Sem jogar em 2015, Antônio Carlos rescinde contrato com São Paulo

A diretoria do São Paulo e o zagueiro Antônio Carlos chegaram a um acordo para rescisão de seu contrato, que venceria em dezembro. O jogador perdeu espaço na virada de ano e não foi relacionado para nenhum jogo da equipe nesta temporada. Seu destino deverá ser o Fluminense, clube pelo qual foi formado.

Contratado em 2013, quando ajudou o time a escapar do rebaixamento à segunda divisão nacional, o defensor começou o primeiro semestre do ano seguinte como titular. Por conta de lesões, porém, não conseguiu firmar sequência e esteve em campo em somente 13 dos 40 jogos depois da paralisação pela Copa do Mundo. No Campeonato Paulista deste ano, não foi nem inscrito pelo técnico Muricy Ramalho.

Mesmo chateado e disposto a sair, Antônio Carlos foi aconselhado a permanecer treinando no São Paulo à espera do encerramento das competições estaduais. Agora, às vésperas das finais, ele finalmente abriu negociações e entrou em acordo com a diretoria. Quem também tem rescisão acordada – mas ainda não concretizada – é o meia argentino Marcelo Cañete, que estava emprestado ao São Bernardo para a disputa do Estadual.

Fernando Dantas/Gazeta Press

Zagueiro de 31 anos abriu negociação e deve retornar ao Fluminense, clube onde iniciou a carreira

Aos 31 anos, o destino de Antônio Carlos deve ser o Fluminense, onde iniciou a carreira. Depois das Laranjeiras, ele teve passagens ainda por Ajaccio (França), Atlético-PR, Atlético-GO e Botafogo. Com a camisa tricolor, foram ao todo 63 partidas e 12 gols marcados.

Inutilizado, o jogador não fará falta – ao menos neste momento – ao elenco atualmente dirigido por Milton Cruz. Para o setor, o técnico interino conta com Rafael Toloi, Dória, Lucão, Edson Silva, Paulo Miranda e Rodrigo Caio. Futuramente, também terá o reforço de Breno.

 

Fonte: Gazeta Esportiva

3 comentários em “Sem jogar em 2015, Antônio Carlos rescinde contrato com São Paulo

    • Zagueiro se mede pelo que ele faz na zaga não ao subir ao ataque, se é tão artilheiro passe a disputar posição no ataque.

      É o mesmo que medir o RC pelos gols marcados…

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*