A eliminação nos pênaltis coroou a injustiça do futebol

Amigo são-paulino, leitor do Tricolornaweb, toda eliminação traz tristeza e rancor. Acaba encobrindo todo o trabalho que foi feito. Às vezes escancara os erros que foram maquiados. Em outras taxam com o carimbo da injustiça o resultado. E nesta quarta-feira, no Morumbi, prevaleceu a segunda opção.

Vamos voltar à Colômbia. Lá, por mais que não tenhamos feito uma grande partida, fomos derrotados por uma falha da arbitragem, que inverteu a cobrança do lateral, que originou o gol e que, além de tudo, só aconteceu por uma outra falha: a de Édson Silva, e até um titubeio de  Rogério Ceni. Não fossem esses detalhes e, talvez, teríamos saído com o empate de lá.

Passamos ao jogo do Morumbi. Reconheço que o primeiro tempo do time não convenceu. O campo estava muito pesado, pois choveu muito desde  final da tarde. E o estilo de jogo do São Paulo é o de toque de bola, impossível com o estado que o gramado apresentava.

A entrada de Michel Bastos no meio não deu certo. Não quer Muricy tenha errado, mas Michel não estava numa boa noite e errou demais. Álvaro Pereira, por sua vez, estava errando todos os passes, chegando mesmo a irritar a torcida.

A conversa no vestiário foi boa, porque o time voltou voando. Partiu para cima e logo conquistou o gol, com tempo de sobra para chegar ao segundo. E começou um verdadeiro massacre sobre o Atlético Nacional. Foram duas bolas na trave, dois gols perdidos por Michel Bastos, uma boa oportunidade desperdiçada por Luis Fabiano, e muita pressão.

Muricy colocou Alan Kardec no lugar de Kaká, e também não surtiu o resultado esperado. Aí entrou Osvaldo no lugar de Álvaro Pereira. Foi correria para cima da defesa colombiana, mas apenas uma boa chance criada.

Aos poucos  o time foi cansando, como vem ocorrendo nos últimos jogos, e a pressão diminuiu. Os colombianos fizeram cera à vontade, não sendo punidos pela arbitragem, e levaram a partida para os pênaltis. Então veio a punição e estamos eliminados da Copa Sul-Americana, numa verdadeira injustiça.

Talvez se Muricy tivesse colocado Pato ao invés de Kardec; ou se Rogério abrisse a série; ou se…Ficamos no”se”, mas quem treina o time é Muricy e é ele quem sabe o estado físico de cada jogador.

Ainda não é o momento de eu me estender sobre 2015, mas mantendo esse grupo – com exceção de Kaká que vai, mesmo, embora -, e mais dois ou três reforços, teremos imensa chance na Libertadores.

13 comentários em “A eliminação nos pênaltis coroou a injustiça do futebol

  1. Quanta besteira junta!
    Concordo com os colegas que formamos uma base.
    Agora é trabalhar com seriedade para re-erguer o SP financeiramente e principalmente em relação a preparação do Time.
    Precisamos preparar melhor fisicamente…. e acertar nas contratações já no inicio do ano.
    No mais é isso.

  2. MURICY RAMALHO. ETERNO REI DO MORRE-MORRE!

    JÁ SÃO 14 ELIMINAÇÕES NESSE TIPO DE CAMPEONATO, A MAIORIA PARA TIMES INFERIORES AO QUE ELE “TREINA”.

    O ÍDOLO DAS MURICETES, QUE ESTÃO CAGANDO PARA O SPFC, SE ESCORA EM MEDALHÕES, PORQUE NÃO TEM COMPETÊNCIA NENHUMA PARA MONTAR UM ESQUEMA TÁTICO DECENTE.

    NA LIBERTADORES DE 2015, SE ELE CONTINUAR, SEREMOS MEROS PARTICIPANTES, SEM CHANCES DE TÍTULO COM ESSE TREINEIRO ENGANADOR!

    FORA BURRICY, E LEVA SUAS MURICETES JUNTO!

      • Não é construtivo mesmo, é apenas a realidade, dura realidade desse técnico MEDIOCRE que alguns pseudos-torcedores idolatram por causa de um tricampeonato de pontos corridos, a 6 anos.

        • Me ensina aí então ô BONZÃO, como deixar de ser um “pseudo-torcedor” e ser um “true tricolor” como você.
          É só entrar em algum site, digitar tudo em caixa alta, xingar da forma mais óbvia e rasa possível e ofender todo mundo que não concorda comigo?

          Cada coitado que aparece por aqui, meu deus.

