Treinos embalam Lucas Fernandes por chance em clássico com o Palmeiras

As duas últimas semanas de treinos no São Paulo têm apresentado um elemento comum a cada dia. Lucas Fernandes inicia entre os reservas, consegue desequilibrar e acaba chamado por Dorival Júnior para terminar as atividades no time titular. O meia aumenta cada vez mais o prestígio com a comissão técnica, mas precisa colocar em prática nos jogos o que apresenta no CT da Barra Funda. A próxima chance para tal será às 16h de domingo, no Allianz Parque, para o duelo com o Palmeiras pela 22ª rodada do Campeonato Brasileiro.

Na terça-feira, esse roteiro de começo no time reserva e encerramento entre os titulares se repetiu. A joia entrou na vaga de Cueva e formou linha de meio de campo, a princípio, com Jucilei, Hernanes e Maicosuel. Logo no primeiro lance após a promoção, Lucas roubou bola no meio de campo, arrancou pela ponta direita e soltou bomba na trave. Os companheiros aplaudiram e o auxiliar Lucas Silvestre gritou para elogiá-lo.

“Tenho treinado bem, aproveitado as atividades para mostrar o que posso render em campo. Sempre tento colocar algo a mais para quando precisar de mim nas partidas, eu dar o meu melhor”, analisou o meia de apenas 19 anos.

Lucas encarou duas lesões musculares nesta temporada. A última o tirou de combate justamente após marcar pela primeira vez em 2017 – no empate em 1 a 1 com o Grêmio – e quando Dorival cogitava lançá-lo como titular. O clássico Choque-Rei, então, passa a ser uma oportunidade de afirmação para o garoto e de reação para o Tricolor, que pode deixar a zona de rebaixamento em caso de uma vitória inédita. Em quatro jogos no Allianz, foram quatro derrotas, com 11 gols sofridos e apenas um marcado.

“Será um jogo muito complicado, mas fundamental para começarmos nossa reação no campeonato. Jogando contra um grande rival, em um estádio lotado, com torcida totalmente contra, tentando quebrar o tabu de nunca ter vencido lá, será muito difícil. Mas uma vitória é importantíssima para nos ajudar a fugir da zona de rebaixamento, além de nos dar ânimo e confiança para seguir nessa campanha”, projetou o camisa 29 são-paulino.
Promovido ao profissional em 2016, Lucas Fernandes tem 24 partidas e dois gols pelo São Paulo, além de duas assistências.

 

Fonte: Uol

5 comentários em “Treinos embalam Lucas Fernandes por chance em clássico com o Palmeiras

  1. Gosto do Lucas Fernandes; não é um craque mas é melhor que o Cueva!
    Agora atentemos para o que pode acontecer. Jogar na Arena Palmeiras com torcida toda contra, onde estamos acostumados a nos dar mal, poderá ser a pá de cal da carreira desse garoto no time do S.Paulo. É lógico que se o time ganhar (coisa muito difícil) e ele for participativo, tudo bem. Agora, se o time levar uma carraspana do parmera, quem vai ser o bode expiatório? Sim, ele mesmo: Lucas Fernandes, que vai ser o primeiro a ser sacado do time, independentemente de outros estarem pior que ele, e vai ficar na geladeira porque não deu conta do recado.
    Por que não o utilizaram no Morumbi contra um Atlético Goianense, de quem perdemos, ou no próximo jogo contra a Macaca, onde o time poderia se dar melhor e ele mostrar a que veio? Não, corre o risco dele enfrentar o parmera com a obrigação de levar o time à vitória, coisa para a qual vamos torcer muito, mas que será muito difícil, apesar do momento parmerense. Já vi esse filme antes e o final foi triste! Lembram do Oscar? Da mesma forma, naquela época, o Murici o escalou de titular jogando na arena da baixada, onde nunca ganhamos, mandou-o bater um pênalti, que o garoto errou, e o resto todos nós conhecemos.
    Espero que, se realmente jogar, o Lucas se dê bem e se mostre, daí, insubstituível; porém, tenho minhas dúvidas!!!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*