Tricolor pega ameaçado Botafogo em luta contra crise e por classificação

O São Paulo terá outra prova de fogo para o cambaleante processo de reestruturação do clube nessa quarta-feira, quando receberá o ameaçado Botafogo-SP às 21h45 (de Brasília), no estádio do Pacaembu, em duelo válido pela 11ª rodada do Campeonato Paulista. O Tricolor, pressionado pelos cinco jogos seguidos sem vitória e mergulhado em uma nova crise nos bastidores, não esconde a obrigatoriedade em conquistar os três pontos. É um consenso entre os jogadores que mais um resultado negativo tornará insustentável a relação com as arquibancadas.

Por mais que conte com total respaldo da diretoria para seguir no cargo, o técnico Edgardo Bauza vê a estabilidade que tem para trabalhar cada vez mais ameaçada. Turbulências na diretoria tiraram Ataíde Gil Guerreiro da vice-presidência de futebol e o transferiram para as relações institucionais. O departamento de futebol, que também teve a saída do diretor Rubens Moreno, agora está sob a chefia de Luiz Cunha.

“O futebol é resultado. Toda a contratação de um profissional leva em conta o tempo. E o Bauza está nesse tempo. Terá todo o meu apoio para maturar o trabalho e trazer resultados”, avisou Cunha, em sua apresentação. O Patón, que após o empate por 1 a 1 com o Ituano, no último domingo, se considerou um “otimista por natureza”, afirmou que enxerga o São Paulo na final do Paulistão e na próxima fase da Libertadores. Como o torneio internacional só voltará a ser disputado em abril, o time deve focar exclusivamente nos problemas acumulados no Estadual.

Com a vitória do Grêmio Osasco Audax por 2 a 1 sobre o Palmeiras, no domingo, o São Paulo caiu para a segunda posição no Grupo C. A equipe está com 14 pontos, dois a menos do que o líder Audax. Na terceira posição surge a Ferroviária, com 13, enquanto o XV de Piracicaba é o quarto, com 12. Por mais que Bauza não admita, um novo tropeço pode complicar de vez a situação do time no Paulistão.

Diego Lugano está de volta para ajudar o São Paulo a corrigir os erros no Paulistão (Foto: Sergio Barzaghi/Gazeta Press)
Diego Lugano está de volta para ajudar o São Paulo a corrigir os erros no Paulistão (Foto: Sergio Barzaghi/Gazeta Press)

O Patón também terá problemas para escalar a equipe titular. O volante Thiago Mendes, expulso contra o Ituano, é desfalque certo. Também estarão fora os zagueiros Rodrigo Caio e Lyanco e o lateral esquerdo Mena, convocados para jogos de seleções. Seguem vetados pelo departamento médico o goleiro Renan Ribeiro, o zagueiro Breno, o volante Wesley, o meia Michel Bastos e os atacantes Wilder e Rogério.

Sem opções, Bauza alterou o esquema tático para um 4-3-2-1 e improvisou Bruno na lateral esquerda. A mudança foi a alternativa encontrada para Carlinhos seguir no meio-campo, auxiliando a dupla de volantes Hudson e João Schmidt. Daniel foi o escolhido para ajudar Ganso na armação das jogadas, enquanto Calleri seguirá na frente. Na zaga, o uruguaio Diego Lugano retoma o posto ao lado de Maicon.

“Acredito que no esquema que a gente estava antes, os dois pontas ficavam muito abertos e distantes. Agora o time joga mais junto, um do lado do outro, facilita na hora que perde a bola também. São esquemas bem diferentes, mas eu acho que o treinador conseguiu passar bem as informações e o estilo que ele quer no jogo. Estamos tentando assimilar isso o mais rápido possível. Vamos trabalhar para entrosar rápido e conseguir os resultados”, disse Daniel.

Apesar de tantos problemas, o Tricolor poderá se aproveitar do momento ruim vivido pelo Botafogo-SP para buscar a vitória. Na lanterna do Grupo A, com 11 pontos, a equipe de Ribeirão Preto precisa somar pontos para afastar o risco de cair para a Série A2. Na última rodada, um empate por 1 a 1 com o Água Santa, em Diadema, manteve o time na zona que rebaixará seis times ao término da competição. Para o técnico Márcio Fernandes, a delicada situação não pode abalar a confiança dos jogadores.

“Será mais uma partida difícil, contra um grande do futebol, mas temos condições. Não é nada impossível, nós temos força. Vamos descansar bem para o grupo ficar mais forte e conseguir os pontos”, afirmou o técnico, respaldado pelo lateral direito Samuel Santos. “O campeonato está muito equilibrado. Os três pontos nos farão subir bastante na classificação. Nós teremos que marcar muito bem o São Paulo e explorar os espaços para surpreender nesse jogo”.

FICHA TÉCNICA
SÃO PAULO X BOTAFOGO-SP

Local: Estádio do Pacaembu, em São Paulo (SP)
Data: 23 de março de 2016, quarta-feira
Horário: 21h45 (de Brasília)
Árbitro: Rafael Gomes Felix da Silva (SP)
Auxiliares: Alex Alexandrino e Patrick André Bardauil (ambos de SP)

SÃO PAULO: Denis; Mateus Caramelo, Lugano, Maicon e Bruno; Hudson, João Schmidt, Carlinhos, Ganso e Daniel; Calleri
Técnico: Edgardo Bauza

BOTAFOGO-SP: Neneca; Daniel Borges, Caio Ruan, Mirita e Diego Pituca; Rodrigo Thiesen, Moradei, Allan Dias e Danilo Bueno; Serginho e Alemão
Técnico: Márcio Fernandes

 

Fonte:  Gazeta Esportiva

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*