São Paulo vê jogo adiantado com Inter como “sobrevida ou morte”

Adiantado em uma semana, o duelo de quarta-feira contra o Internacional, no Morumbi, é de suma importância para o São Paulo. Se vencer, a equipe treinada por Muricy Ramalho diminuirá momentaneamente para dois pontos a distância para o líder Cruzeiro. Se perder, porém, praticamente dará adeus ao título brasileiro.

“Aí, acabou”, opinou o vice-presidente de futebol, Ataíde Gil Guerreiro, em entrevista àRádio Bandeirantes, confiante na continuidade da disputa. “Os dois próximos jogos do Cruzeiro serão contra Santos e Grêmio, fora de casa. Embora tenhamos duas partidas difíceis também, contra Inter e Palmeiras, se tivermos sucesso, poderemos ser campeões”.

Válida apenas pela 35ª rodada, a partida foi antecipada para que o São Paulo pudesse disputar no dia 19 a primeira semifinal da Copa Sul-americana. O Cruzeiro, que disputará a primeira final da Copa do Brasil (contra o Atlético-MG) nesta quarta-feira, igualará o número de jogos do Brasileiro no meio da próxima semana, podendo ter que vencer para ficar na ponta.

Fernando Dantas/Gazeta Press

Muricy Ramalho vê Cruzeiro também em dificuldade; vice entende vitória como fundamental na quarta-feira

Neste momento, restam cinco compromissos para cada um na competição nacional por pontos corridos. Cinco pontos abaixo na classificação, Muricy Ramalho vê ambos em iguais condições, por conta da disputa simultânea de dois torneios.

“Estamos empatados. Também temos outra competição, que é mais difícil porque tem viagem (para fora do Brasil). Eles jogam em casa, isso ajuda um pouco. Mas, apesar de terem um grande elenco, eles têm a rivalidade em jogo (contra o Atlético). Não é fácil para o técnico, sabemos o que o Marcelo (Oliveira, treinador do Cruzeiro) está passando por lá também”, falou o comandante são-paulino, que prevê um confronto duro nesta quarta-feira.

Além de ter sido derrotado pelo Grêmio no fim de semana, o clube gaúcho terá que viajar à capital paulista uma semana antes do calendário original, o que gerou reclamação em Porto Alegre. “Não podemos nos iludir. O time vem mordido, é pior ainda. Time grande, quando perde um clássico, tem que se recuperar em seguida”, lembrou Muricy, que lamentou pela necessidade de adiantar o jogo e prejudicar o ex-clube.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*