Tricolor recebe ofício da CBF dizendo que San-São será na Vila; Peixe nega

O clássico entre Santos e São Paulo, válido pela 36ª rodada do Campeonato Brasileiro, no dia 23 deste mês, segue sem local definido. Nesta quarta-feira, o vice de futebol do Tricolor, Ataíde Guerreiro, disse que o clube recebeu um ofício da CBF afirmando que a partida será disputada na Vila Belmiro. Ao consultar o Peixe, porém, o time do Morumbi ouviu dos santistas de que a partida será disputada na Arena Pantanal, em Cuiabá.

Os santistas venderam o mando da partida por R$ 1 milhão para uma empresa que organizaria a partida na capital mato-grossense. Por isso, o Alvinegro pediu à Confederação Brasileira de Futebol a alteração, mas ainda não teve resposta. No site da CBF, o jogo está marcado para a Vila Belmiro. O diretor de competições da entidade, Virgílio Elísio, não atendeu às ligações da reportagem.

– Recebemos ontem (terça-feira) um ofício da CBF dizendo que o jogo seria na Vila (Belmiro). Hoje (quarta), o Gustavo (Vieira, gerente de futebol do São Paulo) entrou em contato com a diretoria do Santos, que falou que a partida será em Cuiabá. Eu não sei dizer onde será a partida. Segundo a lei (risos), amanhã tem que definir. Tudo isso é profundamente lamentável – disse Guerreiro ao GloboEsporte.com.

Mesmo sem a confirmação, o Santos utilizou o valor que recebeu da empresa para quitar os salários dos jogadores do mês de setembro, que ficaram atrasados durante boa parte de outubro. Se o jogo voltar para a Vila, o clube terá de devolver o montante, mas ainda não sabe como o fará, já que vive crise financeira.

Na última terça-feira, o gerente de futebol do Santos, Zinho, afirmou que a demora para definir o local da partida se deve pelas condições do gramado da Arena Pantanal. Segundo o dirigente, o Corinthians teria tido problemas para receber parte da renda da partida contra o Vitória – mas a empresa que comprou o duelo era outra.

– A informação que tenho é que o Corinthians não ter recebido parte da cota. Além disso, o estádio teria problemas internos, de acomodação, e do gramado, que não estaria em condições. Quando jogamos lá, no primeiro turno (contra o Atlético-MG), estava bom, sim. Todas as garantias que o Santos pediu foram dadas, não há problema nenhum. Os organizadores cumpriram com tudo – disse Zinho, em entrevista coletiva.

Fonte: Globo Esporte

Um comentário em “Tricolor recebe ofício da CBF dizendo que San-São será na Vila; Peixe nega

  1. A CBF é um antro de vadios. É um cabide de empregos pior que qualquer repartição pública. A única forma de se livrar desses desmandos é a criação de um Liga…mas a cabecinha dos dirigentes está voltada mais nos rapapés para agradar a Rede Globo, que é quem manda verdadeiramente no futebol!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*