São Paulo termina folga sem cumprir objetivo de se livrar de encostados

O São Paulo termina o período de férias neste domingo sem cumprir um de seus objetivos envolvendo o mercado da bola. A mesma diretoria que definiu a permanência de Luis Fabiano não conseguiu resolver os destinos de Fabrício e Cortez.

Os dois têm altos salários e foram os jogadores que causaram mais repercussão no momento em que foram afastados. O volante deixou o grupo a pedido de Ney Franco e chegou a ficar perto de acertar com a Portuguesa, mas segue treinando separado dos demais colegas no CT da Barra Funda.

Além disso, Fabrício ainda tem esperança em defender o São Paulo neste ano com a possibilidade do treinador deixar o cargo. A própria diretoria espera vê-lo em campo em 2014.

Já no caso de Cortez, a questão financeira é bastante importante. Com um custo de cerca de R$ 8 milhões por 70% de seus direitos econômicos, o lateral também tem um salário alto e já chegou a ter propostas para sair. Por isso, o clube não queria simplesmente emprestar o atleta.

O objetivo era vendê-lo para o exterior. Não à toa, Eduardo Uram, seu agente, esteve em viagem pela Europa para tentar colocar o jogador em times da Ucrânia. Não deu certo e ele vai se reapresentar ao clube nesta segunda.

Por outro lado, outro grande problema foi resolvido, segundo anunciou a diretoria. Luis Fabiano entrou de férias dizendo que queria resolver sua situação e definir logo se ficaria ou se aceitaria alguma proposta do futebol europeu. O atacante ficará.

Fonte: Uol

Um comentário em “São Paulo termina folga sem cumprir objetivo de se livrar de encostados

  1. A notícia de que o LF ficará pode ou não ser boa. Se ele continuar jogando e marcando apenas no Morumbí contra times considerados de segunda linha; discutindo abertamente com árbitros a cada lance marcado ou deixado de marcar; e se “desinteressar” das partidas como se “não fosse com ele”, a notícia é má. Entretanto, se o imbróglio vivido no momento serviu para que ele tome a decisão de: jogar para, e com o grupo; respeitar o árbitro, mesmo quando achar que este errou (afinal atacante tb desperdiça muitos gols); comprometer-se com os resultados das partidas e com o desempenho do time nos campeonatos (e demonstrar isso em campo com garra e vontade de vencer); ser um líder positivo e um exemplo para o grupo (principalmente para os jovens valores que o acompanham), então sim, pode ter sido uma ótima notícia para os tricolores paulistas . . . .

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*


Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.