São Paulo vence Penapolense e está na semifinal do Paulista

O São Paulo entrou em campo “diferente”: em homenagem ao Morumbi, que agora tem todas as suas cadeiras vermelhas, o time usou uma camisa da cor, também chamada de a “cor da raça”. O time sofreu, é verdade, mas derrotou o Penapolense por 1 a 0, neste domingo, pelas quartas de final do Paulistão Chevrolet, no Morumbi. O Tricolor agora enfrentará o Corinthians na semifinal, também em casa.

O gol tricolor saiu após boa jogada de Osvaldo, que terminou em gol contra de Jaílton. A torcida, desde o primeiro tempo, lembrou do duelo da próxima quinta-feira, contra o Atlético-MG, pelas oitavas de final da Libertadores, no Morumbi. Depois disso, o clássico contra o Timão…

O JOGO

A partida começou truncada e as duas equipes pouco arriscaram de início. Com um São Paulo apático, foi o Penapolense que criou a primeira chance de gol. Aos 14 minutos, o meia Liel arriscou de longe e obrigou Rogério a trabalhar.

Apagados, Jadson e Ganso não conseguiram organizar jogadas e a saída foi arriscar chutes de longa distância. Osvaldo e Denílson tentaram, mas Marcelo, bem posicionado, não teve problemas. Quando Jadson resolveu fazer o que se espera dele, o São Paulo criou a melhor chance: o meia partiu pela direita e tocou na entrada da área para Denílson, que bateu cruzado e exigiu bela defesa do goleiro Marcelo.

Com uma defesa bem postada, a equipe de Penápolis anulou o ataque são-paulino. Luis Fabiano, aparentando estar fora de ritmo, pouco participou do jogo. Nos contra-ataques, o time do técnico Pintado continuou assustando o Tricolor até o intervalo.

Na volta do intervalo, o jogo melhorou e o Penapolense saiu para cima do Tricolor. Nos dez primeiros minutos, Rogério Ceni salvou o time com boas defesas. Aos 12 minutos, a cabeçada de Luis Fabiano, até então sumido, pareceu ter acordado a equipe.

Mesmo sem apresentar um futebol requintado, o Tricolor melhorou o toque de bola. Aos 22 minutos, a torcida no Morumbi chegou a ensaiar o gritar de gol quando Luis Fabiano aproveitou sobra, na pequena área, e chutou. Mas a bola bateu no travessão e quicou em cima da linha. Em seguida, Marcelo agarrou e sofreu falta. Era um sinal. O gol parecia próximo.

Se não desse na habilidade, teria que vir na raça…

E veio. Aos 27 minutos, Osvado fez grande jogada pela esquerda, invadiu a área e cruzou. Jaílton tentou cortar de cabeça e mandou contra a própria meta. O “suficiente” para avançar.

O Penapolense sentiu o gol e pouco finalizou, mesmo assim Rogério Ceni ainda salvou uma boa investida do adversário. Silvinho fez boa jogada e tocou para Sérgio Mota que chutou para grande defesa do camisa 1.

Com 1 a 0 no placar, o time do Morumbi ficou com maior posse de bola e só esperou o apito final para comemorar a classificação à semifinal, contra o Corinthians, no próximo final de semana, no Morumbi.

FICHA TÉCNICA

SÃO PAULO 1 X 0 PENAPOLENSE

Local: Morumbi, em São Paulo (SP)
Data/Hora: 28/4/2013 – 18h30
Árbitro: Wilson Luiz Seneme (SP)
Auxiliares: Marcelo Carvalho Van Grasse (SP) e Paulo de Souza Amaral (SP)

Renda/Público: R$686.085,00/32.995 pagantes
Cartões Amarelos: Wellington, Osvaldo, Rafael Toloi, Denilson (SPO); Jaílton, Niander, Gualberto(PEN)
GOLS: Jaílton (contra), 27’/2ºT (1-0)

SÃO PAULO: Rogério Ceni, Paulo Miranda (Rodrigo Caio – 37’/2ºT), Lúcio, Rafael Toloi, e Carleto; Wellington (Douglas – 7’/2ºT), Denílson, Jadson (João Schmidt – 41’/2ºT) e Ganso; Osvaldo e Luis Fabiano. Técnico: Ney Franco.

PENAPOLENSE: Marcelo, Niander, Jaílton, Gualberto e Rodrigo Biro; Fernando (Sérgio Mota – 30’/2ºT), Heleno (Eric – 39’/2ºT), Liel e Guaru; Silvinho e Fio (Geuvânio – 36’/2ºT). Técnico: Pintado

 

Foto: Vipcomm

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*