‘Especialista’ em pênaltis, Tiago Volpi estreia pelo São Paulo e garante vaga

Tiago Volpi garantiu a vaga do São Paulo para a final do Paulistão ao pegar duas cobranças no confronto com o Palmeiras. Foram os primeiros pênaltis defendidos pelo goleiro, que é “especialista” no quesito.

Em seu clube anterior, o Querétaro (MEX), Volpi havia defendido 11 cobranças de pênaltis. Ao todo na carreira, ele soma 28 defesas, sendo 15 no tempo regulamentar e 13 em disputas, de acordo com levantamento feito pelo Uol Esporte.

Volpi saiu como herói do clássico, mas poderia ter sido o vilão. Isso porque ele errou a quinta cobrança que daria a classificação ao São Paulo. Depois, porém, defendeu a cobrança de Zé Rafael e garantiu o Tricolor na decisão do Paulistão.

– São circunstâncias do jogo. Não fui feliz na cobrança, mas as pessoas precisam entender e saber que hoje não fiz algo novo na minha carreira. Já tinha outros três pênaltis como profissional, em decisões. Inclusive lá no México, ganhamos título depois de uma decisão de pênaltis onde bati. Quis assumir essa responsabilidade, infelizmente não acertei a cobrança. Mas depois pude ajudar com duas defesas e acho que por isso o futebol é tão emocionante. Em uma fração de segundos, ele te faz mudar toda uma história – disse Volpi após a partida.

O goleiro também foi assunto na entrevista coletiva do técnico Cuca, que brincou com a situação.

– Tiago Volpi quase mata todo mundo, né? Estava sendo herói, dali a pouco seria vilão… O que é o futebol, né? Acabou que foi herói de novo. Gostou de emoção. Não precisava de tanto (risos) – brincou o treinador.

 

Fonte: Lance

2 comentários em “‘Especialista’ em pênaltis, Tiago Volpi estreia pelo São Paulo e garante vaga

  1. Sinceramente eu nao acho Volpi especialista em penais, 1o pq tem que pegar muitos penais para vc ser especialista em pegar quantos penais ele pegou ate hj?, e essa coisa de bater penal, de acordo com informacoes e se estiver errado me corrijam, ele so bateu 1 penal e foi bem sucedido entao para mim especialista era o Rogerio Ceni, o resto é tudo aprendiz e mais nada, inclusive quase nos prejudicou pq nos seus pés estavam a responsabilidade de passar para a final e deu td errado pq nao esta preparado, por sorte dos deuses do futebol fez o que é que tem que fazer de verdade, defender penais, e se redmiu pois seria crucificado pois nao tinha nada que bater o penal, tudo bem que pode ter sido ordem do Cuca e Mancini mas nao deveria ter batido.
    Enfim classificamos agora é esperar quem vira, por sorte sao times quase do mesmo nivel do nosso, entao as chances sao maiores de voltarmos a gritar É Campeão, é campeao.

    • Alexl, vou ousar discordar de você. Também acho que não existe “especialistas” em bater pênaltis. Existe, sim, o jogador tranquilo, seguro, que pega a bola e gosta de bater pênaltis, como o Neimar e Cavani (até brigaram para bater pênaltis). É lógico que esse tipo de jogador marca a grande maioria das cobranças; mas também não todas. O Rogério, que vc citou como especialista, dê uma olhada em quantos pênaltis ele perdeu, principalmente nos anos em que estivemos à beira da segundona. Vc vai ficar supreso. Um dos motivos por termos quase chegado a cair foi os vários pênaltis perdidos por ele que nos levaram a empates ou derrotas por não serem convertidos. Ele marcou muitos porque não deixava ninguém bater, mesmo porque ele tinha seus objetivos particulares; porém ele também errou muitos pênaltis importantes para o S.Paulo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*


Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.