São Paulo visita o Santos no primeiro clássico de Rogério Ceni

A partir das 21h45 (de Brasília) desta quarta-feira, Santos e São Paulo se enfrentarão na Vila Belmiro. Válido pela terceira rodada do torneio, o duelo marca o primeiro clássico da carreira de técnico de Rogério Ceni, que inclusive fez sua última partida como goleiro no estádio alvinegro, em 2015, quando o Tricolor acabou eliminado nas semifinais da Copa do Brasil após derrota por 3 a 1.

Com um revés e uma vitória no Estadual, o São Paulo divide a liderança do Grupo B com o Linense. A agremiação do Morumbi segue em busca de um time com a ‘cara’ de seu treinador, enquanto o entrosamento é a marca do invicto Peixe, a quem Ceni considera o “melhor time” do campeonato.

“O Santos é uma equipe de muito talento, muito bem dirigida, tem um jogador excepcional que é o Lucas Lima e um conjunto acima da média”, avaliou o ex-goleiro, que aposta em uma postura ofensiva do time são-paulino para surpreender no litoral.

“Iremos para Santos não para se defender. Iremos para tentar a vitória”, avisou Rogério, que deve manter a base da equipe que goleou a Ponte Preta no último domingo. Autor de três gols da vitória por 5 a 2, Gilberto será uma das apostas de Ceni para o confronto na Vila, onde o São Paulo não vence desde 2009.

O centroavante, inclusive, aponta o que de ser feito para frear o ímpeto santista. “É um time rápido, mas quando marcado sobre pressão não consegue jogar e vamos buscar o que o treinador pedir, fazendo da melhor forma possível para sairmos com a vitória”, analisou o artilheiro tricolor na temporada, com quatro gols.

Os recém-contratados Lucas Pratto e Jucilei sequer foram relacionados para o confronto. O centroavante ainda não teve sua documentação regularizada e está de fora do San-São, enquanto o volante aprimora o condicionamento físico para ficar apto a estrear com a camisa tricolor. Machucados, Wellington Nem e Wesley seguem ausentes.

Contra o São Paulo, o time de Dorival Júnior buscará manter o 100% de aproveitamento no Paulista (Foto: Sergio Barzaghi/Gazeta Press)
Contra o São Paulo, o time de Dorival Júnior buscará manter o 100% de aproveitamento no Paulista (Foto: Sergio Barzaghi/Gazeta Press)

O Santos começou 2017 de uma forma superior ao São Paulo. Enquanto o tricolor perdeu para Audax na estreia, o Peixe aplicou uma sonora goleada de 6 a 2 sobre o Linense, no último dia 3, na Vila Belmiro. Teoricamente, a equipe comandada por Dorival Júnior entraria como favorita para o clássico. Porém, como no futebol as coisas vão da água para o vinho em pouco tempo, o cenário para o embate desta quarta-feira já é outro.

A equipe do Morumbi mostrou um futebol ofensivo, goleou a Ponte Preta por 5 a 2, no último domingo, e ganhou mais confiança no Paulistão. No mesmo dia, o alvinegro bateu o Red Bull Brasil por 3 a 2 e manteve a invencibilidade na temporada. Porém, problemas extracampo acabaram prejudicando o ambiente no clube.

Após o vitória sobre o Toro Loko, os jogadores do Peixe decidiram não falar com a imprensa na saída do gramado. O silêncio foi uma forma de protesto por conta da demissão do gerente de futebol Sérgio Dimas, na última sexta-feira. A mudança não agradou os atletas, que tinham boa relação com o profissional. Apesar da situação, o lateral-direito Victor Ferraz acredita que o ambiente no elenco santista não foi prejudicado.

“O clima é o melhor possível. As brincadeiras acontecem do mesmo jeito. É só ver nos bastidores, Santos TV, é a mesma resenha. Grupo entrosado. Cleber e Donizete parecem que tem 3 ou 4 anos de casa, brincam até com as tias. Clima é muito bom”, ressaltou Ferraz.

E se os problemas extracampo não devem atrapalhar o alvinegro no clássico, o técnico Dorival Júnior ainda encontra dificuldades para montar ideal dentro das quatro linhas. Os titulares Renato, Ricardo Oliveira, David Braz e Vanderlei seguem fora de combate. Por conta disso, o comandante deve repetir o time que bateu o Red Bull Brasil no último domingo.

A comissão técnica também esperava contar com o colombiano Vladimir Hernández para o clássico. Porém, o atacante ainda não apareceu no Boletim Informativo Diário (BID) da CBF e não entra em campo. Além disso, Dorival recebeu uma notícia desagradável no treinamento desta terça-feira. Com desgaste muscular, o meia Lucas Lima foi poupado do último treino antes do clássico e virou dúvida para o duelo.

Caso o camisa 10 não possa atuar, a tendência é que Vitor Bueno seja recuado para o meio e Bruno Henrique entre como titular pela lateral do ataque. Além disso, Dorival também pode escalar Jean Mota ou Rafael Longuine no lugar de Lucas Lima.

FICHA TÉCNICA
SANTOS X SÃO PAULO

Local: Estádio Vila Belmiro, em Santos (SP)
Data: 15 de fevereiro de 2017, quarta-feira
Horário: 21h45 (de Brasília)
Árbitro: Vinicius Gonçalves Dias Araújo
Assistentes: Anderson José de Moraes Coelho e Bruno Salgado Rizo

SANTOS: Vladimir; Victor Ferraz, Lucas Veríssimo, Yuri e Zeca; Leandro Donizete, Thiago Maia e Lucas Lima (Bruno Henrique); Vitor Bueno, Copete e Rodrigão
Técnico: Dorival Júnior

SÃO PAULO: Sidão; Bruno, Maicon, Rodrigo Caio e Junior Tavares; João Schmidt, Thiago Mendes e Cícero; Luiz Araújo, Cueva e Gilberto
Técnico: Rogério Ceni

 

Fonte: Gazeta Esportiva

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*