São Paulo tenta evitar novo vexame em mata-mata no Morumbi em 2014

Novamente, o São Paulo tem uma decisão de mata-mata pela frente jogando no Morumbi. Embora o momento atual seja completamente diferente do registrado nos meses anteriores, é fato que as eliminações para Penapolense e Bragantino ainda assustam os torcedores são-paulinos na véspera do duelo contra o Atlético Nacional, nesta quarta-feira, às 22h (de Brasília), pelas semifinais da Copa Sul-Americana.

O primeiro tropeço ocorreu nas quartas de final do Campeonato Paulista. Após garantir vaga com facilidade na fase de classificação, a equipe teve pela frente o Penapolense. Diante de 17 mil torcedores, os comandados de Muricy Ramalho não passaram de um 0 a 0 no tempo normal, o que levou a decisão para os pênaltis. Nas cobranças, Rodrigo Caio falhou, e a equipe do interior venceu por 5 a 4.

O segundo confronto foi pela Copa do Brasil. São Paulo e Bragantino entraram em campo no Morumbi para definir quem seguiria adiante. No primeiro jogo, em Ribeirão Preto, o Tricolor havia vencido por 1 a 0, o que lhe dava a vantagem do empate. Jogando em casa, Paulo Miranda abriu o marcador, o que aumentou ainda mais a gordura dos mandantes. Mas os gols feitos por Cesinha, Gustavo e Guilherme acabaram com os planos da equipe de Muricy.

O novo deslize provocou mudanças. O vice-presidente de futebol, Ataíde Gil Guerreiro, pegou pesado com o elenco, exigindo recuperação no Brasileiro, sob ameaça de dispensas. Reforços foram contratados. Aos poucos, Muricy foi encaixando as peças e, com as entradas de Kaká e Kardec organizou o São Paulo. Tanto que o time que naufragou em duas competições já tem vaga garantida na Libertadores de 2015 e ainda luta pelo título da Sul-Americana.

Para o zagueiro Rafael Toloi, o que deixa todos animados é fato de o time chegar no momento da decisão no seu auge técnico na temporada.

– Nós estamos muito bem, apesar dos desgastes, dos jogos difíceis. Muricy foi inteligente, soube poupar junto com a comissão. Estamos vivendo um bom momento e preparados para a decisão. A nossa camisa é muito pesada e também jogaremos com o apoio de nossa torcida. Temos tudo para fazer uma grande partida e buscar a vaga – ressaltou.

Como perdeu o jogo de ida, em Medelim, por 1 a 0, o São Paulo precisa vencer por dois gols. Se devolver o 1 a 0, força a decisão por pênaltis.

 

Fonte: Globo Esporte

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*