Willian José: para mim, a escolha certa

Amigo são-paulino, leitor do Tricolor na Web, Ney franco definiu pela manutenção do esquema e a escalação de Willian José para a vaga de Luis Fabiano, na final da Copa Sul-Americana nesta quarta-feira, no Morumbi, contra o Tigre da Argentina.

Para mim a escolha foi certa. Não gosto de Willian José. Acho que é, como muitos chamam, um cone. Mas é preferível ter um homem referência, como manda o esquema tático de Ney franco, do que outro jogador que não ocupa aquela vaga no meio para prender dois zagueiros.

As outras opções seriam Cícero, Ademilson e Ganso. Cícero é esforçado, joga em todas as posições, é mais técnico que Willian José, mas não tem o faro de um centro-avante. Ademilson joga pelos lados. Além do mais tem demonstrado muita imaturidade nos jogos que tem entrado. E Paulo Henrique Ganso seria outro meia, mas com sua entrada Lucas e Osvaldo teriam que se revezar pelo meio. Sabendo-se que o time argentino jogará completamente fechado, como fez em Buenos Aires, não podemos nos dar ao luxo de deixar um dos lados do campo sem um jogador. Acredito que esse jogo será ganho pelas laterais.

Outro dado positivo para Willian José, como disse Ney Franco, é que ele está com muita vontade de jogar. Falou a todos os cantos que é a partida mais importante da sua vida e que quer marcar um gol, de preferência o do título, para se despedir de cabeça erguida do São Paulo.

Por tudo isso, apesar de reconhecer a incomparável distância entre Luis Fabiano e Willian José, acho que sua entrada pode ser uma solução muito mais simples e funcional que qualquer outro jogador.

2 comentários em “Willian José: para mim, a escolha certa

  1. Paulo, concordo com as suas considerações. O Tigre deve atuar fechadinho, todo encolhido e na tentativa de especular uma jogada aérea para nos surpreender. Sendo assim, necessitaremos mesmo é de atacantes…e de alguma sorte para conseguir furar a retranca…

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*