São Paulo volta a uma final com o herói Volpi e freguesia sobre o Palmeiras

Se o São Paulo está de volta a uma final de Campeonato Paulista depois de 16 anos, o grande herói desse feito é Tiago Volpi. Embora tenha desperdiçado sua cobrança, o goleiro comprovou a fama de pegador de pênaltis, defendeu duas batidas na semifinal contra o Palmeiras e fez história no Allianz Parque na tarde de ontem.

O Tricolor nunca tinha marcado um ponto sequer na reformada casa palmeirense. Agora, segue sem vencer, mas levou a melhor no Choque-Rei mais importante no estádio desde 2014. E Volpi, que havia ficado marcado por falhas em clássicos contra Santos e Corinthians, se reergueu usando uma arma que o consagrou no futebol mexicano.

Pelo modesto Querétaro, Volpi defendeu pênaltis na semifinal e na final da Copa do México de 2016 e se tornou ídolo da torcida após a conquista do título. Contando as passagens por São José-RS e Figueirense, o goleiro tem 28 defesas em cobranças de penalidades na carreira: 13 em disputas e 15 no tempo normal.

A classificação nos pênaltis contra o Palmeiras fez com que o São Paulo ampliasse uma vantagem histórica em mata-matas contra o rival alviverde. Foram 17 embates, com o Tricolor levando a melhor em 13 deles. Levando em consideração apenas confrontos eliminatórios com Luiz Felipe Scolari como técnico palmeirense, são quatro classificações são-paulinas: o Torneio Rio-SP de 1998, Campeonato Paulista de 1998, Copa do Brasil de 2000 e Paulistão de 2019. Além disso, nos oitos jogos, Felipão conseguiu apenas uma vitória.

Cavadinha de Carneiro não é novidade

Gonzalo Carneiro entrou no segundo tempo para fazer o São Paulo mudar de esquema tático e errou praticamente tudo no tempo normal. Mas na disputa de pênaltis o uruguaio mostrou frieza e ousadia para vencer o experiente Fernando Prass com uma cavadinha no meio do gol. Essa batida, aliás, não é novidade para Carneiro, que chegou a balançar as redes pelo Defensor, clube onde cresceu em Montevidéu, com cavadinha no tempo normal. Nos treinos, ele também costuma utilizar esse tipo de batida.

Zagueiro ganha mais um amuleto

O zagueiro Bruno Alves ficou famoso por levar o filho Henry a jogos no Morumbi e nunca perder uma partida sequer após entrar com ele no colo. Agora, Bruno ganhou mais um amuleto. Na última sexta-feira, dia em que soube que seria titular contra o Palmeiras, ele soube que a esposa está grávida novamente. E o resultado foi imediato, com o último pênalti convertido pelo São Paulo ontem, cobrado no ângulo de Prass.

Everton Felipe vai bem e chora no campo

Um jogador criticado, que até agora não marcou nenhum gol pelo São Paulo, mas que tem sido importantíssimo para a equipe na reta final do Campeonato Paulista. A mudança de rota começou na última rodada da fase de grupos do Estadual, quando ele entrou no segundo tempo e participou da jogada do gol decisivo de Antony.

A partir dali, Everton ganhou vaga entre os titulares na ponta esquerda, teve atuações melhores do que no ano passado e ontem foi usado por Cuca como “falso 9”. Além da boa atuação no tempo normal, ainda teve sucesso ao converter sua cobrança de pênalti. Com a vaga na final garantida, desabou no gramado e chorou sem nenhum pudor.A torcida pirou na sinceridade do camisa 18.

Raí promete tentar segurar os garotos em 2019

A volta do São Paulo a uma final de Paulistão também passa pela ascensão de garotos formados em Cotia, principalmente o quarteto titular Luan, Liziero, Igor Gomes e Antony. Ao mesmo tempo, entretanto, cresce na torcida a preocupação por vê-los negociados pela diretoria do Tricolor, como aconteceu recentemente com David Neres e Luiz Araújo.

O diretor-executivo de futebol Raí reconhece que os jovens serão assediados e que propostas vantajosas podem aparecer, mas promete que o clube fará de tudo para “manter uma base” até o fim da temporada. O jovem Antony concorda e diz que não pensa em sair antes de ser campeão pelo São Paulo.

Time pode ter reforços de peso na final

Embora a garotada esteja em alta e empolgue a torcida, o São Paulo espera ter dois reforços de peso para as finais do Paulistão – o adversário será conhecido hoje à noite, no duelo entre Santos e Corinthians no Pacaembu. O meia Hernanes, com lesão na coxa esquerda, será examinado ainda hoje para saber se estará livre para voltar a treinar. Já o atacante Pablo faz tratamento para se livrar de dores nas duas panturrilhas e tem mais chances de voltar para a primeira final do Estadual, prevista para domingo, no Morumbi.

 

Fonte: Uol

6 comentários em “São Paulo volta a uma final com o herói Volpi e freguesia sobre o Palmeiras

      • O equívoco é exatamente esse.
        Não dá para comparar campeonatos com formatações diferentes. Existe um hiato de finais no Paulista em 2005 e 2006.
        Não dá para dizer que ficamos 16 anos sem chegar a uma final se teve ano em que não teve final, pois nada garante que não chegaríamos na final se ela tivesse acontecido, já que fomos campeões e vice, respectivamente, nesses anos.
        Concordar que com esse ‘tabu fictício’ de 16 anos sem chegar na final é concordar com a narrativa canalha de boa parte da imprensa esportiva paulista que só gosta de falar mal do São Paulo.

        • É que a parte preguiçosa e fogueteira da imprensa parece cada vez mais dominar a pauta.
          Em vez de trabalharem buscando informações relevantes para o jogo, como estatísticas do time atuando em estádios com muito vento ou de dimensões menores, fabricam dados irrelevantes e idiotas, como o número de vitórias e derrotas depois que o estádio mudou de nome.

          • E o que essa imprensa vigarista não diz é que durante mais da metade desse tempo, o SP praticamente abriu mão da disputa do Paulista para dar prioridade à Libertadores.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*


Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.