser honesta, precisaria mostrar ser honesta. Não vi, até agora, nada que pudesse macular a administração Leco e seus vices-presidentes Roberto Natel, José Francisco Manssur e Carlos Sadi. E notem: sou dos mais exigentes observadores e tenho ótimo trânsito na situação e na oposição, o que significa dizer que erros ou desvios não passariam despercebidos por mim.

O Conselho Deliberativo deu sua resposta aos são-paulinos, também, ao expulsar Carlos Miguel Aidar e Ataíde Gil Guerreiro. O presidente do Conselho, Marcelo Pupo, mostrou que tem total condição de presidir aquela casa.

Entretanto faltam algumas coisas que carecem de respostas: como estão as investigações sobre as comissões pedidas por Douglas Swhartzmann, que causaram o afastamento de algumas empresas e explicam a falta de patrocinadores em nossa camisa? Como está a apuração do caso Jack, que mais uma vez traz à tona Douglas Swhartzmann e todos que assinaram aquele malfadado contrato? Também cabe uma explicação do presidente Leco, por ter colocado Ataíde Gil Guerreiro em sua diretoria, mesmo após ele ter sido expulso do Conselho. Isso está gerando, por parte da oposição, um pedido de “moção de desconfiança”, que será apresentado na próxima reunião do Conselho.

Vivemos um grande momento no clube como um todo. Espero que as pessoas não cometam erros aí pela frente e fique claro:  o que ficou para trás tem que ser apurado, sob pena de, ao jogar para baixo do tapete, sermos jogados ao lugar comum, onde pessoas cometem delitos e seguem a vida impunemente. Isso castiga quem é honesto e morre de amor pelo clube.

7 comentários em “O São Paulo está respirando novos ares

  1. Paulo excelente trabalho, pois estávamos sofrendo com a deterioração do São Paulo desde 2009, quando o JJ perdeu a mão e começou afundar o clube, agora é o recomeço.
    Mas tem outro assunto que não absorvi muito bem, a comissão de 10% do novo patrocínio master, uma Instituição do tamanho do São Paulo precisa subcontratar uma empresa para angariar parceiros, pode até contratar mais vincular uma comissão dessa estatura é um despautério.
    Esse contrato precisa ser melhor explicitado, mostrando para onde estão indo estes 10%.
    No demais CMA e Ataíde tem que ser expulsos do quadro de sócios, e o Leco fazer acontecer esta mudança no Estatuto.

  2. um texto perfeito .

    parabéns paulo pontes

    punição a todos que fizeram mal a esse clube

    outra coisa paulo pontes sua medida fez mal educado vira educado de uma hora para outra ,impressiona-te isso viu kkkkkk ,veja como fica melhor o site sem palavrões

    nao esqueça de votar : #FICABETO OU #FORABETO para que eu possa voltar a comentar sobre futebol .

    pra sempre soberano

  3. Paulo Pontes, e a reunião da última terça-feira não teve nenhuma novidade?
    Nada de interessante aconteceu? Como está aquela situação do estatuto do São Paulo, que havia anulado tudo de 2006 pra cá se não me engano?!

    • Marcos, não houve nada de interessante, que merecesse grande divulgação, a reunião do Conselho. Foi só mais uma. A questão do estatuto, a decisão é o retorno a 2004. Ocorre que um acordo precisa acontecer, pois a simples anulação de tudo o que foi feito de lá para cá nos deixaria, por exemplo, sem elenco, pois nenhum jogador contratado teria seu contrato válido. É o momento da modernização do estatuto para que haja esse acordo. Estou acompanhando isso de perto e em breve trarei informações.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*