União, aprimoramento físico e paz: o que Cuca busca para o São Paulo

Treinos fechados, poucas entrevistas e quase nenhuma informação sobre o time que deve entrar em campo no clássico contra o Palmeiras, no Morumbi, dia 13 de julho, às 19h, pelo Brasileirão. Assim está o São Paulo durante a parada para Copa América.

A delegação foi para Cotia, no CT das categorias de base, e está em regime de concentração. Nenhuma das atividades será aberta à imprensa, inclusive o jogo-treino contra o São Bento, na próxima sexta-feira.

O refúgio na região metropolitana da capital paulista foi um consenso entre diretoria e comissão técnica para que o elenco pudesse trabalhar três pontos fundamentais: aumentar a união do grupo, deixar o elenco 100% fisicamente e ter paz em meio à série de sete partidas sem vencer.

– A gente vai poder cobrar isso trabalhando concentrado nessas duas semanas. O São Paulo é uma ou quem sabe a única equipe que vai ficar em regime praticamente de concentração, exceção a um ou outro dia. Para mim, três semanas são suficientes tecnicamente para melhorar muito o nosso time, para no segundo semestre, sim, ser aquilo que esperamos – afirmou Cuca em sua última entrevista coletiva, após o empate por 1 a 1 com o Atlético-MG.

São Paulo se reapresenta no CT de Cotia — Foto: Rubens Chiri / saopaulofc.net

São Paulo se reapresenta no CT de Cotia — Foto: Rubens Chiri / saopaulofc.net

União do grupo

No entendimento do goleiro Tiago Volpi, a união do grupo será um dos pilares desse tempo de treinos que o clube vai ter.

– A nossa ideia é nos blindar, nos fechar nesse período de treinamentos para estar cada dia mais juntos, mais familiarizados – disse o jogador.

O próprio Volpi protagonizou uma cena descontraída com seu companheiro de posição, Jean. Os dois disputaram uma partida de tênis de mesa e, ao perder sem pontuar, Volpi teve de passar por baixo da mesa e recebeu zoações nas redes sociais.

Na última terça-feira, Luan postou uma foto em sua página no Instagram e foi saudado pelos companheiros de equipe.

Aprimoramento físico

O São Paulo sofreu com seguidas lesões dos jogadores no primeiro semestre. Muitos deles tiveram problemas médicos e desfalcaram a equipe, atrapalhando o planejamento de Cuca.

A fim de mudar esse panorama, os treinamentos estão mais intensos, como os próprios jogadores disseram à TV do clube, na última terça-feira.

– A gente até estava comentando ali que foi um dos treinos mais fortes que a gente fez no ano – afirmou Bruno Alves.

– Foi o (treino) mais intenso. Tudo exigiu. Às vezes, tinha que dar tiros mais longos, às vezes mais curtos, atingir um certo limite de velocidade. Teve finalização envolvida, de tudo um pouco, e vai ser bom para a gente melhorar o que tiver que melhorar – complementou Tchê Tchê.

Bruno Alves durante treino do São Paulo — Foto: Divulgação

Bruno Alves durante treino do São Paulo — Foto: Divulgação

Paz

O CT de Cotia fica em uma área totalmente reservada em meio a muita área verde, além de ter toda infraestrutura de grandes centros de treinamento. O local é o mais adequado possível para que Cuca e a comissão técnica consigam resgatar a tranquilidade perdida após eliminações precoces na Copa do Brasil e Libertadores.

O local abriga os jogadores das categorias de base do São Paulo, e também houve um consenso para que essa intertemporada no CT tivesse essa aproximação entre os garotos e profissionais. Nas redes sociais, os jogadores divulgam diariamente foto com os jovens atletas do Tricolor.

Fonte: Globo Esporte

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*


Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.