Sócios do São Paulo aprovam fim da remuneração para conselheiros

Os sócios do São Paulo aprovaram, por quase unanimidade, o fim da remuneração para conselheiros em cargos executivos do São Paulo. Foram 693 sócios que votaram, sendo que 90,2% foram favoráveis a alteração do estatuto e apenas 9,8% contrários. Em números absolutos, foram 625 pelo SIM, ou seja, a favor da mudança estatutária e 68 pelo NÃO.

Assim sendo a partir de abril de 2020 os conselheiros que estão licenciados, por estarem ocupando cargos executivos remunerados, terão que optar por permanecer nas suas funções, sendo excluídos do Conselho ou retornarem ao seus cargos eletivos (ou vitalícios), abrindo mão da remuneração.

Depois disso, qualquer conselheiro que for guindado a cargo remunerado perderá imediatamente sua cadeira no Conselho Deliberativo.

 

Paulo Pontes

4 comentários em “Sócios do São Paulo aprovam fim da remuneração para conselheiros

  1. O atual presidente distorceu o espírito do Estatuto renovado em 2017, e que previa a efetiva profissionalização da gestão do Clube.
    Dadas essas circunstâncias essa alteração hoje ratificada pela AGE era absolutamente necessária para evitar a repetição da utilização política dos cargos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*


Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.