São Paulo terá de sofrer pior revés na Libertadores para ser eliminado

Jogadores e comissão técnica do São Paulo pregam “pés no chão” e dizem que o time ainda não se classificou às quartas de final da Copa Libertadores. Mas não há como negar que a situação da equipe na competição é muito confortável após a goleada por 4 a 0 sobre o Toluca. Para ser eliminado nessa quarta-feira, o Tricolor teria de sofrer uma derrota por mais de quatro gols de diferença, o que configuraria o seu pior revés na história do campeonato.

A derrota mais elástica que o time sofreu na Libertadores ocorreu no dia 08 de maio de 2013, contra o Atlético-MG, no Independência. À época dirigido por Ney Franco, o Tricolor tinha que se recuperar do revés por 2 a 1 que havia acumulado na ida das oitavas de final, no Morumbi. Um apagão generalizado, no entanto, acarretou numa goleada por 4 a 1 para os mineiros. Jô, três vezes, e Diego Tardelli marcaram para o Galo, enquanto Luis Fabiano descontou.

Nem uma goleada nesses moldes eliminaria o São Paulo da Libertadores. Com a goleada da última quinta-feira, no Morumbi, o time de Edgardo Bauza garantirá a vaga se perder por até três gols de diferença do Toluca. A decisão irá para os pênaltis caso os mexicanos devolvam o placar. Uma vitória por cinco gols de diferença é a única forma de o Toluca assegurar a classificação direta às quartas de final.

Do lado dos mexicanos, contudo, o moral está abalado após a eliminação no Campeonato Nacional. A equipe perdeu por 2 a 0 do Cruz Azul, dentro de casa, no último domingo, e teve a saída do técnico José Cardozo confirmada após o duelo. O treinador assumiu a responsabilidade pelos fracassos recentes e disse que dirigirá o Toluca pela última vez contra os são-paulinos.

A imprensa mexicana criticou Cardozo por conta da escalação utilizada na goleada para o São Paulo, mas o técnico teve de administrar os desfalques de sete jogadores ao armar a equipe. Para essa quarta-feira, o treinador espera que a volta do atacante Triverio possa trazer os gols necessários para a classificação. Ele é o principal goleador do time e vinha acumulando atuações de destaque na Libertadores até ser vetado por conta de uma lesão.

 

Fonte: Gazeta Esportiva

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*


Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.