São Paulo treina sem Rodrigo Caio, Militão Diego Souza

O São Paulo chegou de Salvador e já iniciou o trabalho de olho no clássico contra o Santos, marcado para o próximo domino, no Morumbi. Os titulares que participaram do empate com o Bahia ficaram apenas na área interna do CT da Barra Funda para uma atividade regenerativa.

No campo, jogadores como Petros e Liziero comandaram um treino puxado debaixo de sol forte ao lado daqueles que não foram utilizados por Diego Aguirre na quinta rodada do Campeonato Brasileiro, também com a companhia de Valdívia e Shaylon, dupla que atuou apenas no segundo tempo no último domingo.

Havia a expectativa pela presença de Diego Souza e Rodrigo Caio no gramado, mas ambos ficaram apenas no Reffis. O camisa 9 trata um edema na coxa esquerda, enquanto o zagueiro faz reforço muscular depois de sofrer uma torção no pé esquerdo.

Como não têm lesão, a tendência que é que os dois atletas estejam entre os relacionados para enfrentar o Peixe. Mesmo assim, o clube prefere agir com cautela e aguardar a resposta para isso durante a semana livre, nos treinamentos.

Diego Souza sentiu o incômodo no segundo tempo do duelo com o Rosario Central, pouco depois de marcar o gol da classificação do São Paulo na Copa Sul-Americana. Já Rodrigo Caio se machucou em Fortaleza, durante o empate sem gols com o Ceará, há cinco jogos.

Mais problemas
Outra preocupação do departamento médico é com Éder Militão. O zagueiro/lateral deixou o a partida na Fonte Nova mancando bastante por causa de dores na coxa esquerda. Na manhã dessa segunda, o jogador fez exame de imagem. À tarde, o clube promete informar o diagnóstico.

Não bastasse isso, Anderson Martins também gera preocupação no Reffis. Com um trauma na coxa esquerda, o zagueiro é dúvida para enfrentar o Peixe, assim como Morato, que novamente sequer deve ficar à disposição devido a um entrose no tornozelo esquerdo.

Com o que sobrou do elenco, André Aguirre observou um treino focado em trabalho de bola em espaço reduzido sob gritos de seu auxiliar, e também reservou parte do tempo para atividades físicas de explosão muscular, com piques curtos dos atletas, às vezes com o apoio de extensores.

Gonzalo Carneiro, que chegou no início de abril, em dado momento do treino foi chamado para um trabalho à parte, junto ao preparador físico, e terminou mais cedo que os demais o seu dia no gramado. Segue a expectativa pela estreia do atacante uruguaio, que chegou ao clube em fim de tratamento de uma lesão no púbis.

Nessa terça-feira o elenco do São Paulo ganha um dia de folga e, na quarta, volta ao trabalho totalmente focado na preparação para enfrentar o Santos, no Morumbi e, quem sabe, acabar com a série de quatro empates seguidos no Brasileirão.

8 comentários em “São Paulo treina sem Rodrigo Caio, Militão Diego Souza

  1. Se quando o Rodrigo Caio era convocado e nao apareceu time para contrata-lo agora fora da selecao so quero ver, vai fazer corpo mole ate ser negociado para algum clube no Brasil como muitos ja fizeram, se aparecer uma proposta que seja boa melhor é fazer logo antes que desvalorize mais ainda.

    • Se fosse convocado seria a maior falta de coerência dos últimos tempos.

      Graças a Deus não tem mais essa conversa fiada de valorização após disputar a copa. Espero que ele saia na próxima janela, será a libertação do São Paulo.

        • Por mim não passaria da fase de grupos
          O país esta uma zona, impostos caros, serviços que não existe e mesmo assim cobram de nós , corrupção de todas as espécies, falta de segurança, saude ……. e ainda tem gente se importando com seleção brasileira!!!!
          Tenha santa paciência..

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*