São Paulo segue sem saber quando Breno será liberado

O São Paulo segue sem saber se poderá contar com Breno. Após assinar um vínculo de três anos com a equipe, apesar de estar preso na Alemanha, o zagueiro segue sem saber quando conseguirá sua soltura e, enfim, reforçar a equipe do Morumbi.

O vice-presidente de futebol, João Paulo de Jesus Lopes, afirmou que essa nunca foi a preocupação do São Paulo e que o vínculo foi feito entre as partes apenas para dar um suporte ao jogador que foi criado nas categorias de base do Tricolor.

“Nós fizemos um contrato até 2015 para ajudar o jogador e a família, que passa por dificuldades. Estamos na expectativa dele ser liberado ou a pena ser reduzida, mas não interferimos neste processo. Ele tem advogados na Alemanha e são eles que estão cuidando disso. Tão logo ele seja solto, ele se integra ao nosso elenco”, disse o cartola.

Breno foi registrado no BID (Boletim Informativo Diário) da CBF (Confederação Brasileira de Futebol) no dia 20 de dezembro. No dia seguinte, sua mulher, Renata Borges, chegou a dar declarações de que se preocupava com a divulgação do registro na imprensa por temer que o governo da Alemanha aponte que o jogador está com a intenção de fugir do país.

Dois dias depois, dirigentes do São Paulo e também pessoas ligadas a Breno, chegaram a dizer que Breno teria a ajuda do Governo Brasileiro para ser solto. Cogitou-se, até, que o zagueiro conseguiria a liberação antes do fim do ano passado.

O contrato de Breno com o Bayern de Munique se encerrou em junho de 2012. O tribunal alemão que julgou o caso considerou que, em setembro do ano passado, o jogador iniciou o incêndio propositalmente e foi detido imediatamente. Nem mesmo o fato de ele estar alcoolizado na noite do crime serviu para atenuar a pena. Considerado culpado pela justiça, foi condenado a três anos e nove meses de detenção.

Fonte: Uol

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*