Tricolor isenta Luis Fabiano de culpa e vê Ceni como batedor oficial

A manhã chuvosa desta terça-feira serviu para que Ney Franco fechasse os portões do CT da Barra Funda e treinasse as cobranças de pênalti do São Paulo à exaustão. No campeonato  organizado para aprimorar o rendimento de seusatletas, os jogadores puderam corrigir os erros apresentados por Luis Fabiano nas últimas rodadas. No entanto, o time fez questão de isentar o centroavante de qualquer culpa pelas cobranças desperdiçadas.

O Fabuloso não teve um rendimento satisfatórionas duas últimas rodadas do Brasileiro e perdeu penalidades contra Atlético-GO e Flamengo. Mesmo com o jogador vetado da partida desta quarta-feira, contra a LDU de Loja, o técnico Ney Franco notou a necessidade de trabalhar este fundamento e viu o grupo liderado pelo volante Denilson se sagrar campeão do torneio que decidiu o time com melhor aproveitamento.

A atividade, entretanto, não serviu para que o jogador se considerasse o principal candidato ao posto de Luis Fabiano na cobrança das penalidades. Defensor do centroavante, o volante entende que o goleiro Rogério Ceni e o meia Lucas têm todas as credenciais para serem os principais responsáveis por assumir a responsabilidade nesta função.

“O Rogério Ceni, Luis Fabiano e Lucas são grandes batedores. Errar pênalti todo mundo erra e independente disso a gente vai entrar focado para ganhar o jogo contra a LDU nos 90 minutos. Vamos tentar evitar o pênalti, porque não quero chegar lá imaginando uma eliminação. Quero tirar o outro time e sair vitorioso da partida”, declarou Denilson.

Embora tenha citado Lucas como um dos batedores oficiais do clube, o volante presenciou o grupo do camisa 7 terminar em último lugar no torneio desta terça-feira. Integrante do time perdedor, Jadson também não teve um bom rendimento no treino e se defendeu ao recordar o bom desempenho do goleiro Denis nos trabalhos.

“O Denis estava em um dia inspirado e pegou vários pênaltis na primeira etapa do torneio”, sorriu o armador, despreocupado com o resultado das atividades. “Não foi para ver quem será o nosso batedor oficial. Foi para dar mais seriedade ao treino. Se você bate sozinho, acaba ficando mais relaxado e isso faz o pessoal levar mais a sério o treino.”

Jadson ainda endossou o coro de Denilson e disse ter confiança de que o capitão tricolor será o escolhido de Ney Franco para bater os pênaltis ao longo das próximas partidas. “O Rogério é o batedor oficial da equipe e com certeza ele vai cobrar os que aparecerem nas partidas”, disse o atleta, que está suspenso da próxima partida do Brasileiro e irá começar o jogo desta quarta-feira como titular.

 

Fonte: Gazeta Esportiva

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*