SP anuncia reforma de gestão, e presidente não perderá poder

O presidente Carlos Miguel Aidar emitiu um comunicado interno no São Paulo nesta quinta-feira (4) no qual anunciou que implementará um plano de reforma e a criação de um fundo de investimento em direitos creditórios, entre outra medidas. O plano de reforma que será anunciado é de autoria do Instituto Áquila, e não do CEO Alexandre Bourgeois, contratado por recomendação do empresário Abilio Diniz, e não prevê redução de poder do presidente.

A apresentação das medidas de reforma será feita por Aidar nesta sexta-feira, às 12h30, no CT da Barra Funda. O convite do presidente a vice-presidentes e diretores não especifica qual será o plano de reforma apresentado. O São Paulo, no entanto, afirma que a implementação do plano do Instituto Áquila não inviabiliza o plano de Alexandre Bourgeois, inspirado em parte no modelo sugerido por Abilio Diniz – na visão da cúpula do clube, os planos são complementares e o segundo deverá ser adotado posteriormente, com a criação de conselho do administração – o presidente deixa de presidir o clube para comandar o novo órgão, ao lado de outros integrantes.

O plano de reforma do Instituto Áquila não prevê alterações radicais no organograma do São Paulo, mas adota a profissionalização, com contratação de executivos remunerados para cada área. Será criado um comitê para acompanhar a gestão, mas o presidente permanecerá acima – no modelo sugerido por Abilio Diniz, o presidente do clube passaria a ser presidente do conselho de administração do clube, órgão que seria criado.

O objetivo do São Paulo ao adotar a reforma e a governança corporativa é ter um certificado de credibilidade que permita ao clube renegociar as dívidas. O maior débito do São Paulo é bancário. O anúncio nessa sexta-feira também pretende minimizar a análise absolutamente pessimista das finanças do clube realizada pelo Itaú BBA.

O comunicado interno distribuído pelo presidente, obtido pelo UOL Esporte, ainda anuncia a contratação de uma empresa independente para realizar auditoria externa. Confira o comunicado abaixo.

Apresentarei o PRÓ SÃO PAULO à coletividade são-paulina, ao mundo corporativo e empresarial, e à imprensa em geral.

O projeto PRÓ SÃO PAULO traz temas relevantes para o futuro do Clube, tais como o plano de Governança Corporativa, o novo organograma da gestão, os mecanismos de compliance, o Fundo de Investimento em Direito Creditório – FIDIC, a contratação de uma importante empresa de auditoria externa, a nova estrutura executiva e os resultados apresentados após o primeiro ano de trabalho de diagnóstico e modelo de gestão desenvolvidos pelo Instituto Áquila.

Será, com a transparência que caracteriza esta gestão, também a demonstração numérica que estamos cumprindo as metas da minha Plataforma de campanha.

 

Fonte: Uol

 

Nota do PP: quando eu publiquei aqui que o CEO estava sendo “fritado” e que não teria vida longa no clube, muitos colocaram em dúvida minha informação. Mais uma prova que minhas fontes são boas e fidedignas, ao contrário do que alguns blogs oficialescos tentam destruir, como ficará a situação agora dele que indicado por Abílio Diniz, vê seu trabalho sendo jogado no lixo e Abílio encostado pela diretoria: Era um processo inicial de fritura que ele vivia ou não? Realmente, como alguns gostam de dizer, as verdades vão aparecendo ao seu tempo. Esta é mais uma.

4 comentários em “SP anuncia reforma de gestão, e presidente não perderá poder

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*