Vexames do passado fazem SP redobrar atenção para jogo da Copa do Brasil

A princípio, a missão do São Paulo nesta quarta-feira (8) pode parecer simples na abertura da terceira fase da Copa do Brasil. Afinal, às 19h30, no Morumbi, o Tricolor, dono do melhor ataque entre os times da Série A do Brasileiro nesta temporada, enfrenta o ABC de Natal, que no último fim de semana perdeu o primeiro turno do Potiguar para o Globo. Mas se engana quem pensar que, por conta da tradição e do bom momento da equipe com o técnico Rogério Ceni, o time da capital paulista vai entrar em uma zona de conforto.

Uma maneira até de o Tricolor ligar o sinal de alerta é observar os exemplos do passado. Nos últimos anos, a equipe foi surpreendida por zebras na competição nacional. Em 2014, o Bragantino, que brigava para não ser rebaixado para a Série C, eliminou o Tricolor de Muricy Ramalho em pleno Morumbi.

Em 2015, o time perdeu também em casa para o time reserva do Ceará, que era lanterna da Série B, por 2 a 1. Já no ano passado, a equipe foi eliminada nas oitavas de final da competição pelo Juventude, que disputava a Série C do Brasileirão.

“O Rogério passa os vídeos do adversário para a gente. A cada jogo, a gente estuda o rival para que a gente possa surpreender. Acredito que o favoritismo logicamente é do São Paulo, pela história. Mas a equipe é ciente de que temos de respeitar cada adversário, independentemente de o time ser grande ou pequeno. Ano passado e em outros fomos surpreendidos dentro do Morumbi. É trabalhar para não acontecer”, disse o lateral direito Bruno.

A possibilidade de conquistar o título inédito da Copa do Brasil também motiva o time, que espera contar com o apoio da torcida nesta quarta-feira, no Morumbi. O segundo duelo do mata-mata será na próxima semana, em Natal.

“Tomara que a torcida compareça, nos dê apoio, dite o ritmo do jogo. Porque ano passado, perdemos para o Juventude, em uma noite fria, com pouca torcida”, lembrou-se Lugano, que destaca a importância de se corrigir os erros do sistema defensivo do time, que sofreu 16 gols em nove partidas oficiais neste ano.

“A defesa tem de se comportar como na Libertadores, com muita confiança em cada bola. Às vezes, essa mentalidade pode ser mais forte do que o excesso de confiança. Meus companheiros não concordam muito. Mas pode ficar mais feia, mas em um campeonato longo, pode ser melhor”, completou Lugano.

Na zaga, o técnico Rogério Ceni não vai contar com o Maicon, que se recupera de entorse no tornozelo esquerdo. Porém, Rodrigo Caio, que saiu mais cedo do treino de segunda-feira com dores no joelho esquerdo, está liberado pelo departamento médico e vai disputar a partida.

FICHA TÉCNICA

SÃO PAULO X ABC

Campeonato: Copa do Brasil, terceira fase
Data: 8/3/2017
Horário: 19h30
Local: Morumbi, em São Paulo
Árbitro: Braulio da Silva Machado (SC)
Auxiliares: Nadine Schramm Camara Bastos (SC) e Henrique Neu Ribeiro (SC)

São Paulo: Sidão; Buffarini (Bruno), Rodrigo Caio, Lugano (Douglas) e Júnior Tavares; João Schmidt (Jucilei), Cícero e Thiago Mendes; Cueva, Luiz Araújo e Lucas Pratto. Técnico: Rogério Ceni.
ABC: Edson; Levy, Oswaldo, Cleiton e Romano; Márcio Passos, Felipe Guedes, Jardel, Gegê e Erivélton; Nando (Caio Mancha). Técnico: Geninho.
Fonte: Uol

2 comentários em “Vexames do passado fazem SP redobrar atenção para jogo da Copa do Brasil

  1. para as mulheres que frequentam aqui o tricolor na web um feliz dia das mulheres para vocês.

    placar do jogo : soberano 1×2 ABC

    quem nao gosta de corrupção diz nao ruas #foratemer #foratemer

    gigante soberano

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*