Super-Ceni em 2015: Tricolor montará projeto para ídolo ficar mais forte

Rogério Ceni parece incansável. Aos 41 anos, o goleiro esteve em 64 dos 68 jogos do São Paulo nesta temporada. E vem mais por aí… Depois de decidir adiar a aposentadoria pela segunda vez, o camisa 01 renovou contrato até agosto de 2015 para disputar a Taça Libertadores da América. De olho na longevidade do ídolo, o Tricolor vai montar um projeto especial para manter o M1to em alto nível físico e técnico na próxima temporada.

Rogério Ceni São Paulo (Foto: Site oficial do São Paulo FC)Com 64 partidas, Ceni foi o atleta que mais disputou jogos na temporada 2014 (Foto: Site oficial do São Paulo FC)

Para alinhar esse planejamento haverá um encontro com a participação do goleiro, dos médicos, fisioterapeutas, fisiologistas e preparadores físicos do clube.  A ideia é que, mesmo com 42 anos (fará aniversário em 22 de janeiro), ele ganhe massa muscular. Nas férias, já está definido que pelo menos um período será dedicado para atividades físicas. Tudo para que Rogério chegue em boas condições na pré-temporada e consiga estar bem desde o começo do ano. Lembrando que o Tricolor disputará o Campeonato Paulista e a Taça Libertadores logo no início de 2015.

– Preciso me colocar num nível mais alto fisicamente. E concluímos que será preciso ganhar massa muscular mesmo com 42 anos. Já na reapresentação de quarta, vamos começar a intensificar alguns tipos de treinamentos. Vou me preparar – afirmou o jogador.

A rotina diária antes e depois dos treinamentos continuará exigente. Engana-se quem pensa que o capitão tricolor chega ao CT apenas na hora do treino. A reapresentação acontece pelo menos uma hora e meia antes. Além de dedicar 40 minutos para alongamentos especiais com seu preparador, Haroldo Lamounier, existe todo o processo de preparação de proteção no tornozelo esquerdo, local onde ele sofreu uma fratura em 2009. Para fechar, ele faz fortalecimento na academia. Só depois que vai a campo.

– Se não fizer isso, não consigo chegar ao final do treino no mesmo nível dos meus companheiros – justificou.

Mesmo com todos os títulos e recordes alcançados, Rogério quer fugir da acomodação. Se o contrato foi renovado é para buscar títulos e atingir novas metas.

– Não quero estar jogando pelo meu passado e sim porque quero escrever um novo capítulo na história do clube. Lembro lá atrás, quando trabalhava com o Telê, que ele falava que era para observar Raí, Zetti, Muller, Palhinha, entre outros, e ver o comportamento como profissional. É por isso que chego cedo, que me dedico ao máximo. Meu desejo de ganhar é o que mais faz querer continuar – ressaltou.

Outra coisa que o camisa 01 deixou claro é que ele não vai escolher os jogos em 2015. Muitos pensaram que, por ter renovado contrato, ele jogaria só as partidas principais do time no Campeonato Paulista e os jogos da Libertadores.

– Nessa idade, preciso da continuidade. Quando você é mais novo, a rotina de treinos é que faz a diferença. Agora, é exatamente o contrário. Quanto maior a repetição de jogos, melhor para mim – concluiu o capitão são-paulino.

 

 

Fonte: Globo Esporte

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*


Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.