Uruguai fica distante e São Paulo já conta com Aguirre para 2019

Passados cinco meses de sua contratação, o técnico Diego Aguirre tornou-se praticamente unanimidade no São Paulo. Depois de 31 jogos no comando do clube, levou o Tricolor à liderança do Campeonato Brasileiro e devolveu a confiança aos torcedores. Estes dois fatores, aliados à crise política pela qual passa a AUF (Associação Uruguaia de Futebol), deixam a diretoria são-paulina confiante em renovar o contrato do comandante para a próxima temporada.

Apresentado em março como treinador da equipe do Morumbi, Aguirre teve seu nome atrelado ao comando da seleção uruguaia desde antes sua chegada ao São Paulo. De fato, o técnico era um dos favoritos para ocupar a cadeira de Óscar Tabárez, mas o momento conturbado da AUF atrapalhou uma provável negociação.

Atualmente, a entidade que adminstra o futebol uruguaio lida com uma intervenção da Fifa para convocar novas eleições. Por lá, jogadores, dirigentes e torcedores reivindicam mudanças estruturais futebol local, como a existência de mais competições para as mulheres, melhorias nas categorias de base e representatividade dos atletas nas decisões tomadas pela AUF.

Embora Aguirre não esconda seu desejo de treinar a Celeste no futuro, o comandante vive um de seus melhores momentos da carreira no São Paulo e tem uma possibilidade altíssima de disputar a Copa Libertadores no ano que vem. Ciente disto, o clube prepara uma generosa oferta de renovação (o atual contrato do ténico vai até o fim deste ano) para o treinador.

Nas duas últimas semanas, tanto Raí – diretor de futebol e uma das pessoas mais próximas ao uruguaio -, como o presidente Leco, responsável pelas decisões no clube, externaram seu desejo de manter Aguirre para a temporada de 2019. Ainda não há nada acordado, mas o São Paulo conta com o uruguaio em seu planejamento do ano que vem.

 

Fonte: Lance

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*