Mais denúncias aparecem. Conselho tem obrigação de apurar

Amigo são-paulino, leitor do Tricolornaweb, Carlos Miguel Aidar renunciou à presidência do São Paulo, mas as denúncias não param de chegar, o que obriga, mais do que nunca, o Conselho Deliberativo apurá-las e tornar as investigações e medidas a serem tomadas públicas, pois o sócio e o torcedor do São Paulo tem o direito de saber algo que não pode ficar restrito às quatro paredes do Conselho, no Morumbi.

Reebo cópia do tal contrato entre a Far East com o São Paulo, para pagamento da comissão de R$ 18 milhões pela negociação com a Under Armour. E vejo que o a cláusula 7 do documento diz:

A  FAR EAST poderá ceder os direitos creditórios a terceiros, mediante simples comunicação ao SPFC, mas deverá permanecer integralmente responsável por suas obrigações contratuais.

O que significa isso? A quem a Far East poderá ceder os direitos creditórios? À empresa da Cinira Maturana? À da Mariana Aidar? Enfim, a qual empresa ela cederia direitos de crédito da ordem de R$ 18 milhões? Será que o tal Jack existe mesmo?

Também recebi a informação que a empresa de Assessoria de Imprensa do jornalista Marco Antonio Sabino, contratada desde os tempos de campanha de Aidar e que seguiu como responsável pela “marca São Paulo”, teve seu contrato reajustado recentemente de R$ 35 mil para R$ 85 mil mensais. Pedi a conselheiros que solicitassem cópia deste contrato para apurarmos a razão deste reajuste. Aliás, deveria ser questionada a presença desta empresa em meio a tantos cortes de despesas pela crise financeira. Afinal, o São Paulo já possui um departamento de comunicação que conta com assessoria de imprensa própria para os esportes amadores e para o futebol profissional, dotada de profissionais de alta capacidade e integridade ética e moral.

Agora vejo no blog do jornalista Jorge Nicola que empresários se negaram a fechar acordo com o São Paulo pelas cobranças de comissões. Diz o texto:

-Sem patrocinador máster desde julho do ano passado, o São Paulo esteve muito perto de assinar contrato com duas empresas diferentes nas últimas semanas: LG e Huawei. Até os valores já haviam sido definidos: R$ 18 milhões por temporada. “Mas uma pessoa do São Paulo exigiu uma comissão muito alta, fora da realidade, e o clube perdeu os dois negócios”, assegura uma das partes envolvidas nas tratativas, que não quis confirmar o intermediário.

Será difícil saber quem é este intermediário? Os próprios dirigentes do São Paulo me disseram  que nos últimos meses empresas que tentaram negociar contratos de parceria com o clube pediram, em determinados momentos das negociações, que o ex-vice-presidente de marketing Douglas Schwartzmann e o ex-presidente Carlos Miguel Aidar não se envolvessem nas conversas. E o próprio Carlos Miguel Aidar disse, na gravação em posse de Ataíde Gil Guerreiro, que Douglas Schwartzmann perdeu medo do perigo. Então, repito a pergunta: será difícil saber quem é este intermediário?

Enquanto isso o São Paulo tem situação pré-falimentar, tal o tamanho de suas dívidas, e fica alegando “crise econômica brasileira” como responsável por não conseguir um patrocinador à altura. Mas quem iria colocar dinheiro no clube, tendo que pagar comissão? Também fui informado que uma empresa que coloca sua marca em 35 equipes do futebol brasileiro tentou colocar também na camisa do São Paulo. Mas Douglas Schwartzmann teria pedido aos negociadores uma comissão, o que fez com que os empresários se retirassem da sala e se negassem a qualquer acordo futuro com o São Paulo.  Mais uma vez dou valor ao que disse Carlos Miguel Aidar sobre seu vice-presidente de Marketing. Vejam a que ponto cheguei: concordando com Aidar.

Sei que a oposição já protocolou pedindo de apuração de tudo, como a tal gravação que term que ser ouvida, exposta e tornada pública. Mas o que relatei acima são apenas mais alguns elementos que coloco às claras para reafirmar que tudo tem que ser investigado, os responsáveis por esses prejuízos punidos, com devolução do que foi retirado do clube, expulsão do quadro associativo e ação criminal contra todos para, se possível, serem presos. Em nome da integridade do São Paulo FC. O Tricolornaweb não vai sossegar enquanto isso não for feito. Entendeu, sr. Leco?

16 comentários em “Mais denúncias aparecem. Conselho tem obrigação de apurar

  1. Atenção a todos .

    Paulo pontes e todos os torcedores do soberano a mídia nojenta vai quere rebaixa o soberano com esse caso do garoto não vamos deixa isso acontecer e podem se prepara que vem pancada por ai . Fica esperto Paulo pontes para defender o soberano como jornalista .

