Volpi se diz adaptado ao São Paulo e não vê baixas como problema

O São Paulo terá ausências importantes para o duelo desta quarta-feira, contra o Bahia, pelo jogo de ida das oitavas de final da Copa do Brasil, às 21h30, no Morumbi. Embora jogadores como Liziero, Arboleda e Pablo não possam reforçar o time, o goleiro Tiago Volpi acredita que o Tricolor não vai ser prejudicado por isso.

O jogo entre São Paulo e Bahia terá transmissão ao vivo da TV Globo para todo o Brasil, menos para o estado do Rio Grande do Sul, com narração de Cléber Machado e comentários de Casagrande. O SporTV exibe para todo o Brasil com Milton Leite, Ricardinho e Wagner Vilaron. O GloboEsporte.com acompanha o jogo em tempo real (com vídeos) e faz “lives” antes do jogo (das 20h30 às 21h) e depois do jogo, com análises dos comentaristas e entrevistas de treinadores e jogadores de São Paulo e Bahia.

– O Cuca desde que assumiu como treinador tem dado um papel muito importante para todos. A gente tem feito muitos trabalhos, onde durante a semana se mescla, buscando esse entrosamento com todos, para que quando aconteça alguma lesão, alguma suspensão, o jogador que entra na equipe entra sabendo o que tem de fazer, entra entrosado com o companheiro – afirmou Tiago Volpi.

– Como jogador, eu não posso dar uma desculpa, claro que a gente queria que tivesse todo mundo, ninguém machucado, mas aquele jogador que entra, entra bem, porque o grupo está bem entrosado – completou.

Devido ao desgaste de alguns atletas, Cuca pode promover algumas mudanças na equipe que vai a campo. Antony, Reinaldo e Hudson fizeram um treino leve na última terça-feira, separado dos demais jogadores e podem ser poupados. Hernanes teve um incômodo na coxa no último domingo e também pode se opção.

Um provável time para o confronto é: Tiago Volpi; Igor Vinicius, Bruno Alves, Walce (Anderson Martins) e Léo; Luan, Tchê Tchê e Igor Gomes (Hudson) ; Everton, Pato e Toró.

São Paulo e Bahia se enfrentaram no último domingo, pelo Campeonato Brasileiro. A partida terminou empatada em 0 a 0, e mesmo que os times tenham um período curto de um confronto para o outro, Volpi vê características diferentes entre as competições que podem fazer diferença.

– Muda um pouco pelo panorama do jogo. Por exemplo, no Brasileiro talvez o Bahia vem para jogar e a gente fazendo um gol, 1 a 0, eles são obrigados a vir para cima, buscar o empate, porque eles precisam do resultado. Talvez em um jogo de Copa do Brasil tem um panorama na cabeça deles que uma derrota de 1 a 0 possam pensar em reverter lá (na Bahia), e talvez a equipe não abra mesmo tomando um gol – opinou o goleiro.

Tiago Volpi chegou ao São Paulo no início desta temporada para suprir a carência de um goleiro que se firmasse na meta Tricolor. Após um bom Paulistão, classificando o clube às finais na disputa por pênaltis, e atuações seguras no Brasileirão, ele comemora.

– Cada dia que passa me sinto melhor, adaptado ao clube, às pessoas, tenho uma confiança muito grande de todos dentro do clube, então isso ajuda dentro de campo para que as coisas aconteçam de uma forma boa. Espero a cada dia seguir evoluindo e ajudar da melhor forma. É um começo de trabalho ainda, temos quatro meses, e o que a gente espera é que com o decorrer do tempo a evolução venha acontecendo como já está acontecendo – afirmou Volpi.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*


Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.