  3. Um time sem tesa’o, sem compromisso e vontade com seu treinador e
    torcedores que lotaram o Morumbi, mesmo alagado numa noite impropria.
    Desrespeito total e moral para com seu torcedor, no primeiro tempo.
    No segundo, com certeza devem ter levado uma bronca histerica do Murici,
    voltaram e empataram os 180 minutos, ai’ o que se viu foi um festival de
    gols perdidos infantilmente e mais desrespeito, pois tiraram o pe’
    de novo quando poderiam terem resolvido a parada num facil em que
    simplesmente se omitiram. Novamente o medalha’o de planta’o, o tal
    dos gols inuteis, foi aquilo que se sabe, artilheiro e’ aquele que foi nosso um
    dia e que busca o gol, e quando acha decide como ontem, esse e’ um gol
    que atleticano nenhum esquecera’ jamais, viu ze’ pipokkka, o artilheiro que
    e’ reverenciado mas literalmente afunda o time com seus xiliques e posicionamentos em impedimentos.
    Agora como tudo isso e’ mesmo um torneio que um colega chama de
    mequetrefe, eu digo em alto e bom som, mequetrefe e’ mesmo nosso time
    que deu a vaga para os colombianos decidirem contra os argentinos,
    talvez nossos pipokkkeros tenham fugido desse encontro porque ai’ sim
    o pau vai comer pra ver quem leva esse torneio mequetrefe, ele gostam dele
    mesmo sendo mequetrefe, nos do lado de ca somos mesmo metidos a levar de
    SETE e achar que os argentinos e’ que falharam na finalissima.
    Agora CENI, por favor se aposente ja’, voce na’o merece tamanha mediocridade,
    so’ na’o escolha seu futuro como trenero, va ser empresario ou mesmo kartola,
    e’ mais facil do que tentar ensinar quem na’o quer aprender, tipo osvaldo.
    ??? Injustica em penais, e’ o desleixo e o descompromisso de quem chuta,
    na’o e mesmo ???? Quem vai bater esta’ com cano e a bala na cabeca do
    adversario, tem que puchar o gatilho sem do’, e’ o ultimo instante, o derradeiro.
    Time de frouxos, na’o de guerreiros, temos que mudar a mentalidade,
    esta e’ a mesma de kotia, ainda.
    Mais um mata mata que foi pro espaco, na’o na conta do trenero, a meu ver,
    mas de todos esses pipokkkero, comandados pelo 9 em kampo.

    • Loreno, sempre leio seus comentários e os respeito, como esse acima, mas acho que você precisa mudar suas premissas. Futebol é um crescente. Nesse ano conquistamos um Time com “t” maiúsculo. Claro que é sempre bom vencer. Perdemos … mas temos um time que nos dá orgulho. Temos que ser menos imediatistas como torcedores, mais apoiadores e querer que nosso time cresça em qualidade, que é exatamente o que vimos nesse ano. Em 2015, tentaremos ter um plantel maior, com mais jogadores de qualidade, para que se dividam bem nas competições e, assim, termos algum resultado melhor. Vamos ter fé e apoiar.

        • É isso aí Diego fácil torcer na vitória né?quero ver apoiar na derrota…mas nisso a torcida do sp tem correspondido. Ontem, o torcedor aplaudiu o time após a eliminação, achei legal. Considerando o ano passado, 2014 foi bom, mas isso é tão pouco pro tricolor….enfim, tomara que em 2015 acabe essa sina e nossa torcida, após comparecer em massa, não vá pra casa triste após ver o time ser desclassificado e o adversário comemorando, em pleno morumbi.

          • Penais e’ competencia sim, se na’o tiver na’o se meta amarelando,
            vi meu time perder a Libertadores pro Velez,
            e os karas foram crueis demais con nosotros,
            era cada pancada que doia na alma e o estadio todo gritando Zeti,
            palhinha na’o esquecerei jamais voce por mais que tenha feito
            na’o se esquece a perda de um titulo
            e tambem na’o se esquece um jogador tipo RAI, MINEIRO,
            MULLER, que decidiram titulos a favor na’o contra,
            kardec, toloy, va’o te katar. ahhh tambem o ze’ pipokkka e osvaldo
            ja deu.

            • E lembro ainda de Macedo, na’o fez gol de titulo nenhum mas
              arrumou o penal na primeira Libertadores contra Newold que
              Rai converteu, esses sa’o meus idolos goleadores, alem de
              Xulapa, tem mais.

      • Amigo, o time do brasileiro fez um o’timo segundo turno, coisa
        que na’o aconteceu no primeiro, ainda com pegada da era jj e kotia.
        E, finalizaremos o segundo com o objetivo alcancado, Libertadores,
        ai’, a pegada e’ diferente temos que contratar uma tal de busca intensa
        durante todo o jogo, o que faltou no jogo de ontem, com ou sem
        a interferencia do Murici, que e’ mesmo um dos melhores e apaixonado
        por esse time como todos no’s, pelo menos a maioria, pois toda regra
        tem excecoes.

    • Quem viu os dois jogos do classico das Americas,
      sabe porque chamei de pipokkkeros,
      nesses dois jogos o jogo na’o foi pra pipokkkero,
      foi alma, coracao, brio que dificilmente vemos por aqui.
      Tecnica muito pouco mas intensidade de aplaudir de pe’
      mesmo quem perdeu. Enfim, somos mesmo assim,
      nada vai mudar, o MESTRE se foi, e ainda assim as vezes
      era chamado de pe’ frio por essa imprensa maldita e mentirosa.
      toloi, vai com foco vai, mas nunca mais bata penal na vida, nem de brincadera.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*


Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.