    Abraços a todos os soberanos

  2. Qual sãopaulino iria imaginar o quanto o s.paulo estava sendo roubado mal administrado por pessoa tão inescruplosa ( Aidar ) O Juvenal, arrogante , prepotente semeou o ódio e saiu,mais o pior é o Aidar que foi criminoso interesseiro egoista e nãopensou no spfc…….Que o Aidar seja logo julgado e condenado, este safado e que o s.paulo volte a ser o time respeitado e exemplar de antes.

  3. Paulo Pontes, Parabéns!
    Enquanto o senhor lutar por isso, terá em mim um leitor assíduo e divulgador do Tricolornaweb. É o mínimo que posso fazer.
    Se comprovadas essas acusações, as pessoas envolvidas precisam ser penosamente crucificadas em público pela justiça. Isso servirá de exemplo!
    Não podemos perder a capacidade de indignação.
    Quantos bons jogadores deixamos de contratar para reforçar o time, quantos patrocínios deixamos de fechar, quantos compromissos financeiros deixamos de cumprir, devido a esses desvios de dinheiro. Sem falar na imagem negativa que fica no SPFC.
    E agora temos que ficar escutando os comentaristas “virtuosos” dizendo em tom irônico e com muita satisfação: “O São Paulo, que era um clube diferenciado, caiu na vala comum…”

  4. Mas o que está acontecendo com o SPFC que já foi modelo de administração, será que aprenderam essa esperteza com o PT, é muita semelhança, só querem lucro para si e para o grupo, que pena, o SPFC e o Brasil estãos sendo dilapidados pela malandragem.

  5. Gente! olho para a administração do país, depois olho para a administração do São Paulo FC, não vejo diferença nenhuma, só tem ladrões.
    Sera que esse pessoal frequentou a mesma faculdade dos petralhas.
    OBS: JJ e Lula são amigos.

  6. Quando o Aidar começou as brigas com os patrocinadores anteriores, levantando dúvidas sobre suas capacidades de continuarem arcando com os patrocínios, etc e tal, escrevi em um comentário que se eu tivesse uma empresa com capacidade para um patrocínio master, mesmo sendo são-paulino fanático, jamais o faria no SPaulo com a diretoria atual (naquele momento). Agora ficou claro o que eu já tinha entendido na época: os vencimentos antecipados de patrocínios tinham por objetivo não a melhora deles e, sim, a oportunidade de “gordas comissões” para a bandidagem dividirem. Só não aconteceu porque denunciaram o caso do chines e outras empresas não admitiram pagar propinas para estamparem suas marcas na camisa do SP. Na apuração dos fatos, esse prejuízo causado por não terem fechado com nenhum patrocinador, deverá ser cobrado dos (i)responsáveis de plantão…

  7. Desses 2 grupos abaixo, em quem vocês confiam mais?

    De 1º grupo: Mesquita Pimenta, De Rey, Paulo Amaral

    Do 2º grupo: Pixuleco, JJ, Natel, Ataíde, Manssur e MAC

  8. Paulo, acredito que vc nao vai se lembrar, mas quando vc publicou a notícia da comissão da Far East, eu comentei que, se aquele era o procedimento “padrão” pra negociações, talvez fosse o motivo por estarmos a tanto tempo sem uma empresa fazendo o patrocínio master. Era só uma suposição, mas era baseada no Modus Operandi que estava sendo demonstrado.
    Bando de canalhas e marginais!!
    Quanto o SPFC perdeu com isso ?? Com 18 milhões a mais no caixa não haveria tanto atraso nos salários, tantas vendas de jogadores.
    Apesar que esses caras iriam vender de qq jeito, quanto mais negócios, mais comissões…
    Agora, sobre a cláusula de cessão de direitos creditorios. A cláusula em sí é toralmente normal, esta presente em vários tipos de contratos que envolvam um valor a receber no futuro. O que antigamente era o desconto de duplicata hoje evoluiu pra um mercado muito mais complexo, com vários mecanismos (FDICs por exemplo) pra que as empresas tenham crédito ao mesmo tempo que o bancos tenham uma boa garantia em contrapartida, o que significa taxas menores. Mas por outro lado, é claro que uma cláusula dessas, na mão de gente mal intencionada, pode significar coisas bem diferentes do que uma simples operação de crédito.
    Abraço!

  9. Safados, por isso não conseguia patrocínio, estava na nossa cara e não sabíamos.
    Bem que alguns disseram na época e muito gente relutou em acreditar que o motivo da falta de patrocínio era por pilantragem.

    Cadeia pra esses canalhas!

    Sr. Leco, vamos ver qual vai ser sua postura, já está demorando para tomar providências, o Abílio ofereceu pagar a auditoria, deveria ir correndo atrás disso!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*


Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.