São Paulo volta ao trabalho de olho na Chapecoense

O São Paulo voltou a trabalhar nesta sexta-feira após a eliminação para o Colón na Copa Sul-Americana. Logo após desembarcar na capital paulista, a delegação seguiu para o CT da Barra Funda, onde os titulares fizeram apenas um treino regenerativo na piscina, enquanto os reservas e aqueles que foram acionados durante a partida participaram de atividades em campo reduzido, sem muita intensidade.

Deixado de fora da viagem para a Argentina, Diego Souza treinou normalmente e deve voltar ao time no próximo domingo, quando o Tricolor tentará garantir o título simbólico do primeiro turno do Campeonato Brasileiro. Das 15 edições em formato de pontos corridos, em apenas três o time que terminou a primeira metade da competição na ponta da tabela acabou não erguendo a taça no fim da temporada.

Quem pode pintar como novidade no próximo domingo é Rodrigo Caio, que completou 25 anos nesta sexta-feira. Completamente recuperado da cirurgia para reparar uma instabilidade ligamentar no pé esquerdo, o zagueiro vem treinando normalmente desde a semana passada e deve, enfim, ser relacionado pela primeira vez desde que se lesionou.

Já sem qualquer outra competição para se preocupar, o São Paulo terá até dezembro para se dedicar única e exclusivamente no Brasileirão. A equipe, inclusive, poderá abrir uma boa vantagem para seus concorrentes, já que terá uma sequência de quatro jogos relativamente favorável levando em consideração que desses compromissos, três serão em casa.

Após enfrentar a Chapecoense no Morumbi, os comandados de Diego Aguirre viajam a Curitiba para pegar o Paraná, atualmente lanterna do Brasileirão. Depois, o Tricolor volta a jogar em casa, desta vez contra o Ceará. Por fim, pega o Fluminense, mais uma vez no Morumbi, para fechar mais uma sequência decisiva para suas pretensões no torneio nacional.

Sem nenhum jogador no departamento médico, a tendência é que o São Paulo vá a campo no próximo domingo com: Sidão; Bruno Peres, Arboleda, Anderson Martins e Reinaldo; Hudson, Jucilei e Nenê; Rojas, Diego Souza e Everton.

 

Fonte: Gazeta Esportiva

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*